Superbactéria invencível que não causa sintomas está a alastrar-se rapidamente

Harvard T.H. Chan School of Public Health

Superbactérias Carbapenem Resistant Enterobacteriaceae

A perigosa superbactéria Carbapenem Resistant Enterobacteriaceae (CRE), que não apresenta sintomas e resiste a todos os 26 tipos de antibióticos conhecidos, está a espalhar-se mais rapidamente do que o previsto nos EUA.

De acordo com um estudo publicado no Jornal da Academia Nacional de Ciências, a transmissão desta bactéria pode estar a ocorrer sem qualquer tipo de sintomas, o que é um alerta para a ameaça que as superbactérias representam para a população.

Segundo o especialista, quando uma bactéria não desaparece com os medicamentos comuns, os pacientes recebem antibióticos de último recurso, como o carbapenem. No entanto, algumas superbactérias conseguem sobreviver.

“Falamos muitas vezes sobre a crescente onda de resistência aos antibióticos em termos apocalípticos. Mas devemos lembrar-nos que as pessoas que estão em maior risco estariam em risco de qualquer outra infeção, porque estão entre as pessoas mais frágeis no sistema de saúde”, destacou William Hanage, principal autor do estudo e professor de epidemiologia na Faculdade de Saúde Pública de Harvard.

A CRE tende a espalhar-se em hospitais e causa cerca de 9.300 infeções e 600 mortes por ano nos EUA, de acordo com os Centros de Controle e Prevenção de Doenças dos Estados Unidos.

“Embora até aqui o foco tenha sido o tratamento de pacientes doentes com infeções relacionadas com a CRE, o nosso estudo sugere que a bactéria se está a espalhar além dos casos óbvios de doença”, disse Hanage.

“Temos de olhar mais atentamente para este tipo de transmissão dentro das nossas comunidades e nas unidades de saúde se quisermos eliminá-la”, sublinhou o especialista.

Em setembro, uma mulher de 70 anos morreu no estado do Nevada devido a esta bactéria, depois de os médicos terem tentado combater a infeção com recurso aos 26 tipos de antibióticos disponíveis nos EUA.

A mulher terá partido uma perna na Índia, onde contraiu a bactéria. Quando chegou aos EUA, os médicos foram alternando os antibióticos de acordo com os resultados das análises, mas a paciente acabou por morrer.

Segundo a epidemiologista Lei Chen, a bactéria progrediu tão rapidamente, que os especialistas “acabaram por ficar sem opções”.

Um relatório divulgado em maio sugere que, em 2050, a resistência aos antibióticos pode vir a matar mais 10 milhões de pessoas por ano face ao que acontece atualmente, ou seja uma pessoa a cada três segundos.

ZAP //

PARTILHAR

1 COMENTÁRIO

RESPONDER

Benfica 2-0 Vitória SC | "Águia" vence e adia festa do Porto

Não foi esta terça-feira que o FC Porto festejou o 29º título de campeão nacional. Na recepção ao Vitória Sport Clube, o Benfica venceu por 2-0, num embate relativo à 32ª jornada da Liga NOS, …

Elon Musk lança concurso para ver quem consegue bater um caracol

O multimilionário, através da sua empresa especializada em construção de túneis, lançou um concurso mundial para ver quem é capaz de bater um caracol. De acordo com o jornal Daily Mail, Elon Musk lançou um concurso …

Covid-19. Tóquio quer pagar até quatro mil euros a bares que fiquem fechados

As autoridades de Tóquio, no Japão, estão a ponderar pagar um subsídio, que pode chegar aos quatro mil euros, aos bares que se mantenham fechados para conter a propagação da covid-19 na cidade. De acordo com …

Médicos franceses detetaram primeiro caso de bebé infetado no útero

Médicos em França pensam ter identificado aquele que será o primeiro caso confirmado de um bebé infetado com covid-19 no útero materno. De acordo com o site Business Insider, a equipa médica conta que a …

17 anos depois, Estados Unidos voltam a aplicar a pena capital a nível federal

Os Estados Unidos procederam, esta terça-feira, à primeira execução federal de um prisioneiro no "corredor da morte" em 17 anos, através de uma injeção letal. Daniel Lewis Lee, 47 anos, natural de Yukon (Oklahoma), foi executado …

Com o pretexto de paz, "senhor da guerra" vai ganhando poder na República Centro-Africana

O "senhor da guerra" Ali Darassa foi pago pelo presidente da República Centro-Africana e já influenciou a demissão de um ministro numa tentativa de manter a paz no país. A República Centro-Africana é um país atormentado …

Ministério Público acusa 25 arguidos pela queda do BES

O Ministério Público deduziu acusação, esta terça-feira, contra 25 arguidos, 18 pessoas singulares e sete pessoas coletivas, no âmbito do processo sobre a queda do Universo Espírito Santo. "O Ministério Público do Departamento Central de Investigação …

Agora, até o Toyota Corolla é um crossover

O Toyota Corolla Cross é o mais recente SUV da marca japonesa. Apesar de a marca estar a reforçar a sua gama de SUV, Portugal terá de esperar mais um pouco. Na semana passada, a Toyota …

Da Escócia à Grécia, Kleon pedalou durante 48 dias para regressar a casa

Um jovem grego, "preso" na Escócia devido ao cancelamento dos voos por causa da pandemia de covid-19, decidiu pedalar durante 48 dias consecutivos para conseguir regressar a casa. De acordo com a CNN, Kleon Papadimitriou, de …

Após fugirem da Venezuela, milhares foram obrigados a regressar por causa da pandemia (mas não é assim tão fácil)

Desde 2016, quase cinco milhões de venezuelanos deixaram o país, fugindo da pobreza e dos serviços sociais e de saúde em colapso. Agora, a pandemia de covid-19 forçou-os a regressar à Venezuela - se o …