Somos mais parecidos com os nossos pais do que com as nossas mães

Um novo estudo sugere que os mamíferos podem ser, geneticamente, mais parecidos com os pais do que com as mães, apesar de herdarmos quantidades iguais de mutações genéticas de cada um dos pais.

O estudo da Universidade da Carolina do Norte (UNC), nos Estados Unidos, descobriu que a influência dos genes mutantes vindos do pai é maior do que a dos genes mutantes da mãe.

As mutações genéticas passadas dos pais para os filhos aparecem, tipicamente, nas doenças consideradas complexas, que envolvem milhares de genes.

O processo pelo qual a informação contida nos genes manifesta-se fisicamente é chamado de expressão genética.

Os investigadores acreditam que a descoberta pode abrir novos caminhos para o tratamento de doenças comuns, mas complexas, tais como vários tipos de cancro, diabetes, doenças cardíacas, esquizofrenia e obesidade.

O estudo foi publicado na revista especializada Nature Genetics.

Híbridos

O estudo realizado pela equipa da UNC analisou uma população de cobaias de laboratórios de ascendência silvestre, criados para apresentar uma maior variedade genética – de forma a serem comparáveis à diversidade humana – do que as típicas cobaias de laboratório.

Desta forma, os cientistas afirmam que os resultados serão mais úteis para investigação sobre doenças humanas, já que os estudos anteriores desconheciam a origem de expressões genéticas específicas – não se sabia se vinham dos pais ou das mães.

O estudo norte-americano examinou três variedades diferentes de cobaias que passaram por cruzamentos para criar nove tipos diferentes de crias híbridas, na qual cada variedade foi usada como pai e mãe.

Quando as cobaias chegaram à idade adulta, os investigadores mediram a expressão genética em quatro tipos diferentes de tecidos. Em seguida, mediram o quanto desta expressão genética era derivada da mãe e do pai em cada um dos genes.

Mutações reguladoras

As mutações que alteram a expressão genética – chamadas de mutações reguladoras – afetam a saúde humana e vêm da mãe e do pai.

No entanto, afirma o investigador Fernando Pardo-Manuel de Villena, da UNC, “agora sabemos que os mamíferos expressam mais variação genética do pai. Imaginemos que um certo tipo de mutação é mau: se for herdado da mãe, o gene não se expressaria com tanta força como se expressaria se fosse herdado do pai”.

Villena afirma que a mesma “mutação má teria consequências diferentes nas doenças se forem herdadas da mãe ou do pai”.

ZAP / BBC

PARTILHAR

RESPONDER

Há verba de contas "abandonadas a favor do Estado" que não são divulgadas

Quando uma conta bancária não regista qualquer movimento durante 15 anos, os montantes depositados são considerados “abandonados a favor do Estado”, o que acontece em contas de pessoas que morreram que não são encerradas. Porém, de …

Deputado do PSD chama “besta” a António Costa (e compara-o a Trump e a Bolsonaro)

O deputado do PSD Duarte Marques chamou “besta” ao primeiro-ministro, António Costa, e comparou-o aos presidentes dos Estados Unidos e do Brasil, Donald Trump e Jair Bolsonaro. Numa publicação na sua página pessoal do Facebook, o …

Poema na Estátua da Liberdade sobre migrantes, "refere-se a pessoas vindas da Europa"

Após a publicação de uma lei sobre a migração no país, o poema "The New Colossus", escrito em 1883 por Emma Lazarus, está agora a provocar um debate sobre o seu verdadeiro significado. Ao longo do …

Três municípios multados pelo Governo por falta de Plano de Defesa contra incêndios

O Governo determinou esta sexta-feira a retenção de 20% do duodécimo das transferências do Fundo de Equilíbrio Financeiro a Odivelas, Paços de Ferreira e Peniche por não terem ainda aprovado os Planos Municipais de Defesa …

Encontrada uma aldeia perdida no local do mais infame massacre de clãs

Arqueólogos que escavaram a cena do mais infame massacre de clãs na história escocesa desenterraram partes de uma "aldeia perdida" no vale das Terras Altas de Glencoe. O assentamento apareceu no massacre de 1692 do clã …

Autópsia confirma causa da morte. Jeffrey Epstein enforcou-se com os lençóis

O relatório oficial da autópsia ao corpo de Jeffrey Epstein revelou, nesta sexta-feira, que o multimilionário norte-americano se suicidou, enforcando-se com os lençóis da sua cela na prisão de Manhattan. Epstein estava preso a aguardar pelo …

Depois de 10 horas de reunião, não há acordo. Greve mantêm-se

Foram mais de dez horas de reunião entre os representantes do Sindicato Nacional dos Motoristas de Matérias Perigosas e o ministro das Infraestruturas, Pedro Nuno Santos, que terminaram na madrugada deste sábado sem acordo. A …

Descoberto novo órgão sensorial no corpo humano

Uma equipa de investigadores do Instituto Karolinska, na Suécia, descobriu um novo órgão sensorial na pele capaz de detetar estímulos mecânicos dolorosos, tal como picadas ou impactos. A descoberta do Instituto Karolinska, uma das maiores e …

"Mundo Jurássico" de vulcões encontrado sob a Austrália

Uma equipa de cientistas acaba de descobrir um "Mundo Jurássico" com cerca de 100 vulcões antigos enterrados sob as bacias de Cooper-Eromanga, na Austrália, noticia esta semana a Europa Press. Segundo a agência noticiosa, está …

Cientistas "recrutam" bactérias para mineração extraterrestre

Uma equipa de astrobiólogos da Agência Internacional Europeia enviou 18 estripes diferentes de bactérias para a Estação Espacial Internacional (EEI), visando determinar se é viável avançar para a bio-mineração extraterrestre num ambiente sem gravidade. De acordo …