Contas do Sporting aprovadas à tangente numa AG com assobios e pedidos de demissão

Os sócios do Sporting aprovaram, esta quinta-feira, por maioria de 52,95%, o relatório e contas do clube, relativo ao exercício de 2018/19, que apresenta um resultado líquido positivo a rondar os 141 mil euros.

A Assembleia-Geral, que decorreu no Pavilhão João Rocha, em Lisboa, contou com a participação de 1.352 sócios, representando um total de votos de 7.431. 52,95% dos sócios votou a favor da aprovação do relatório e contas de de 2018/19. No entanto, segundo A Bola, houve mais sócios a votar contra (756) do que favoravelmente (596).

Depois de em 2017/18 os leões terem apresentado um lucro a rondar os dois milhões de euros, o emblema de Alvalade mantém-se com saldo positivo, embora se verifique uma queda drástica.

Segundo o jornal desportivo, no caminho entre o estádio e o pavilhão onde decorreu a Assembleia-Geral, era possível ver tarjas com inscrições como “Varandas Out”, “Respeitem o Sporting» e “Amadores… não, obrigado!”. Depois do conselho das forças de segurança, os adeptos acabaram por as retirar dos passeios.

Já dentro da AG, no primeiro discurso do presidente, ouviram-se muitos assobios vindos das bancadas, assim como gritos a pedir a sua demissão.

Varandas lembrou as dificuldades neste primeiro ano de trabalho, mas congratulou-se por ter conseguido evitar a falência do Sporting, assegurando que o “trabalho muitas vezes invisível hoje, vai dar frutos daqui a dois, cinco, dez anos”.

De acordo com o mesmo jornal, o antigo presidente do Sporting, Sousa Cintra, tinha pedido para fazer uma intervenção na AG, mas recusou-se a falar, alegando falta de condições por causa da enorme confusão, tendo votado e saído do pavilhão.

Depois de já ter abandonado a AG, o ex-dirigente criticou a gestão e atitudes de Frederico Varandas em declarações aos jornalistas, considerando que “não tem jeito” para o cargo. “Varandas já mostrou que não tem jeito para isto. Ele faz o que quer, não dá satisfações. Não deu nem uma palavra de agradecimento à comissão de gestão (pelo seu trabalho). É lamentável. E toma decisões…”, desabafou.

“Não respeita minimamente os sócios. Não tem jeito para ser presidente do clube. Parece o dono da quinta. A grandeza do Sporting está entregue a presidente do quero, posso e mando. Não pode ser. Desejo maior sucesso a ele e ao treinador Silas, que consiga grandes êxitos, e gostaria que os sportinguista estivessem unidos, mas é preciso que ele dê essa palavra de união”, vincou.

O antigo dirigente, que liderou também a comissão de gestão de transição entre Bruno de Carvalho e Frederico Varandas, considera que o atual timoneiro leonino tem dito “um chorrilho de mentiras” sobre a realidade do Sporting e lamentou a saída de Bas Dost e Nani, entre “outros erros” da sua ação.

Recordou que nos meses da sua gestão, “com uma comissão de sportinguistas que não ganharam um centavo, apenas por amor ao clube”, baixou a massa salarial em “algo mais do que dez milhões de euros” e criticou o facto de Varandas tentar ganhar ainda mais, já depois dos aumentos sucessivos de ordenado promovidos por Bruno de Carvalho. “Ao menos, devia respeitar as pessoas que estiveram aqui por amor e competência”, disse.

Questionado sobre uma eventual demissão, Varandas não escondeu a fúria. “Impera a democracia no Sporting. O Sporting é uma grande instituição, com mais de 160 mil sócios, com mais de 90 mil sócios pagantes. Vai sempre prevalecer a vontade da maioria dos sócios, quer gostem quer não. Apresentar a demissão? Essa pergunta é ridícula“, respondeu aos jornalistas à saída do pavilhão.

ZAP // Lusa

PARTILHAR

RESPONDER

GNR já passou 2200 coimas por falta de limpeza de terrenos. Mais de cem câmaras multadas

Mais de uma centena de câmaras municipais foram multadas por falta de limpeza de terrenos, sendo a ausência de tratamento nas margens das estradas e junto às linhas de distribuição elétrica a principal infração registada …

Presidente do Governo da Catalunha pede a Filipe VI que abdique

O presidente do governo regional da Catalunha, Quim Torra, pediu na terça-feira ao rei Filipe VI que abdique e solicitou ao presidente do parlamento que convoque uma sessão plenária extraordinária para estabelecer uma "posição comum" …

Virologista chinesa diz que novo coronavírus foi "criado em laboratório militar"

A virologista chinesa que fugiu para os Estados Unidos deu mais uma entrevista onde assegura que o novo coronavírus foi "criado num laboratório militar". Numa nova entrevista, citada pelo jornal online Observador, Li Meng-Yan, a virologista …

Ministério da Saúde abre 435 vagas para médicos de família

É o maior número de vagas dos últimos anos colocadas a concurso para a contratação de médicos especialistas em medicina geral e familiar para o SNS. De acordo com o jornal Público, o Ministério da Saúde …

MP brasileiro processa pastor por anunciar cura com feijões para a covid-19

O Ministério Público brasileiro pediu a abertura de um processo contra o pastor evangélico Valdemiro Santiago e a Igreja Mundial do Poder de Deus, que anunciaram a cura da covid-19 a partir do cultivo de …

Dívida do Estado à ADSE ascende a 200 milhões de euros

A dívida do Estado à ADSE, em 2019, ascendia a 198,2 milhões de euros, segundo o parecer do Conselho Geral e de Supervisão (CGS) ao relatório e contas do ano passado, publicado no site do …

Governo dos Açores violou Constituição ao impor quarentena obrigatória

O confinamento obrigatório de 14 dias que o governo regional dos Açores tem imposto a quem chega à região autónoma é inconstitucional, dizem os juízes do Tribunal Constitucional. As autoridades açorianas violaram a Constituição ao impor …

China caminha a passos largos para a normalidade. Gaming, cerveja e Ikea dão empurrão

A China não regista, desde 17 de maio, vítimas mortais causadas pelo novo coronavírus. No entanto, há dois surtos ativos que parecem não impedir a população de caminhar em direção à normalidade. À semelhança do resto …

No regresso ao Superior, o Ministério recomenda aulas presenciais, com máscara e ao sábado

No regresso do Ensino Superior, o Ministério da Ciência, Tecnologia e Ensino Superior recomenda que voltem as aulas em regime presencial com uso obrigatório de máscara e algumas das quais lecionadas ao sábado. Num comunicado …

"A profissionalização é fundamental". Este ano já morreram quatro bombeiros, todos voluntários

Nos incêndios deste ano já morreram quatro bombeiros. O último ano tão mortífero foi 2013, em que sete bombeiros perderam a vida. Em comparação, nos incêndios de 2019, não se registaram vítimas mortais entre esses profissionais. Como …