Snowden oferece ajuda em troca de asilo no Brasil

Laura Poitras / Wikimedia

Edward Snowden, ex-analista informático da NSA (foto: Laura Poitras / Wikimedia)

Edward Snowden, ex-analista informático da NSA (foto: Laura Poitras / Wikimedia)

Edward Snowden, analista que prestava serviços à Agência Nacional de Segurança (NSA) dos Estados Unidos, procura agora asilo político do governo brasileiro.

Pronunciando-se numa “carta aberta ao povo brasileiro“, Snowden pretende obter o apoio para entrar no país. Esta deverá ser a segunda vez que o pede asilo ao governo brasileiro. Quando as primeiras denúncias sobre espionagem dos Estados Unidos vieram à tona, o ex-analista pediu asilo político a 21 países, entre os quais o Brasil. Na época, o governo negou o pedido.

“Se Snowden estivesse no Brasil, seria possível que ele pudesse fazer muito mais para ajudar o mundo a entender como a NSA e aliados estão a invadir a privacidade de pessoas no mundo todo, e como podemos nos proteger”, informa o texto da campanha na Internet. “O país mais adequado para abrigar alguém que denuncia irregularidades, o país cuja presidente fez um discurso veemente na ONU a denunciar a espionagem, é o Brasil”, acrescenta o texto.

O norte-americano, que se encontra na Rússia, acrescenta que “atualmente” quando uma pessoa pega num telemóvel em São Paulo (Brasil), a NSA pode determinar onde a pessoa está e o que faz.

“Faz isso mesmo cinco mil milhões de vezes por dia com pessoas do mundo inteiro”, sublinha Snowden, acrescentando que está disposto a ajudar “quando seja legal e oportuno”, mas ressalva que a administração norte-americana trabalha “arduamente” para limitar a capacidade para o fazer.

Esta semana, Snowden enviou uma carta à senadora Vanessa Grazziotin, uma das relatoras da Comissão Parlamentar de Inquérito (CPI) da Espionagem, no Senado, em que se dispõe a colaborar com o governo brasileiro caso haja “possibilidades legais” para tal. Hoje (17), essa CPI se reúne para discutir o tema e a possibilidade do asilo brasileiro a Snowden está na ordem de trabalhos.

A concessão de asilo político é uma possibilidade prevista pela Constituição e é uma prerrogativa do Executivo, por meio do Ministério da Justiça. Em julho, o assunto chegou a ser debatido na Comissão de Relações Exteriores e Defesa do Senado brasileiro. Por unanimidade, os parlamentares recomendaram a concessão de asilo ao ex-analista da NSA.

No Brasil reside o jornalista Glenn Greenwald, ex-colunista do jornal britânico Guardian que mantém contacto com Snowden e que publicou muitos documentos revelados pelo ex-analista da NSA. “Se o Governo brasileiro agradece as revelações, seria lógico proteger Snowden”, disse Greenwald à Folha de São Paulo.

Edward Snowden está atualmente na Rússia. O país concedeu-lhe asilo temporário de um ano, prazo que expira em meados de 2014. As denúncias feitas por Snowden sobre as práticas de espionagem dos Estados Unidos causaram reações em vários países, entre os quais o Brasil. O tema chegou a ser discutido na ONU, para que sejam elaboradas normas internacionais com o objetivo de proteger dados na internet.

ZAP / MA / ABr / Lusa

PARTILHAR

RESPONDER

Tribunais retomam atividade. Juízes recusam fazer julgamentos em salas sem condições

Os tribunais retomam hoje a realização de diligências presenciais, mas dirigentes do setor anteveem que o regresso à atividade normal será assimétrico e progressivo, sendo em alguns casos difícil assegurar totalmente as medidas de segurança …

Espanha sem mortes pelo segundo dia consecutivo. Há 41 mil profissionais de saúde infetados

Espanha registou esta terça-feira o segundo dia consecutivo sem mortes associadas à covid-19, mantendo-se o total 27.127 de óbitos desde o início da pandemia, anunciaram as autoridades de saúde. O ministério da Saúde de Espanha informou …

Petição pela "anulação imediata" do Avante já conta com mais de 16 mil assinaturas

Uma petição online para a "anulação imediata" da Festa do Avante!, a festa anual organizada pelo PCP, conta já com mais de 16 mil assinaturas. Às 10:30 desta quarta-feira, a petição, disponível no portal Petição Pública, …

Venda de Wendel ao Everton sofre revés. Nápoles e Nice entram em jogo

A licença de trabalho pode deitar por terra uma eventual transferência de Wendel para o Everton. O Nápoles é o favorito na corrida à sua contratação, mas o Nice também está atento. As negociações entre o …

Celebrações do 10 de junho só terão oito pessoas. “É como achei que devia ser o 25 de abril e o 1º de maio”

A “cerimónia simbólica” comemorativa do Dia de Portugal que se realizará no Mosteiro dos Jerónimos, em Lisboa, terá apenas oito presenças, incluindo o chefe de Estado e o presidente desta edição do 10 de Junho, …

O futebol português está de volta. Uma corrida de dois cavalos e a montra para Amorim

A bola volta hoje a rolar em Portugal após a interrupção devido à pandemia de covid-19. Regresso o futebol que tão bem conhecemos, mas de uma forma como nunca vimos antes. Estádios desertos e jogos quase …

Cientistas identificam fóssil do inseto mais antigo do mundo

Um fóssil de um milípede descoberto em 1899 é o inseto mais antigo do mundo, concluiu um novo estudo. O espécime em causa tem 425 milhões de anos. Uma equipa de investigadores da Universidade do Texas …

Jorge Jesus renova com o Flamengo por mais uma época

O treinador português anunciou, esta quarta-feira, que vai ficar mais uma época nos brasileiros do Flamengo, até junho de 2021. "Digam à nação que fico!". É esta a frase que acompanha a fotografia publicada, esta quarta-feira, …

Governo deixa cair lay-off simplificado. Novo apoio vai variar em função da quebra de faturação

O apoio às empresas em lay-off que retomarem a atividade será diferenciado em função da quebra de faturação, com vista a direcionar as ajudas públicas “a quem mais precisa”, afirmou esta terça-feira a ministra do …

Grupo de precários da Casa da Música dispensado de serviço via e-mail "meia hora depois" de uma vigília de protesto

Cerca de 13 trabalhadores "precários" da Casa da Música, no Porto, foram dispensados dos concertos que tinham alocados para o mês de junho. Em declarações à Lusa, Hugo Veludo, um dos 13 assistentes de sala …