Superbactéria com 4 milhões de anos encontrada na caverna mais profunda dos EUA

A bactéria Paenibacillus

A bactéria Paenibacillus

Os cientistas descobriram, numa das cavernas mais profundas do mundo, uma antiga estirpe de bactérias chamada Paenibacillus, que parece ser resistente a todos os antibióticos que a medicina moderna já conseguiu criar.

As bactérias estiveram escondidas durante 4 milhões de anos, o que sugere que existam outras igualmente poderosas que podem desenvolver resistência a certos tipos de antibióticos sem a influência dos seres humanos e dos medicamentos.

A estirpe foi descoberta a cerca de 305 metros de profundidade, na caverna Lechuguilla, no Novo México, nos EUA. Segundo os especialistas, as bactérias desenvolveram tal resistência através da exposição a “antibióticos naturais” no ambiente subterrâneo.

Os cientistas da Universidade de Akron, nos EUA, e da Universidade McMaster, no Canadá, analisaram amostras da caverna para identificar cinco formas através das quais a Paenibacillus consegue bloquear os antibióticos – para tentarem descobrir como vencer essa resistência no futuro.

Os antibióticos bloqueiam os mecanismos que as bactérias prejudiciais usam para infetar os seres vivos, mas o problema é que os patógenos estão a evoluir rapidamente e a encontrar novos mecanismos de defesa.

Além disso, o aumento do uso de antibióticos em hospitais e outras indústrias, como a agricultura, parece estar também a agravar a resistência a antibióticos.

“Identificamos alguns mecanismos únicos de resistência que nem sequer emergiram em bactérias que nos deixam doentes, o que é emocionante, porque isso significa que temos tempo”, explica a investigadora Hazel Barton, da Universidade de Akron.

Os testes realizados pelos cientistas revelam que as bactérias descobertas são resistentes a 18 antibióticos diferentes, incluindo a daptomicina, que é usada como um “antibiótico de último recurso”.

Nesta fase, esta bactéria resistente não torna os seres humanos doentes, mas caso se torne patogénica – o que pode acontecer com ou sem intervenção humana -, a equipa espera já ter encontrado uma maneira de derrotá-la.

De acordo com o estudo publicado na Nature Communications, se a caverna Lechuguilla contém superbactérias antigas, também pode conter os ingredientes essenciais para a criação novos antibióticos.

“Esse é o próximo passo deste estudo”, disse um dos membros da equipa, Gerry Wright, da Universidade McMaster.

Para os cientistas, é essencial descobrir novas informações acerca dos agentes patogénicos porque, no futuro, a resistência aos antibióticos pode fazer com que a cura para certas doenças se torne tão arriscada quanto as próprias doenças.

PARTILHAR

RESPONDER

A Terra em 4K. Empresa vai transmitir vídeos do Espaço em tempo real

A empresa Momentus assinou um novo contrato que fornecerá transporte e implementação no Espaço para a Sen, uma empresa britânica que está atualmente a construir um serviço de streaming de vídeo 4k e em tempo …

Hertz abre falência nos Estados Unidos, mas sobrevive em Portugal

O presidente executivo da Hertz Portugal afirmou esta quarta-feira que, apesar do inevitável “dano reputacional”, a falência da empresa nos EUA não afeta a sua atividade no país, onde opera de forma “independente” em regime …

Sintomas da doença de Lyme podem ser perigosamente confundidos com covid-19

Alguns dos sintomas característicos da doença de Lyme podem ser confundidos com covid-19. Isto pode trazer sérias consequências devido ao diagnóstico tardio da doença. Quando doenças semelhantes a uma gripe se desenvolvem em pessoas que passam …

Revelada a lotação máxima de várias praias portuguesas

Em contexto de pandemia de covid-19, o número de banhistas que pode entrar numa determinada praia será controlado. Foi revelada a lotação máxima das praias para as regiões do Algarve (Barlavento e Sotavento) e de …

Café na Coreia do Sul contrata um robô-barista para evitar a propagação da covid-19

O café Daejon, na Coreia do Sul, "contratou" um barista-robô para servir bebidas aos seus clientes, tentando evitar assim a propagação da pandemia de covid-19, que já matou mais de 350 mil pessoas em todo …

Incêndios: PSD aponta falta de meios aéreos e avisa que covid-19 não justifica atrasos

O PSD apontou hoje falta de meios aéreos de combate a incêndios no terreno e acusou o Governo de ter ficado "aquém" nas reformas e mudanças na floresta, avisando que a pandemia de covid-19 não …

Lançamento da SpaceX adiado devido ao mau tempo

O lançamento da SpaceX, que estava previsto para hoje, foi adiado devido às condições meteorológicas. Haverá uma nova tentativa no sábado, às 20h22 de Lisboa. O esperado era que a SpaceX lançasse esta quarta-feira dois astronautas …

"Não consigo respirar". Protestos nos EUA pela morte de homem negro às mãos da polícia

Milhares de pessoas protestaram, esta terça-feira à noite, em Minneapolis, cidade no estado norte-americano do Minnesota, contra a morte de George Floyd, um homem negro que acabou por falecer depois de um episódio com a …

Um em cada três americanos não acredita que o azeite vem das azeitonas

Um terço dos norte-americanos entrevistados numa sondagem disse não acreditar ou não ter certeza de que o azeite vem das azeitonas. O produto alimentar é usado por menos de metade das famílias do país. Uma sondagem …

A pandemia separou casais de namorados. Dinamarca abre fronteiras a quem prove estar numa relação

Esta segunda-feira, a Dinamarca diminuiu o controlo na fronteira com outros países nórdicos e com a Alemanha para que casais transfronteiriços, separados pela pandemia, se reencontrem. A partir desta segunda-feira, os casais separados pela pandemia podem …