Suécia quer assinar acordo com Equador para interrogar Julian Assange

wheelzwheeler / Flickr

Julian Assange, fundador da WikiLeaks

Julian Assange, fundador da WikiLeaks

A Suécia espera assinar, até ao Natal, um acordo com o Equador para interrogar Julian Assange, suspeito de violação e a viver há mais de três anos na embaixada equatoriana em Londres, declarou hoje uma responsável sueca.

“Esperamos chegar em breve a acordo… antes do Natal”, declarou Cecilia Riddselius, responsável do Ministério da Justiça sueco.

Responsáveis suecos e equatorianos reuniram-se hoje, pela primeira vez, em Estocolmo, para elaborar um acordo de cooperação judiciário entre os dois países.

Riddselius garantiu que este acordo não se limitava apenas ao caso Assange.

“Trata-se de um acordo geral de cooperação judiciária em casos criminais”, acrescentou.

Enquanto este acordo bilateral não for concluído, Quito recusa abrir as portas da embaixada londrina aos investigadores suecos, que pretendem interrogar o fundador do ‘site’ WikiLeaks, acusado de violação, em 2010, por uma sueca.

Até meados deste mês, o australiano, de 44 anos, era também acusado de agressão sexual, que prescreveu ao fim de um prazo de cinco anos por não ter sido apresentada uma acusação formal.

Alvo de um mandado de detenção europeu, Julian Assange recusa-se a viajar para a Suécia com medo de ser extraditado para os Estados Unidos, onde poderá ser processado pela publicação, pelo WikiLeaks, em 2010, de 500 mil documentos secretos da Defesa norte-americana relativos ao Iraque e o Afeganistão e 250 mil comunicações diplomáticas.

Na primavera, o ministério público sueco aceitou deslocar-se a Londres para interrogar Assange na embaixada do Equador, que concedeu asilo ao australiano em 2012.

As negociações decorreram no sábado, lideradas pelo lado sueco pela secretária de Estado Ann Linde, “braço direito” do ministro do Interior, e pelo lado sueco por Férnando Yepez Lasso, vice-secretário para a América do Norte e Europa.

/Lusa

PARTILHAR

RESPONDER

Impostos indiretos subiram com Governo de Costa e são já 55% da carga fiscal

Os impostos indiretos têm vindo a aumentar em Portugal. Dados da Direção-Geral do Orçamento mostram que o peso da tributação indireta no total da receita fiscal do subsector Estado, em 2018, ascendeu a 55,4%, o …

Espanha pode ficar isenta de cumprir caudais do rio Tejo por causa da falta de chuva

Os caudais do Tejo podem ficar ainda mais baixos dentro de semanas. Com a falta de chuva, Espanha deverá invocar a exceção prevista na Convenção de Albufeira para não libertar os valores mínimos de água …

Haaland tem cinco namoradas e meio mundo atrás dele (mas pode seguir o caminho da Red Bull)

Apesar do interesse de grandes clubes do futebol mundial, Haaland pode seguir o trilho da Red Bull e transferir-se para do Salzburg para o Leipzig. O norueguês é uma das maiores jovens promessas da atualidade. Erling …

PSD pondera propor fim dos debates quinzenais e torná-los mensais

O PSD está a ponderar apresentar uma proposta para acabar com os debates quinzenais com o primeiro-ministro e torná-los mensais. A proposta passa também pela substituição de um desses "duelos" atuais por um debate temático …

Segunda vítima mortal nos protestos de Hong Kong. Xi Jinping condena manifestações

O quarto dia consecutivo de protestos ficou marcado pela morte de um homem de 70 anos. Esta é a segunda vítima mortal desde o início das manifestações em Hong Kong. De acordo com a imprensa internacional, …

Governo prepara dois novos escalões de IRS para a classe média

O primeiro-ministro afirmou esta quinta-feira que o objetivo do Governo no próximo Orçamento é dar “um primeiro passo” para conferir uma maior progressividade no IRS e diminuir o peso deste imposto sobre os vencimentos da …

Dois procuradores do caso Tancos vão sair do DCIAP

Os procuradores Vítor Magalhães e João Valente, da equipa que investigou o caso Tancos, vão sair do Departamento Central de Investigação e Ação Penal (DCIAP) no âmbito do movimento de magistrados do Ministério Público (MP), …

Cerca de 40% dos hospitais têm ruturas diárias de medicamentos

Os preços "excessivamente baixos dos medicamentos genéricos" são a causa mais importante identificada pelos hospitais para as ruturas de fornecimento. Quase 40% dos hospitais do Serviço Nacional de Saúde (SNS) indicam ter diariamente ruturas no fornecimento …

Secretário de Estado: despenalizações como a que absolveu o Benfica vão terminar. "Será inapelável"

João Paulo Rebelo assegurou que a entrada em vigor da lei de combate à violência no desporto evitará situações como a que levou à recente anulação do castigo imposto ao Benfica. O secretário de Estado da …

Morales quis dialogar. Presidente interina da Bolívia mandou-o calar-se

O ex-Presidente Evo Morales ofereceu-se para regressar à Bolívia para "ajudar a pacificar o país, não para ser candidato", mas Jeanine Añez, que assumiu a presidência interina do país, respondeu que Morales não pode participar …