Só em abril é que a Moody’s decide se tira Portugal do “lixo”

José Sena Goulão / Lusa

O ministro das Finanças, Mário Centeno

A Moody’s, a única agência de notação financeira que ainda mantém Portugal num nível de lixo, só deverá rever o rating atribuído ao país a 20 de abril, segundo o calendário de 2018 divulgado pela empresa.

De acordo com os calendários mais recentes de revisão dos ‘ratings’ em 2018 das quatro maiores agências de notação financeira, a Standard and Poor’s (S&P) será a primeira a pronunciar-se sobre Portugal este ano (a 16 de março), seguindo-se a Moody’s e a DBRS (ambas a 20 de abril) e, por fim, a Fitch (a 1 de junho).

Entre estas quatro agências, apenas a Moody’s continua a atribuir à dívida pública portuguesa uma notação de especulação, o ‘Ba1’ (o nível mais elevado de ‘lixo’), com perspetiva positiva, o que significa que, na próxima avaliação a Portugal, a 20 de abril, deverá melhorar o ‘rating’ atribuído à dívida soberana portuguesa.

Nesta data será também a vez da canadiana DBRS olhar para Portugal. Recorde-se que esta agência atribui a Portugal uma notação acima do lixo desde 2013 (o ‘BBB low’, que equivale ao primeiro nível de investimento), o que se deve manter nesta avaliação em abril, já que a perspetiva atribuída ao ‘rating’ da dívida pública portuguesa por esta agência é ‘estável’.

Antes disso, a S&P inicia as avaliações que as agências de notação vão fazer a Portugal durante este ano, a 16 de março, depois de em setembro ter sido a primeira entre as principais três agências mundiais a tirar Portugal do ‘lixo’, depois da crise económica, subindo o ‘rating’ em um patamar, de ‘BB+’ (ainda especulativo) para ‘BBB-‘ (o primeiro nível de investimento).

A nota atribuída pela S&P a Portugal tem perspetiva estável, o que habitualmente significa que o ‘rating’ se deve manter na revisão seguinte. No entanto, em setembro, a S&P surpreendeu ao rever em alta a notação sem melhorar a perspetiva previamente.

A última agência de ‘rating’ a pronunciar-se sobre Portugal será a Fitch, que depois de na última avaliação ter surpreendido, ao melhorar a notação atribuída em duas notas, do lixo ‘BB+’ para ‘BBB’, volta a analisar o país a 1 de junho.

A segunda ronda de avaliações à dívida pública portuguesa inicia-se com a S&P a 14 de setembro, prossegue com a Moody’s e a DBRS a 12 de outubro e termina com a Fitch a 30 de novembro.

As agências de ‘rating’ passaram a ter de divulgar no final de cada ano o calendário para o ano seguinte, respeitando assim a diretiva 462/2013 da Comissão Europeia, que determina que as atualizações dos ‘ratings’ soberanos sejam publicadas a uma sexta-feira e apenas depois do fecho das bolsas, por forma a reduzir os riscos de volatilidade do mercado.

No entanto, as agências de notação financeira podem desviar-se das datas definidas desde que expliquem essa alteração e que isso não se torne frequente, pelo que os calendários agora divulgados são meramente indicativos.

// Lusa

PARTILHAR

RESPONDER

Rio alerta para "claro divórcio entre a sociedade portuguesa e os partidos políticos"

O presidente do PSD, Rui Rio, disse ontem, em Paredes, no distrito do Porto, haver "um divórcio entre a sociedade e os partidos", defendendo que só uma maior "abertura" das estruturas às "pessoas" pode inverter …

Megaoperação de combate à pedofilia detém mais de 30 pessoas

Mais de 30 pessoas foram detidas em onze países no âmbito de uma megaoperação de combate à pornografia infantil realizada pela Europol e pela polícia nacional de Espanha, país onde foram presos mais de metade …

Grandes hotéis acusados de ignorar tráfico sexual. Queixa em grupo relata casos de 13 mulheres

Uma ação judicial deu entrada segunda-feira em Columbus, Ohio, nos Estados Unidos (EUA), com vários grandes grupos hoteleiros a serem acusados de lucrar com o tráfico sexual, ignorando os crimes e os danos nas vítimas. Segundo …

Líder da Birmânia, Suu Kyi, vai a Haia defender o país de acusação de genocídio

A líder birmanesa Aung San Suu Kyi decidiu comparecer perante o Tribunal Internacional de Justiça (TIJ) para defender o seu país da acusação de genocídio contra a minoria muçulmana rohingya, durante uma audiência de três …

Impeachment. Democratas preparam-se para avançar com duas acusações formais contra Trump

Os democratas estarão a planear apresentar esta terça-feira dois artigos de impeachment que acusam Donald Trump de abuso de poder e obstrução do Congresso. De acordo com o jornal norte-americano The New York Times, o Comité …

Esquema de venda de droga na darkweb. Fortuna em bitcoins fica nas mãos do Estado

Pedro e Rita vendiam droga para todo o mundo na darkweb. Agora, a fortuna em bitcoins acabou por ficar nas mãos do Estado. Pedro, um engenheiro informático, e Rita, uma web designer, montaram um esquema para …

CDS e PAN querem regime protetor do denunciante no combate à corrupção

CDS e PAN vão apresentar propostas no combate à corrupção que tem sido discutido desde segunda-feira. Os partidos querem um regime protetor do denunciante. Numa iniciativa de combate à corrupção, o CDS e o PAN vão …

Morreu Marie Fredriksson, vocalista dos Roxette

A cantora sueca Marie Fredriksson, dos Roxette, morreu segunda-feira aos 61 anos, anunciou esta terça-feira a sua manager em comunicado. Marie Fredriksson, vocalista e co-fundadora da banda Roxette, faleceu esta segunda-feira, aos 61 anos. A morte …

Taxa de sucesso no ensino profissional atinge os 63%. É o valor mais alto de sempre

No ano letivo de 2017/2018, 63% dos alunos inscritos no ensino profissional concluíram os seus cursos no tempo previsto, mais dez pontos percentuais do que quatro anos antes, avança o jornal Público. De acordo com um …

Regra para filhos de pais separados em casas alternadas divide partidos

A lei já prevê que os filhos de pais separados possam ficar em residência alternada se o tribunal assim o decidir. Porém, as regras não são claras e vai ser discutida a melhor forma de …