Super-vulcão de Yellowstone é 2,5 vezes maior que se pensava

Jon Sullivan / Wikimedia

A lagoa de Morning Glory, no Parque Nacional de Yellowstone, EUA. Erupções de água quente à superfície são indícios da enorme câmara de magma no subsolo. (foto: Jon Sullivan / wikimedia)

A lagoa de Morning Glory, no Parque Nacional de Yellowstone, EUA. Erupções de água quente à superfície são indícios da enorme câmara de magma no subsolo. (foto: Jon Sullivan / wikimedia)

Um “super-vulcão” que está debaixo do solo no Parque Nacional de Yellowstone, nos Estados Unidos, é muito maior do que se pensava inicialmente, segundo revela um estudo publicado esta semana.

O estudo mostra que a câmara de magma do vulcão é 2,5 vezes maior do que o apontado por um levantamento anterior. A caverna teria 90 quilómetros de largura e algo entre 2 e 15 quilómetros de altura, com 200 a 600 quilómetros cúbicos de rocha fundida.

Os dados foram apresentados durante um encontro da Sociedade Americana de Geofísica, de São Francisco.

“Estamos a trabalhar em Yellowstone há muito tempo, e sempre pensámos que o vulcão poderia ser maior. Mas esta descoberta é estarrecedora”, revela à BBC o investigador Bob Smith, da Universidade de Utah.

Se o super-vulcão de Yellowstone entrasse em erupção, as consequências poderiam ser catastróficas. A última vez que isso aconteceu – há 640 mil anos –, o super-vulcão espalhou cinzas por todo o continente da América do Norte, afectando o clima do planeta.

 

Próxima erupção

Os cientistas acreditam que, com o novo estudo, têm agora informações muito mais precisas sobre o super-vulcão.

Usaram uma rede de sismógrafos espalhados pelo Parque para tentar mapear o conteúdo da câmara de magma.

“Registámos terramotos no Yellowstone e arredores e medimos as ondas sísmicas à medida em que passavam pelo solo. As ondas viajam mais lentamente por material quente e fundido. Assim conseguimos medir o que está abaixo do solo”, diz o investigador Jamie Farrell, também da Universidade de Utah.

Smith explica que apesar de o tamanho ser muito maior do que o medido em outros estudos, isso não aumenta os riscos para a fauna no Parque Nacional.

Segundo Smith, não há forma de prever quando é que o super-vulcão voltará a entrar em erupção.

Alguns acreditam que o vulcão deveria entrar em erupção a cada 700 mil anos, mas Smith acredita que é preciso recolher mais dados para sustentar essa teoria. Até agora, os cientistas só têm informações sobre três erupções passadas do super-vulcão, ocorridas há 2,1 milhões, 1,3 milhão e 640 mil anos.

É apenas com base nestes registos que é estimado esse intervalo de cerca de 700 mil anos entre erupções.

ZAP / BBC

PARTILHAR

RESPONDER

Num jardim zoológico da Austrália, há concertos ao vivo (para entreter os elefantes)

https://vimeo.com/372400002 O jardim zoológico de Melbourne está a desenvolver um programa mundial de músicos para tocar para a sua multigeracional manada de elefantes asiáticos em perigo de extinção para que melhore a ligação entre os seis …

Montijo: ANA pede mais tempo para analisar medidas de mitigação ambiental

A ANA – Aeroportos de Portugal pediu à Agência Portuguesa do Ambiente (APA) uma prorrogação do prazo para analisar as medidas de mitigação propostas pela entidade na Declaração de Impacte Ambiental (DIA) do futuro aeroporto …

Sérgio Conceição ultrapassa número de jogos de José Mourinho

No jogo deste domingo, que o FC Porto acabou por vencer o Boavista com um golo solitário de Alex Telles, Sérgio Conceição cumpriu o seu 128.º jogo como treinador dos dragões - mais uma partida …

Governo australiano acusado de censurar livro sobre história de Timor-Leste

O Ministério dos Negócios Estrangeiros australiano está alegadamente a tentar censurar partes do primeiro de dois volumes da história de operações militares em Timor-Leste, o dedicado à Força Internacional para Timor-Leste (Interfet), segundo revelou a imprensa …

Norte-americanos acordaram com mensagens de texto estranhas nos seus telemóveis

Na passada quinta-feira, uma grande parte da população norte-americana recebeu mensagens estranhas e inexplicáveis, muitas das quais desconfortáveis e até preocupantes. Stephanie Bovee, uma norte-americana de 28 anos de Portland, no oeste dos Estados Unidos, acordou …

Pai que fugiu por 15 países com os dois filhos no ano passado encontrado pela PSP

O pai mudou 15 vezes de país com as crianças desde o verão passado sempre sem o consentimento da mãe e sem que a mãe tivesse qualquer notícia do paradeiro dos filhos, revela a PSP. A …

Daesh está a tentar criar um novo Estado islâmico nas Filipinas

Há dois anos que a bandeira negra do Daesh deixou de esvoaçar no topo de um edifício da cidade de Marawi, em Mindanau, no sul das Filipinas, e o Presidente, Rodrigo Duterte, declarou tê-lo derrotado. …

Operação Marquês. Ex-secretário de Estado de Passos Coelho chamado como testemunha

O juiz de instrução da Operação Marquês, Ivo Rosa, decidiu chamar o ex-secretário de Estado das Infraestruturas, Transportes e Comunicações Silva Monteiro como testemunha, avança a SIC Notícias. Segundo apurou a estação televisiva, o ex-governante …

Apple e Goldman Sachs acusados de terem criado cartão de crédito sexista

A Apple e o Goldman Sachs estão a ser acusados de terem lançado um cartão de crédito que discrimina os utilizadores em função do género. Um dos últimos a juntar ao rol de críticas ao Apple …

Grimaldo joga consecutivamente há 68 jornadas (só é ultrapassado por um guarda-redes)

Alejandro Grimaldo está há 68 jornadas a jogar consecutivamente a titular na lateral esquerda do Benfica - são dois anos sem descanso. Os números são avançados pelo desportivo A Bola, que dá conta que o lateral-esquerdo …