Software de realidade virtual permite “caminhar” dentro das células (e pode ajudar a prevenir doenças)

O novo software de realidade virtual permite que os investigadores “caminhem” dentro das células de modo a conseguirem detetar problemas na área da biologia e da medicina, podendo até ajudar no combate de doenças.

O software vLUME foi criado por cientistas da Universidade de Cambridge, em conjunto com a empresa de software de análise de imagens 3D – a Lume VR Ltd. O vLUME permite a visualização e análise de dados de microscopia de super-resolução em realidade virtual e pode ser usado para estudar tudo. Os detalhes foram publicados na revista Nature Methods no mês de outubro.

A microscopia de super-resolução permite que imagens em nano-escala sejam obtidas usando truques engenhosos da física para contornar os limites impostos pela difração de luz.

Isso tem permitido aos cientistas observar os processos moleculares à medida que estes ocorrem. No entanto, um problema deste método tem sido a dificuldade de visualizar e analisar esses dados em três dimensões.

O projeto vLUME começou quando o cientista Steven Lee, que liderou a pesquisa, e a sua equipa, se encontraram com os fundadores da Lume VR num evento no London Science Museum.

Enquanto o grupo de Lee tinha experiência em microscopia de super-resolução, a equipa da Lume tinha a especialização em computação espacial e análise de dados. Desta forma, em conjunto, foram capazes de desenvolver o vLUME – a nova ferramenta que explora conjuntos de dados complexos em realidade virtual.

“O VLUME é um software de imagem revolucionário que leva os humanos à nano-escala”, afirmou Alexandre Kitching, CEO da Lume. De acordo com Kitching, o software permite que os cientistas visualizem, questionem e interajam com dados biológicos 3D em tempo real, tudo dentro de um ambiente de realidade virtual.

O software permite que sejam carregados vários conjuntos de dados com milhões de pontos de informações, e que desta forma se encontrem padrões em dados complexos. Estas descobertas podem ser partilhadas com investigadores de todo o mundo usando recursos de imagem e vídeo do software.

“Os dados criados através da microscopia de super-resolução são extremamente complexos. Para os cientistas, analisar esses dados pode demorar muito tempo, mas com o vLUME conseguimos reduzir drasticamente o tempo de espera, permitindo testes e análises mais rápidos”, revela Kitching.

A equipa usa sobretudo o vLUME em conjuntos de dados biológicos, como neurónios, células imunológicas ou células cancerígenas, diz o Cienciaplus.

ZAP ZAP //

PARTILHAR

RESPONDER

Busca em contrarrelógio. Submarino desaparecido na Indonésia tem 72 horas de oxigénio

O chefe da Marinha da Indonésia, Yudo Margono, afirmou que o submarino desaparecido ao largo de Bali com 53 tripulantes a bordo tem capacidade para 72 horas de oxigénio. Em conferência de imprensa, Yudo Margono disse …

Carrinhas comerciais perdem isenção e voltam a pagar ISV

Os veículos comerciais beneficiam de uma isenção de Imposto Sobre Veículos (ISV), mas vão perdê-la a partir do dia 1 de julho deste ano. Em causa estão, segundo avança o Jornal de Negócios, os automóveis ligeiros …

Médicos querem vacinar já quem teve covid há mais de 6 meses. DGS diz que recuperados “nunca estiveram esquecidos”

A Ordem dos Médicos defende que a vacinação de pessoas que pertencem a grupos prioritários e tiveram covid-19 há mais de seis meses deve avançar o quanto antes e não apenas no final de maio, …

Governo discute hoje "estatuto do artista", mas setor mantém as críticas

O Conselho de Ministros desta quinta-feira será dedicado “de forma transversal” à Cultura, conforme indiciou o primeiro-ministro. Numa altura em que este setor está significativamente fragilizado por efeito da crise pandémica, o Executivo deverá aprovar …

Há três portugueses na calha para substituir Espírito Santo no Wolverhampton

O Wolverhampton prepara uma possível saída de Nuno Espírito Santo e tem três portugueses na calha: Vítor Pereira, Bruno Lage e Rui Faria. Ultimamente tem-se falado muito da possibilidade de Nuno Espírito Santo abandonar o Wolverhampton …

PS, BE e CDS alargam direitos dos independentes. “Não é luz verde, é amarela”

As alterações às leis eleitorais têm aprovação garantida em plenário por maioria absoluta nesta quinta-feira. Independentes podem concorrer à Câmara e Assembleia Municipal com o mesmo nome, símbolo e sigla, mas não a todas as …

Aos 29 anos, "sucessor" de Mourinho estreia-se a vencer e faz história

Ryan Mason, o novo treinador interino do Tottenham, estreou-se a ganhar e tornou-se o treinador mais jovem da história da Premier League. Com a saída de José Mourinho do Tottenham, esta segunda-feira, Ryan Mason assumiu interinamente …

PS-Porto traça perfil de candidato e currículo de Barbosa Ribeiro encaixa como uma luva

O PS traçou o perfil do candidato que quer ver concorrer pelo partido à Câmara Municipal do Porto. O presidente da Comissão Política do PS do Porto, Tiago Barbosa Ribeiro, encaixa na perfeição. Nos últimos tempos, …

Moedas usa o nome de Sócrates para atacar Medina. PS acusa-o de “tirar proveito“ das buscas na CML

Numa altura em que a corrida autárquica se torna cada vez mais feroz, depois de serem conhecidos os motivos das buscas à Câmara de Lisboa, Carlos Moedas enviou um comunicado às redações em que se …

Enquanto clubes pedem desculpa, Florentino contra-ataca e não desiste da Superliga

O presidente do Real Madrid e da Superliga, Florentino Pérez, manifestou-se na quarta-feira "triste e dececionado" com a suspensão da nova competição europeia de futebol, mas também "surpreendido" com a campanha orquestrada pelo presidente da …