A solidão faz mesmo mal ao coração (e provoca a morte prematura)

Uma investigação concluiu que a solidão faz mesmo mal à saúde, em especial ao coração, sendo um “forte indicador de morte prematura”. Sentir-se só é mais relevante, em termos de “maus resultados”, do que viver sozinho.

Estas conclusões foram retiradas de uma pesquisa apresentada neste mês de Junho, no congresso anual de enfermagem da Sociedade Europeia de Cardiologia, num evento designado EuroHeartCare 2018.

O estudo apurou que “sentir-se só é um indicador mais forte de maus resultados do que viver sozinho”, tanto em homens como em mulheres, cita o comunicado sobre a investigação.

“Pesquisas anteriores demonstraram que a solidão e o isolamento social estão associados com a doença coronária e o acidente vascular cerebral, mas isto não foi investigado em pacientes com tipos diferentes de doenças cardiovasculares”, salienta a investigadora que liderou o estudo, Anne Vinggaard Christensen, do Hospital Universitário de Copenhaga, na Dinamarca.

A pesquisa conduzida por Christensen debruçou-se precisamente sobre se manter uma rede social de ligações pobre estará associada com piores resultados em 13.463 pacientes com doença cardíaca isquémica, arritmia, insuficiência cardíaca ou doença valvular cardíaca.

Foram cruzados dados de registos nacionais com os do inquérito DenHeart que pediu a pacientes que tiveram alta de cinco centros cardíacos dinamarqueses, entre Abril de 2013 e Abril de 2014, que respondessem a perguntas sobre a sua saúde física e mental, e sobre o seu estilo de vida, designadamente sobre o apoio social que tinham.

A variável do apoio social foi medida tendo em conta se viviam sozinhos ou não, e se se sentiam sós, porque “as pessoas podem viver sozinhas, mas não se sentirem sós, enquanto outras coabitam (com outras), mas sentem-se sozinhas”, explica Christensen.

“Sentir-se só foi associado com piores resultados em todos os pacientes, independentemente do seu tipo de doença cardíaca, e mesmo depois de fazer ajustamentos para a idade, nível de educação, outras doenças, índice de massa corporal, tabaco e consumo de álcool”, afiançam os investigadores.

“A solidão foi associada com um risco de mortalidade duplicado nas mulheres, e quase dobrou o risco nos homens”, considera ainda o comunicado sobre o estudo.

Tanto homens como mulheres que se sentiam sozinhos tinham “três vezes mais probabilidade de relatar sintomas de ansiedade e depressão” e tinham “uma qualidade de vida significativamente inferior do que aqueles que não se sentiam sós”, constatam ainda os autores da pesquisa.

“A solidão é um forte indicador de morte prematura, pior saúde mental e menor qualidade de vida em pacientes com doença cardiovascular, e um indicador muito mais forte do que viver sozinho, tanto nos homens como nas mulheres”, conclui Christensen.

Isto pode explicar-se pelo facto de as pessoas que têm uma rede social de apoio menor terem tendência a ter piores hábitos de saúde, a terem menos propensão para o tratamento e a serem mais afectadas pelo stress. Mas, apesar disso, a solidão por si só é um factor de relevo que piora a saúde, como constata a investigadora.

“Vivemos num tempo em que a solidão está mais presente e os profissionais de saúde devem ter isto em conta quando avaliam o risco”, reforça Christensen, em jeito de alerta aos médicos.

ZAP //

PARTILHAR

RESPONDER

Nike deixa de vender produtos através da Amazon

A marca desportiva Nike vai deixar de vender as suas peças de roupa e calçado diretamente através da Amazon, acabando com um contrato firmado em 2017, no qual concordava em vender uma variedade limitada de produtos …

Marco António Costa apoia Pinto Luz. Cavaco também era “improvável e desconhecido”

O antigo vice-presidente do PSD declarou, esta segunda-feira, o seu apoio ao candidato Miguel Pinto Luz, afirmando que, em 1985, Cavaco Silva também foi um vencedor "improvável e desconhecido". "Em maio de 1985, o Governo de …

Veneza com "centenas de milhões" de euros de prejuízo por causa das cheias

A cidade de Veneza, com inundações nos últimos dias, voltou este domingo a registar uma maré alta, mas de menor magnitude, tendo as chuvas intensas que afetam Itália levado a alertas para as cidades de …

Vila Galé abandona projeto que ameaçava reserva indígena no Brasil

O Vila Galé anunciou que vai abandonar o projeto para a instalação de um resort na região da Bahia, que tem estado debaixo de críticas por estar previsto para um local de potencial reserva indígena. Em …

Depois de ter sido expulsa da Hungria, universidade criada por George Soros reabre na Áustria

A Universidade da Europa Central, criada pelo bilionário George Soros em Budapeste, na Hungria, em 1991, foi expulsa do país depois que o primeiro-ministro Viktor Orbán a acusou de promover valores liberais no país, incluindo …

Bloco defende fim de portagens nas ex-Scut do interior

A coordenadora do BE defendeu esta segunda-feira, no Porto, o fim das portagens nas ex-Scut do interior do país e a necessidade de "rever" as parcerias público-privadas rodoviárias por serem "absolutamente lesivas para os cofres …

Jovem muçulmana de Tavira já tem equipamento para jogar basquetebol

A jovem atleta do Clube de Basquetebol de Tavira, impedida de alinhar num jogo no passado domingo, já possui o equipamento que lhe permite jogar segundo as regras da modalidade e da religião muçulmana. Fátima Habib …

Presidente da Catalunha começa a ser julgado por desobediência

O presidente do Governo regional da Catalunha reconheceu, esta segunda-feira, que não cumpriu a ordem da comissão nacional de eleições espanhola de remover os símbolos separatistas alegando ser "ilegal" e de cumprimento "impossível". "Sim, eu desobedeci", …

Um restaurante acabou de abrir a um quarteirão da Casa Branca. Chama-se "Comida de Imigrante"

Um restaurante chamado "Immigrant Food" ("Comida de Imigrante") abriu a um quarteirão da Casa Branca. O local quer fazer com que ajudar imigrantes seja tão fácil como pedir comida de um menu. Assim, além de comida, …

Trump admite testemunhar no inquérito para a sua destituição

O Presidente dos EUA admitiu, esta segunda-feira, "considerar seriamente" a possibilidade de testemunhar por escrito no inquérito para a sua destituição, que decorre no Congresso. "Embora não tenha feito nada de errado e não goste de …