Soldados bebem sangue de cobra e comem animais vivos em exercícios militares. PETA alerta para risco de pandemia

Os exercícios de treino militar em que os soldados bebem sangue de cobra e comem animais vivos podem desencadear uma nova pandemia. O alerta é do grupo Pessoas pelo Tratamento Ético dos Animais (PETA).

De acordo com o Russia Today, são milhares os soldados de diferentes países que participam, todos os anos, nos exercícios conjuntos Cobra Gold, na Tailândia.

Estes exercícios militares incluem um curso de sobrevivência, onde os instrutores ensinam os soldados a alimentar-se em condições extremas: extraem veneno de escorpiões e tarântulas para consumir os animais e bebem o sangue de cobras.

Na semana passada, a PETA enviou uma carta ao Secretário de Estado da Defesa do Reino Unido, Ben Wallace, na qual solicita que o responsável passe a exigir que os organizadores destas práticas “substituam permanentemente” o uso de animais vivos por outros métodos “mais eficazes e éticos”.

“O uso de animais vivos durante o Cobra Gold representa um risco de propagação de doenças zoonóticas semelhantes à covid-19, colocando em risco as tropas e o público em geral”, explica a organização.

A PETA lembra, na mesma missiva, que 75% das doenças infecciosas emergentes começaram como doenças em animais.

A organização condena os massacres “ritualísticos” e “bárbaros” e sublinha que a prática contribui para a extinção de espécies.

“O massacre brutal de animais durante este exercício anual não só põe em perigo a saúde pública e espécies vulneráveis ​​à extinção, incluindo a cobra-real, mas também desonra as nossas tropas”, afirmou a diretora de política científica da PETA, Julia Baines.

Citado pelo Independent, um porta-voz do Ministério da Defesa britânico garantiu que apenas “um pequeno número de responsáveis pelo planeamento militar” participou nos exercícios Cobra Gold e que nenhum soldado esteve envolvido neste tipo de treino.

Liliana Malainho Liliana Malainho, ZAP //

PARTILHAR

2 COMENTÁRIOS

RESPONDER

Diretor de Finanças de Lisboa está em substituição desde 2015. Já ultrapassa tempo de comissão de serviço

Fernando Lopes, a maior estrutura regional da Autoridade Tributária e Aduaneira (AT), é diretor da Direção de Finanças de Lisboa em regime de substituição desde março de 2015. Quando a então diretora regional, Helena Borges, foi …

Portugal regista mais quatro mortes e 636 novos casos de covid-19

Portugal registou, esta quinta-feira, mais quatro mortes e 636 novos casos de infeção pelo novo coronavírus, segundo o último boletim epidemiológico da Direção-Geral da Saúde (DGS). De acordo com o último boletim da DGS, dos 636 …

Luís Correia lança-se a Castelo Branco, num movimento que ainda não tem nome

O movimento ainda não tem nome e a apresentação da candidatura não tem data marcada, mas Luís Correia já assumiu que vai liderar uma candidatura independente à Câmara Municipal de Castelo Branco. Luís Correia vai testar …

Pavilhão de escola de Matosinhos fechado devido a estirpe de legionella

O pavilhão desportivo da Escola Secundária Abel Salazar, em Matosinhos, está fechado devido à presença de uma estirpe de legionella detetada nas canalizações, mas que "não constitui qualquer perigo para a saúde", confirmou a câmara …

TAP regista um prejuízo recorde de 1,2 mil milhões em 2020

Com menos 12,4 milhões de passageiros transportados, a TAP apresentou um resultado líquido negativo de 1,230 mil milhões de euros em 2020, contra um prejuízo de 106 milhões de euros em 2019, segundo dados enviados …

Chega organiza Convenção para "Governar Portugal" no fim de maio, mas promete "uso das máscaras"

O Chega vai organizar a sua III Convenção Nacional entre 28 e 30 de maio, em Coimbra, tendo por base a moção estratégica "Governar Portugal" do presidente reeleito, André Ventura, disse hoje à Agência Lusa …

Falta de plano e reservas face à viabilidade. Banco de Fomento chumba empréstimo à Groundforce

O Banco Português de Fomento (BPF) não aprovou o empréstimo de 30 milhões de euros pedido pelo Conselho de Administração da Groundforce, por não haver um plano de reestruturação da empresa e por falta de …

Operação Lex. Juiz Luís Vaz das Neves arrisca reforma compulsiva

O juiz Luís Vaz das Neves, ex-presidente do Tribunal da Relação de Lisboa e arguido na Operação Lex, arrisca passar à aposentação compulsiva.  De acordo com o Correio da Manhã, que avança a notícia esta quinta-feira, …

Nove administradores e 24 diretores. Banco de Fomento já terá fechado estrutura

O jornal ECO avança, esta quinta-feira, que a estrutura do Banco Português de Fomento vai contar com nove administradores, dos quais quatro são executivos, e 24 diretores. A estrutura do Banco de Fomento já estará fechada, …

Guerra aberta no PSD. Rui Rio arrisca repreensão, Adão Silva pode perder o mandato

Rui Rio, presidente do PSD, e Adão Silva, líder do grupo parlamentar, estão a ser alvo de um processo disciplinar aberto pelo Conselho de Jurisdição do partido e arriscam sanções. A decisão ainda não está tomada, …