Stephen Hawking diz que humanos não vão sobreviver mais de mil anos na Terra

lwpkommunikacio / Flickr

O físico britânico Stephen Hawking

O físico britânico Stephen Hawking prevê que os seres humanos não vão sobreviver mais de 1.000 anos, a menos que encontremos outro planeta para viver.

Durante uma conferência em Oxford, Hawking recordou “a grande mudança” pela qual passou a nossa compreensão do universo nos últimos 50 anos, e disse estar “feliz” por ter contribuído para esse processo, relata o jornal The Independent.

Para Hawking, estar vivo e investigar a física teórica em 2016 é “glorioso”.

“O facto de que seres humanos, meras partículas fundamentais da natureza, tenham sido capazes de ter esta compreensão tão próxima sobre as leis que nos governam e sobre o universo é, sem dúvida, uma vitória”, afirmou o cientista.

Em relação às experiências astronómicas “ambiciosas” que estão a ser realizadas, o físico salientou o mapeamento da posição de mil milhões de galáxias e o uso de supercomputadores, como o Cosmos, que permitem entender melhor a posição da Terra.

No entanto, quase todas as últimas previsões de Hawking têm sido pessimistas. Em janeiro, advertiu que os avanços da ciência e da tecnologia colocavam em risco a continuidade da humanidade, alegando que “as coisas podem acabar mal”.

O físico referiu uma guerra nuclear, o aquecimento global e vírus criados pela engenharia genética como possíveis consequências da desgraça criada pelos humanos.

Hawking defende que não sobreviveremos outro milénio se não continuarmos a explorar o espaço à procura de uma maneira de “escapar da frágil Terra”.

Depois de uma previsão tão negativa, o cientista incentivou os alunos a explorar os mistérios do universo que ainda não foram desvendados.

ZAP / Sputnik News

PARTILHAR

12 COMENTÁRIOS

  1. Façam o favor de corrigir a palavra ‘fato’ no texto para ‘facto’, como devia estar.
    Ao contrário do que por vezes erradamente se pensa, a palavra facto não perdeu o c com o novo acordo ortográfico. Apenas caem as consoantes mudas – e essa lê-se. É um erro repetido constantemente, tal como na palavra contacto, em que sucede o mesmo.

  2. A terra é tão frágil consoante a agressividade com que for tratada.
    individualmente devemos mudar a forma de ser, consumir, reciclar, plantar e relacionar com a fauna e a flora.
    o homem agirá fora da terra de forma diferente? não me parece 😛

  3. Acho que embora Hawkings mantenha a sua inteligência intacta, está a perder alguma sabedoria (coisas diferentes, para quem possa não saber). Se a causa de uma hipotética extinção humana são os erros do próprio ser humano na terra, então a solução não é esses mesmos humanos irem pra outro sítio (onde rápidamente farão as mesmas asneiras). Só uma mudança de políticas e de paradigmas no comportamento humano conseguirão salvar a humanidade… Seja aqui, seja em Andrómeda.

    Outro disparate tem a ver com o facto de estarmos longe de conseguirmos viajar até ao planeta habitável mais próximo.

    Finalmente, ao ritmo que andamos a destruir o planeta, a humanidade pode desaparecer em menos de 100 anos… Não em menos de 1000. Nem 100, quanto mais mil… Temos de mudar porque a tecnologia não avança tão rápido como a destruição que causamos a este ritmo. Nunca conseguriamos desenvolver formas de sobreviver noutro planeta, antes de dos destruirmos. Já se conseguirmos reverter este processo de destruição… Então pra quê sair daqui?

    • O Trump vai apressar o desaparecimento da espécie humana. Mas com a Clinton também seria a mesma coisa, por isso estavamos sempre lixados.

  4. Eu penso mesmo que este senhor está a ser demasiadamente otimista com a ideia dos mil anos e quanto a mim a solução não será procurar sobrevivência noutro planeta que isso será possivelmente praticamente impossível mas recuar em tudo que prejudique o planeta em que vivemos logo a começar pelas armas e guerras e investir em tudo que possa melhorar as condições deste e logo a começar pelo controle da natalidade que será já demasiado elevado o número de habitantes para mantermos o planeta saudável.

  5. O ser humano é passageiro espiritual no mundo material, mas cientificamente o ser humano será o desenvolvimento da ciência natural, isto é vivemos num planeta que desconheço outros planetas ou seres humanos…

  6. O problema não é a frágil Terra. O problema são os incompetentes humanos, que mais não farão do que transportar para outro planeta a desgraça que já criaram aqui.

  7. O Português tem um problema: Quando vê alguém dizer uma coisa inteligente e sensata, em vez de elogiar ou dizer que concorda com essa pessoa, copia o que ela disse pra parecer que a ideia foi dele.

    Basta ler os posts aqui, pra perceber isso.

    Ai tugas, tugas…

RESPONDER

Misterioso raio cósmico detetado incrivelmente perto da Terra

Uma estranha rajada de ondas de rádio detetada no espaço foi rastreada até uma galáxia a 120 milhões de anos-luz do nosso planeta - a nível astronómico, esta é uma distância incrivelmente curta da Terra. …

Primeira missão europeia a Mercúrio lançada com cientista e tecnologia portuguesas

A primeira missão europeia que vai estudar Mercúrio, o planeta mais pequeno e mais próximo do Sol, vai ser lançada no sábado, e nela participa uma cientista e uma empresa portuguesas. A astrofísica Joana S. Oliveira …

Sertanense vs Benfica | Águias passam sem dificuldade

O Benfica venceu hoje o Sertanense, do Campeonato de Portugal, por 3-0, em jogo da terceira eliminatória da Taça de Portugal de futebol, em que Jonas voltou a ser titular e a marcar ao fim …

Quase todo o património da UNESCO no Mediterrâneo ameaçado pela subida das águas

O aumento da erosão costeira devido à subida do nível das águas está a pôr em risco quase todos os monumentos reconhecidos como Património da Humanidade que se localizam na zonas baixas da costa do …

Carne podre e cadáveres que explodem por falta de eletricidade na Venezuela

Em Maracaibo, na Venezuela, a energia elétrica falha constantemente. Nos mercados, há carne podre à venda, mas ainda assim a procura aumenta. Porquê? "O que fazer, se é mais barato?" A Venezuela atravessa, desde 2014, uma …

Ministro da Administração Interna não emitiu despacho de alerta para a Leslie

Eduardo Cabrita, Ministro da Administração Interna, não emitiu o despacho de alerta que podia reforçar os meios de proteção e socorro durante a tempestade que atingiu Portugal. A decisão poderia ter tido impacto junto das …

Trump ameaça fechar fronteira com o México

O Presidente norte-americano, Donald Trump, ameaçou esta quinta-feira fechar a fronteira entre os Estados Unidos e o México, numa altura em que milhares de migrantes atravessam a pé vários países da América Central na esperança …

Rendas vão ter duração mínima de um ano

Apresentada pelo PS, a medida já foi aprovada e prevê que contratos de arrendamento tenham um prazo mínimo de um ano e que se renovem por mais três anos, não havendo dados em contrário. O Parlamento …

Mais de 12 mil jovens vão viajar gratuitamente pela Europa

Os jovens escolhidos vão poder viajar de comboio até 30 dias e visitar entre um a quatro destinos. Os requisitos: ter completado 18 anos este ano e ser cidadãos europeus. A Comissão Europeia anunciou, esta quarta-feira, …

"O emprego mais difícil do mundo" é português, não tem salário e procura "gente de fibra"

"O emprego mais difícil do mundo" é uma campanha de recrutamento dos Bombeiros Voluntários de Albufeira, no Algarve, que abriram candidaturas para "gente de fibra". Honestos face àquilo que são os requisitos para a profissão, a …