/

Sporting com mais um jogador infetado antes do Clássico com o FC Porto

Manuel de Almeida / Lusa

O avançado do Sporting Bruno Tabata testou positivo ao novo coronavírus, disse à Lusa fonte conhecedora do processo, com o jogador a ser baixa certa para a meia-final da Taça da Liga de futebol frente ao FC Porto.

Depois de na passada semana Luís Neto, Nuno Mendes e Sporar testarem positivo, agora foi o avançado brasileiro a conhecer o mesmo resultado nos testes realizados pelos ‘leões’.

Para além dos testes obrigatórios ao novo coronavírus, o Sporting tem vindo a realizar um esquema mais apertado de testagem, de modo a conter as infeções no seu grupo.

O Sporting vai jogar na terça-feira com o FC Porto a meia-final da Taça da Liga, numa partida agendada Leiria, às 19:45, e que será arbitrada por João Pinheiro.

Também o FC Porto tem uma série de baixas associadas à covid-19: Sérgio Oliveira, Luis Díaz e Evanilson testaram positivo ao novo coronavírus e não poderão jogar o Clássico.

Os três atletas azuis e brancos juntaram-se assim a Otávio, que também testou positivo antes do duelo contra o Benfica para o campeonato, e que continua a ser baixa para o próximo jogo, uma vez que tem de ficar em isolamento pelo menos durante dez dias.

Na semana passada, também Wilson Manafá, Fábio Vieira, Carraça e o guarda-redes da equipa B Francisco Meixedo tinham testado positivo, mas o lateral direito já está de regresso às opções de Sérgio Conceição. Segundo o jornal online Observador, entre jogadores infetados, lesionados e castigados (Ivan Marcano e Mehdi Taremi), o técnico azul e branco não poderá contar com pelo menos oito elementos.

Nesta segunda-feira, e na conferência de antevisão ao jogo, o treinador do FC Porto considerou que não estão reunidas “as condições ideais” para disputar a meia-final da Taça da Liga de futebol, aludindo aos casos de covid-19 que afetam as duas equipas.

Sérgio Conceição lamentou que para este jogo tenha as suas opções limitadas com as ausências de Otávio, Sérgio Oliveira, Luis Díaz e Evanilson, todos infetados com novo o coravírus, mas também apontou que “parar não é solução“.

“A partida fica condicionada a partir do momento em que as duas equipas não estão completas. Quando tenho todo o grupo à disposição, não tenho problemas, mas com tantas limitações desta terrível pandemia fica complicado. Não são as condições ideais para se jogar uma meia-final Taça da Liga, mas temos de aceitar e ir à luta”, desabafou.

O treinador dos dragões considerou ainda que o calendário apertado, as condições climatéricas, e o facto de ter mais cinco jogos oficiais esta época do que os ‘leões’ aumentam o desgaste da sua equipa, mas considerou que o grupo “tem de estar confiante com o trabalho que tem sido feito”. “Estamos limitados nas opções, mas temos de ir para a frente com os disponíveis. Vamos encarar o jogo com a melhor estratégia para ganhar e estar na final de sábado”, vincou o treinador.

  ZAP // Lusa

Deixe o seu comentário

Your email address will not be published.