Nova sondagem em Espanha dá vitória confortável aos socialistas

Kiko Huesca / EPA

Apesar de estar a subir na maioria das sondagens, Pedro Sánchez continua a ter o fantasma das coligações pós-eleitorais.

Na última sondagem publicada pelo Centro de Investigação Sociológica (CIS) espanhol, o Partido Socialista dos Trabalhadores Espanhóis (PSOE) de Pedro Sánchez surge com 32,2% dos votos, o que equivale a um número de deputados entre os 133 e os 150. Isto significa que, para atingirem uma maioria absoluta (176), os socialistas precisariam apenas do Unidas Podemos (esquerda populista) ou do Cidadãos (direita liberal).

Segundo o Expresso, há problemas com ambas as formações partidárias. Anteriormente, o Unidas Podemos já se negou a aceitar as condições de Pedro Sánchez, enquanto que o Cidadãos não é visto como o parceiro preferido dos eleitores mais à esquerda do PSOE.

Aliás, foi pelo facto de o PSOE e o Unidas Podemos não terem chegado a acordo que Espanha tem de repetir eleições, no dia 10 de novembro. Resta só saber se, desta vez, as duas forças políticas se entendem ou se, por outro lado, Sánchez prefere centrar conversas à sua direita, com o Cidadãos.

Esta pesquisa citada pelo semanário foi finalizada no dia anterior ao conhecimento da sentença dos líderes políticos que receberam penas de prisão por lutarem pela independência da Catalunha, um movimento inconstitucional à luz da atual lei espanhola. Além de a sondagem não ter em conta esse fator, também não leva em conta os violentos distúrbios que se seguiram à decisão do Supremo nem a exumação de Franco.

Neste âmbito, a questão da Catalunha pode mesmo tornar-se decisiva, uma vez que os socialistas defenderam a “restrição” e “proporcionalidade” com que o governo agiu diante dos distúrbios, coisa que poderá ter alienado alguns.

O Partido Popular (PP, centro-direita) aparece com 18,1% das intenções de votos e poderia obter entre 74 e 81 deputados. O Cidadãos seria o terceiro com 10,6% dos votos e entre 27 e 35 assentos. O Unidas Podemos, uma coligação de várias forças de esquerda, conseguiria entre 37 a 45 cadeiras e 14,6% dos votos.

O partido de extrema-direita Vox cairia em comparação com o resultado de abril, de 24 assentos para um máximo de 21 ou um mínimo de 14 (com 7,9% dos votos). Más País, a de centro-esquerda, obteria entre três e quatro deputados com 2,9% dos votos, algo longe do que foi sendo atribuído a este novo movimento nas últimas semanas.

ZAP //

PARTILHAR

RESPONDER

É a quantidade de alimento que determina quem se torna a abelha-rainha

Um novo estudo sugere que é a quantidade de alimento, e não a sua qualidade, como se pensava até agora, que determina quem se torna a abelha-rainha. Quais são os fatores que determinam qual é a …

Em Miami e Nova Iorque, os polícias ajoelharam-se por George Floyd

Em Miami e em Nova Iorque, alguns agentes da autoridade juntaram-se aos manifestantes por breves momentos, para mostrar o seu respeito pela memória de George Floyd. Nos Estados Unidos, os protestos pela morte de George Floyd …

A Nova Zelândia está em cima de uma enorme bolha de lava

A Nova Zelândia situa-se no topo dos restos de uma pluma vulcânica gigante. Este processo é o responsável pela atividade vulcânica e desempenha um papel fundamental no funcionamento do nosso planeta. Nos anos 70, vários cientistas …

Petição busca estatuto de vítima para crianças em contexto de violência doméstica

Uma petição lançada na sexta-feria que reivindica a criação do estatuto de vítima para as crianças que vivem em contexto familiar de violência doméstica já foi assinada por mais de 1300 pessoas, entre elas personalidades …

Assimétrica e flutuante. A primeira casa impressa em 3D na República Checa vai "nascer" em 48 horas

A primeira casa impressa em 3D na República Checa vai estar pronta no próximo mês para demonstrar a velocidade e a eficácia de uma técnica de construção que será sete vezes mais rápida e terá …

Anonymous garantem que princesa Diana foi assassinada para abafar caso Epstein

O movimento internacional de ciberativistas Anonymous - ou alguém que alega operar em seu nome - garante que a princesa Diana, que morreu num acidente de viação em agosto de 1997, foi, na verdade, assassinada …

Empresa de mineração pede desculpa por destruir cavernas sagradas aborígenes

A empresa mineira Rio Tinto admitiu que destruiu as cavernas pré-históricas que eram locais de culto para os aborígenes australianos e pediu desculpa. As cavernas de pedra Juukan Gorge 1 e 2 – dois locais de …

Itália exige "respeito": vai abrir fronteiras, mas excluir países que impõem restrições a italianos

Apesar de acredita "no espírito europeu", o ministro dos Negócios Estrangeiros italiano sublinhou que o país está pronto "para fechar as fronteiras" àqueles que não o respeitem. A Itália vai abrir as suas fronteiras internacionais a …

As Forças Armadas sul-africanas não estavam preparadas para um inimigo invisível

A Força de Defesa Nacional da África do Sul não está preparada para combater uma pandemia silenciosa como a da covid-19. Este "inimigo invisível" veio trazer à tona as fragilidades do país. As Forças Armadas da …

Putin convoca referendo sobre alterações constitucionais para 1 de julho

A aprovação da reforma constitucional permitirá ao atual Presidente da Rússia, Vladimir Putin, cumprir mais dois mandatos suplementares a partir de 2024. Vladimir Putin anunciou a data de 1 de julho para o referendo nacional de …