Standard and Poors melhora rating de Portugal para BB+

Perpetual Tourist / flickr

-

A agência Standard and Poor’s melhorou esta sexta-feira o rating de longo prazo de Portugal, de BB para BB+, antecipando que haja uma continuidade das políticas seguidas “independentemente do resultado das eleições de outubro”.

“A recuperação económica e a consolidação orçamental de Portugal continuam em linha com as nossas expectativas, colocando [o rácio] da dívida pública líquida sobre o PIB numa trajetória descendente, depois de 15 anos consecutivos de aumentos”, lê-se no comunicado divulgado esta sexta pela agência Standard and Poor’s.

Por isso, a S&P decidiu aumentar o rating de longo prazo de Portugal, de BB para BB+, ficando Portugal uma nota abaixo do que já é considerado como um nível de investimento, segundo a escala desta agência de notação financeira, que mantém as perspetivas estáveis.

De acordo com a instituição, esta melhoria da nota atribuída a Portugal, que continua no entanto num nível de ‘lixo’, deve-se à “recuperação económica estável, apoiada pela melhoria gradual das condições do mercado de trabalho” e também à “consolidação orçamental [que] ajudou a inverter a trajetória em alta na dívida do Governo, que permanece muito elevada”, antecipando a S&P que fique em cerca de 124% do PIB em 2015.

“Esperamos que, depois das eleições legislativas de outubro, o novo governo se comprometa com políticas que garantam crescimento económico e mais consolidação orçamental“, refere a S&P, que acredita que o ambiente externo favorável de que Portugal está a beneficiar (baixas taxas de juro, desvalorização do euro e baixos preços dos combustíveis) “vai continuar a dar um firme apoio à recuperação cíclica do país”.

Admitindo que as próximas eleições “possam resultar num ambiente político mais fragmentado”, a S&P considera que “é improvável que haja desvios ou reversões significativas nas políticas, devido a um consenso político relativamente forte e, até à data, à ausência de novos partidos populistas”.

No entanto, a agência de notação financeira alerta que, caso estes cenários se materializem, “as derrapagens de política podem pôr em risco a atual trajetória orçamental e económica de médio prazo” e “as condições externas podem deteriorar-se significativamente se as reformas do Governo e a agenda de ajustamento forem travadas”.

Além disso, a S&P aponta que, tendo em conta os parâmetros da nota hoje atribuída, para esta decisão contribuiu também o nível “relativamente elevado do PIB ‘per capita'”, bem como “aquilo que a S&P considera ser um compromisso interpartidário para a consolidação orçamental em curso” e “um perfil de maturidade da dívida significativamente melhorado”.

No entanto, alerta a agência de rating, os elevados níveis de endividamento do setor público e privado “podem impedir um desempenho económico melhor do que os 1,8%” que a S&P projeta em média para o período de 2015 a 2017.

A S&P refere que, apesar da “relativa eficácia das reformas do mercado de trabalho” adotadas pelo Governo desde 2012, “o mercado laboral de Portugal continua a ser mais regulado do que a maioria dos seus pares”.

“Se as atuais reformas estruturais sobre o trabalho e sobre a produtividade não continuarem, isso pode pesar negativamente na atividade de investimento futura na economia portuguesa em detrimento do crescimento”, adverte a instituição.

A S&P prevê que o défice orçamental de Portugal fique “em cerca de 3% do PIB este ano” e que a dívida pública líquida fique nos 118% do PIB entre 2015 e 2016, antes de cair para os 114% em 2018, antecipando ainda que a “almofada financeira significativa” que Portugal mantém neste momento (que estima equivaler a 7,1% do PIB) se vá gradualmente reduzindo ao longo dos próximos anos.

/Lusa

PARTILHAR

2 COMENTÁRIOS

  1. A uma nota abaixo de “investimento” e sob perspectivas estáveis!
    …Se calhar é porque lá na América estão feitos com o Paulo Portas e trata-se de perseguição da Strandard and Poor’s aos especialistas de comunicação do Partido Socialista embora “confirme” as palavras de A.Costa a uma sino plateia de há uns quantos meses atràs! Que chatice!

  2. Próximo degrau em progressão para “classe” de investimento [BBB]!!! desde finais de 2013 em crescendo e pela primeira vez uma coligação termina o seu mandato…
    A todos os níveis (exceptuando as greves selvagens da TAP e de outros transportes) os portugueses revelaram maturidade política nos 3 piores anos da vida democrática de Portugal.

RESPONDER

O presidente executivo do Novo Banco, António Ramalho

Novo Banco apresenta nova imagem. "Agora é o renascimento", diz Ramalho

O presidente do Novo Banco disse, esta segunda-feira, que a nova imagem representa o "renascimento" da instituição financeira, que está numa "rota de lucro e rendibilidade". Na apresentação da nova imagem de marca do Novo Banco, …

Governo disponível para suspender caducidade de convenções coletivas "sem limite de tempo"

O Governo está disponível para avançar com a suspensão dos prazos da caducidade das convenções coletivas "sem limite de tempo", disse, esta segunda-feira, no Parlamento a ministra do Trabalho, Solidariedade e Segurança Social. A medida foi …

PEV também vota contra o Orçamento do Estado para 2022

O partido ecologista "Os Verdes" (PEV) anunciou, esta segunda-feira, que também vai votar contra o Orçamento do Estado para 2022. Em conferência de imprensa, na Assembleia da República, José Luís Ferreira disse que "o grupo parlamentar …

Governo lamenta decisão do PCP. "Nunca tínhamos ido tão longe como fomos este ano"

O secretário de Estado dos Assuntos Parlamentares reagiu, esta segunda-feira à tarde, na Assembleia da República, ao anúncio de voto contra do PCP ao Orçamento do Estado para 2022 (OE2022). Na Assembleia da República, Duarte Cordeiro …

Vulcão Cumbre Vieja lança lava, cinzas e fumo em La Palma

Vulcão de La Palma "no auge da atividade". Derrocada parcial do cone revela grande fonte de lava

Uma derrocada parcial do cone do vulcão da ilha de La Palma, nas Canárias, deixou à vista uma grande fonte de lava, segundo o Instituto Vulcanológico das Ilhas Canárias (Involcan). "Estamos no auge da atividade" do …

Presidente recebeu dose de reforço da vacina contra a covid-19 juntamente com a da gripe

O Presidente da República recebeu, esta segunda-feira, a dose de reforço da vacina contra a covid-19, juntamente com a vacina da gripe. "O Presidente Marcelo Rebelo de Sousa recebeu esta tarde o reforço (ou terceira dose) …

PCP duvida do "golpe de asa" do Governo. BE estranha a sua "indisponibilidade"

O Partido Comunista anunciou, esta segunda-feira, que vai votar contra o Orçamento do Estado para 2022 (OE2022) na generalidade, juntando-se ao Bloco de Esquerda. "Não acredito em bruxas (...). Nunca faltámos à chamada e procurámos sempre …

"Ou há Orçamento ou avanço para a dissolução da Assembleia da República", diz Presidente

O Presidente da República afirmou, esta segunda-feira, que irá aguardar até ao último segundo da votação do Orçamento do Estado para 2022 na generalidade e, caso se confirme o chumbo, iniciará logo o processo de …

Portugal regista mais cinco mortes e 313 casos de covid-19

Portugal registou, esta segunda-feira, mais cinco mortes e 313 casos de infeção pelo novo coronavírus, segundo o último boletim epidemiológico da Direção-Geral da Saúde (DGS). De acordo com o último boletim da DGS, dos 313 novos …

Quase 23 milhões de afegãos vão sofrer insegurança alimentar aguda no inverno

O Programa Alimentar Mundial da ONU alerta para a crise no Afeganistão, afirmando que o país está "entre os piores desastres humanitários do mundo, senão o pior". Cerca de 22,8 milhões de afegãos, mais de metade …