Superliga dos ricos quer evitar ruína dos clubes. FC Porto rejeitou convite, mas Benfica estará a tentar entrar

Josep Lago / AFP

“Fazemos a Superliga para salvar o futebol, a situação é dramática”. As palavras são de Florentino Pérez, presidente do Real Madrid, um dos 12 clubes que anunciaram a criação de uma Superliga Europeia com os clubes mais ricos do mundo. O FC Porto rejeitou participar, mas o Benfica estará a tentar entrar.

A “bomba” da criação de uma Superliga Europeia, integrando os gigantes do futebol, como Barcelona, Real Madrid e Manchester United, está a suscitar críticas de todos os lados.

Pinto da Costa, presidente do FC Porto, já veio dizer que o clube foi convidado, mas que rejeitou participar. “Houve contactos informais, mas não demos grande atenção”, salientou o dirigente.

“A Federação Portuguesa de Futebol está contra e faz parte da UEFA e não podemos participar em algo que é contra os princípios e as regras da União Europeia e da UEFA. Estamos na Champions e esperamos continuar por muitos anos”, destacou ainda o líder portista.

Benfica desmente “lóbi” para entrar

Em sentido contrário, o Benfica estará interessado em integrar esta Superliga Europeia com prémios monetários mais elevados do que a Liga dos Campeões.

O jornal Record assegura que há “conversas no sentido de que o clube da Luz seja um dos cinco das ligas periféricas a fazerem parte da nova competição”.

“O Benfica está a envidar esforços” para integrar a Superliga Europeia e “há um lóbi em curso no sentido de mostrar a disponibilidade do clube” para integrar a prova, sublinha ainda o mesmo desportivo.

Mas, em comunicado, o Benfica assegura que “são inteiramente falsas as informações publicadas” pelo jornal e reforça “a sua total oposição ao projecto”.

“O Benfica foi o primeiro clube português a expressar publicamente a sua objecção a uma Superliga Europeia, em Novembro do ano passado, na sequência de uma entrevista do seu CEO, Domingos Soares de Oliveira”, aponta ainda o clube.

Essa entrevista foi concedida ao portal Off the Pitch e Soares de Oliveira manifestou, de facto, a sua opinião pessoal “contrária” à competição, mas salientou que se surgisse um convite para o Benfica participar, seria impossível recusar – “quase nem é preciso pensar“, notou na altura o CEO.

Em 2017, Luís Filipe Vieira também disse, em entrevista à CMTV, que o Benfica estava “a olhar com clareza” para a possibilidade de integrar a Superliga Europeia e que estava “a trabalhar afincadamente para isso”.

De qualquer modo, a título oficial, o Benfica reforça que está “solidário com a UEFA e com os valores do futebol europeu: meritocracia, solidariedade e inclusão“.

Em Alvalade, o presidente do Sporting, Frederico Varandas, assume-se contra a Superliga por ser “contra todos os princípios democráticos e de mérito que devem imperar no futebol”, conforme declarações à Lusa.

O presidente da Liga Portuguesa de Futebol Profissional (LPFP), Pedro Proença, também critica a possível criação da Superliga europeia, considerando que seria “uma insanidade” que “colocaria em causa todos os alicerces” da modalidade, uma vez que é “pensada e desenhada por uma pequena elite com intenções exclusivas”.

Prémio de participação de 350 milhões para os mais ricos

A principal mais-valia desta Superliga Europeia para os clubes participantes são os elevados montantes dos prémios monetários.

Os clubes fundadores da prova vão receber “em conjunto, um pagamento de uma só vez de 3.500 milhões de euros dedicados unicamente a empreender planos de investimento em infraestruturas e a compensar o impacto da pandemia de Covid-19″, salientam os criadores da Superliga Europeia num comunicado citado pelo Mundo Deportivo.

Mas o valor a repartir pelos 12 fundadores e por mais 3 clubes convidados não será distribuído de forma equitativa. Haverá níveis de prémios conforme o “potencial económico” dos emblemas.

Real Madrid, Barcelona e Manchester United estarão no patamar mais alto e podem, assim, receber algo como 350 milhões de euros antes de esta temporada terminar, de acordo com o Mundo Deportivo.

AC Milan, Arsenal, Atlético de Madrid, Chelsea, Inter Milão, Juventus, Liverpool, Manchester City e Tottenham são os outros clubes fundadores da Superliga Europeia.

Além do primeiro patamar de prémios para os clubes com maior potencial económico, haverá ainda receitas de participação de 225 milhões de euros para os de nível 2, de 112,5 milhões para o nível 3 e de 100 milhões para o nível 4.

Valores bem mais interessantes do que os que a Liga dos Campeões da UEFA garante actualmente.

Em 2020, por exemplo, o Bayern de Munique sagrou-se campeão europeu num percurso imaculado até à final, em Lisboa, com 100% de vitórias, tendo amealhado 117,5 milhões de euros.

Foi uma verba recorde na prova, superando o anterior máximo de 110 milhões de euros que pertencia ao Barcelona, na época 2018/2019, quando os catalães nem sequer ganharam o troféu.

A financiar o “bolo” milionário da Superliga Europeia estarão Fundos de Investimento, entre os quais o JP Morgan, bem como investidores norte-americanos e chineses.

“Com receitas actuais da Champions, morremos”

A criação da Superliga Europeia é uma resposta à grave crise financeira provocada pela pandemia de covid-19. É o que assegura o presidente do Real Madrid, sublinhando que “a situação é dramática”.

“Fazemos a Superliga para salvar o futebol”, aponta Florentino Pérez, frisando que a modalidade está num “momento crítico, a ponto de se arruinar”.

“As audiências e os direitos audiovisuais vão baixando e era preciso fazer algo”, aponta o dirigente espanhol, frisando que “o futebol está em queda livre”.

“Se não fizermos nada, não durará muito. Deve evoluir, como a vida, as pessoas e as empresas. Tem que se adaptar aos tempos”, defende ainda o líder do Real Madrid.

Com as receitas actuais da Champions, morremos. Os grandes, os medianos e os pequenos”, lamenta ainda Florentino Pérez, considerando que “cada vez há menos audiências e dinheiro”.

De acordo com o dirigente madrileno, os clubes mais importantes da Europa perderam 5 mil milhões de euros durante a pandemia. Ora, se o cenário já estava “delicado” antes da Covid-19, a crise sanitária agravou tudo.

O objectivo é realizar “jogos mais competitivos e atractivos para aliviar o dinheiro que se perdeu”, diz ainda o presidente do Real Madrid, notando que, actualmente, “há muitos jogos de pouca qualidade” na Liga dos Campeões e que, por isso, os jovens perderam o interesse pelo desporto.

“Não pode ser que na Liga ganhem dinheiro os clubes modestos e o Barcelona perca. Ou que em Inglaterra, as seis equipas da Superliga percam e os outros 14 ganhem”, aponta ainda.

“Uma cuspidela na cara do futebol”

O presidente da UEFA, Aleksander Ceferin, já disse que “a Superliga é uma cuspidela na cara do futebol e da nossa sociedade”.

E o presidente da LaLiga Profissional de Futebol Espanhola, Javier Tebas, fala de um “projecto elitista e egoísta”.

O presidente do Bétis, Ángel Haro, já veio pedir “medidas contundentes”, nomeadamente para expulsar Real Madrid, Barcelona e Atlético de Madrid, que integram a Superliga Europeia, do campeonato espanhol.

Haro avisa que as receitas com os direitos de televisão podem descer “40%” com a nova competição, o que será “muito grave” para os restantes clubes.

A Superliga Europeia terá um impacto negativo de 1.720 milhões de euros em receitas e de 59.878 em empregos, em Espanha, segundo a LaLiga.

O impacto económico levaria a uma redução de 66,1% no valor dos clubes que não disputem a Superliga e afectaria o Produto Interno Bruto (PIB) espanhol, passando dos actuais 1,37% para 0,93%, aponta ainda a LaLiga, conforme cita a agência EFE.

“Superliga não vai resolver problemas financeiros”

Também o presidente do Bayern de Munique, Karl-Heinz Rummenigge, está contra a criação da Superliga europeia, considerando que a nova competição “não vai resolver os problemas financeiros” provocados pela pandemia.

“Os clubes devem, sim, trabalhar em conjunto para assegurar que os custos, sobretudo os salários de jogadores e comissões de agentes, estão de acordo com as receitas, de forma a tornar todo o futebol europeu mais equilibrado”, aponta o dirigente num comunicado divulgado no site oficial do Bayern.

“Estamos convencidos de que o actual formato do futebol europeu garante bases sustentadas”, salienta Rummenigge, elogiando a UEFA pela “alteração feita ao formato da Liga dos Campeões”, porque diz que “é o passo certo para ajudar a desenvolver o futebol”.

“A mudança na fase de grupos vai contribuir para o aumento do entusiasmo e da emoção na competição”, nota.

Após a “bomba” da Superliga Europeia, a UEFA anunciou o alargamento da Liga dos Campeões de 32 para 36 clubes, a partir de 2024, numa Liga única, em que cada equipa joga contra 10 adversários, cinco jogos em casa e cinco jogos fora.

Susana Valente Susana Valente, ZAP //

PARTILHAR

11 COMENTÁRIOS

  1. Benfica tenta entrar?…
    Mas quem iria convidar o clube português que mais envergonhou a Lia dos Campeões dos anis mais recentes?…
    Claro que o benfica queria entrar…
    Queria… mas não vai!
    Mas era engraçado que, até por piada, essa liga fantasma aceitasse o clube maus corruptor de Portugal.
    Seria um festival de bombos de festa!

  2. Não percebo o título: “Benfica estará a tentar entrar”!!!!
    Então o clube institucionalmente vem afirmar de forma categórica que não pretende entrar, que está contra e o sr. jornalista sugere em título que o Benfica está a tentar entrar em vez de dar conta da poisão oficial, essa sim a que conta?!!!
    Que critérios editoriais são esse? Basta de parcialidade. Haja hoestidade.

    • É como a afirmação de que o Porto foi sondado. Tudo treta, inventada pelo corrupto- mor do apito. Para demonstrar que é um clube grande! Quer dizer, um clube intervencionado era sondado e aquele que é a maior instituição desportiva de Portugal e com o maior número de títulos, não era. Isto há cada artista!

  3. “Fazemos a Superliga para salvar o futebol, a situação é dramática”. O que é dramático é os milhões que rolam à volta do futebol e pouco se sabe sobre a sua origem! Haja mais seriedade e deixem-se de manipulações duvidosas, afinal o que está em causa são os milhões e não o desporto na sua verdadeira concepção!

  4. O SLB desde que obteve o elogio do árbitro inglês Howard King tem lugar destacado no futebol europeu.
    Desde o Jogo no estádio dos Baldaídos, com o Celta de Vigo, em que os golos eram marcados enquanto a assistência cantava «La Rianxeira», tem estatuto mundial. Com Vale e Azevedo ou Luís Filipe Vieira é sempre uma POTÊNCIA FINANCEIRA!

      • Acrescento que Jesus é uma mais-valia escatolálica, com o sua loquaz e inegualével expressão de futebolês erudito e sobre as suas tácticas e estratégias. Muito suoerior ao histório Heleno Herrera.

    • Alguma vez a superliga queria lá os tralhas do FCP? O Chelsea rejeitava-o logo. Tal o massacre corruptivo que tiveram que suportar, recentemente. Portugal não tem andamento para integrar esta superliga. Somos uns pobres, comparados com aqueles monstros que dominam o futebol europeu (e, por conseguinte, mundial). Eu até digo que seria bom que formassem essa superliga e que a UEFA mantivesse os prémios atuais da Champions e Liga Europa. As equipas portuguesas teriam mais hipóteses de progredir nessas competições e ganharem muito mais dinheiro. Aprendam, sejam políticos!

    • Tens uma visão pouco evoluída sobre a matéria. Florentino tem toda a razão. Nesta superliga receberiam milhões e milhões das maiores televisões mundiais. A UEFA e FIFA são instituições onde predomina o desvio de milhões e onde seus recentes líderes foram condenados. Os milhões e milhões da superliga entravam direta e imediatamente nos cofres dos clubes, sem intermediários suspeitos.

RESPONDER

Covid-19: Portugal com uma morte e 324 novos casos nas últimas 24 horas

Portugal registou hoje uma morte atribuída à covid-19, 324 novos casos de infeção pelo novo coronavírus e uma ligeira subida no número de internamentos em enfermaria, segundo a Direção-Geral da Saúde (DGS). De acordo com o …

Roma já tem uma máquina de venda automática de pizza

A capital italiana tem agora uma máquina de venda automática que faz pizzas em apenas três minutos. Os preços variam de 4,50 aos seis euros (e as opiniões sobre esta ideia também). Raffaele Esposito, o napolitano …

Morreu Bo, o cão de água português de Barack Obama

Bo, o cão de água português que o ex-presidente dos Estados Unidos, Barack Obama, adotou em 2009 morreu este domingo com 13 anos, em consequência de um cancro, anunciou o político nas redes sociais. O cão …

Futuro pós-vacinação entre reforço de dose, controlo de variantes e medicamentos

A incerteza sobre a duração da imunidade das vacinas contra a covid-19 deixa o futuro do combate à doença entre o reforço da vacinação, a monitorização de novas variantes e o desenvolvimento de terapêuticas alternativas, …

Presidente da República promulga Carta de Direitos Humanos na Era Digital

O Presidente da República, Marcelo Rebelo de Sousa, promulgou este sábado a Carta de Direitos Humanos na Era Digital, aprovada em abril na Assembleia da República, segundo uma nota divulgada no site da Presidência. A lei, …

Depois de 17 anos no subsolo, biliões de cigarras vão emergir nos Estados Unidos

Biliões de cigarras vão emergir nos Estados Unidos. O aviso é de um grupo de cientistas que alerta que, dentro de alguns dias ou semanas, as cigarras da Ninhada X vão surgir depois de 17 …

Foguetão chinês regressou à Terra (e a maior parte desintegrou-se)

Um importante segmento do foguetão chinês desintegrou-se este domingo ao reentrar na atmosfera terrestre e caiu no oceano Índico, perto das Maldivas, anunciou a agência espacial da China. "De acordo com o percurso e análise, pelas …

"Se eu encaixar, eu sento-me." Os gatos adoram caixas ilusórias

Qualquer amante de gatos sabe que estes animais têm uma predileção inata por se sentarem em espaços fechados, mesmo que o espaço seja apenas um contorno bidimensional de um quadrado no chão.  Os cientistas analisaram esta …

Jet pack da Marinha britânica. Fuzileiros navais testam macacão Gravity em exercício de embarque

Quem melhor do que as organizações militares para testar e usufruir dos jet packs? A Marinha Real Britânica e os Fuzileiros Navais reais testaram um macacão a jato, desenvolvido pela empresa Gravity Industries. Esta semana, a …

Marés de Júpiter podem ajudar a perceber a história do Sistema Solar

Uma equipa de investigadores detetou uma pequena perturbação gravitacional em Júpiter. A descoberta pode ajudar a investigar o interior do planeta e perceber melhor a história do Sistema Solar. "Se você tentasse mergulhar em Júpiter, nunca …