“Supramolécula” vai ajudar o sistema imunitário a devorar tumores

Uma equipa de investigadores norte-americanos desenvolveu uma substância que ajuda o corpo a “devorar” e a destruir células cancerígenas.

O tratamento aumenta a ação dos glóbulos brancos, chamados macrófagos, que o sistema imunitário utiliza para devorar os invasores indesejados. Os testes realizados em cobaias mostraram que a terapia funcionou para tumores agressivos de mama e da pele, lê-se no estudo publicado, esta segunda-feira, na Nature Biomedical Engineering.

A equipa norte-americana espera iniciar os testes em seres humanos dentro de alguns anos. O facto da substância já ter uma licença deve acelerar o processo de aprovação para poder ser utilizada.

Esta substância foi desenvolvida a partir de moléculas que se encaixam como blocos de tijolo e, por isso, pode ser batizada como uma “supramolécula”. O estudo envolve uma célula imune devoradora ou “fagocitária” chamada macrófago.

De acordo com a BBC, os macrófagos já são bons a combater infeções bacterianas e virais porque conseguem reconhecer e atacar esses “invasores”. Porém, não são tão eficazes no combate ao cancro, uma vez que os tumores crescem a partir das nossas próprias células e têm mecanismos inteligentes para se esconder do ataque do sistema imunitário.

A substância utilizada pela equipa do Harvard Medical School’s Brigham and Women’s Hospital, liderada pelo médico e autor principal do estudo Ashish Kulkarni, funciona de duas maneiras.

Em primeiro lugar, impede as células cancerígenas de se esconderem dos macrófagos e, em segundo, previne que o tumor “diga” aos macrófagos que se tornem dóceis. Nas cobaias, a terapia “supramolecular” pareceu impedir que o cancro crescesse e se espalhasse.

Os cientistas preveem que esta substância possa ser usada juntamente com outros tratamentos contra o cancro, como é o caso dos inibidores de pontos de controlo. Estes pontos são moléculas especializadas que conseguem impedir o sistema imunitário de agir, fazendo com que as células de defesa sejam utilizadas apenas quando preciso.

Carl Alexander, do Cancer Research UK, diz que é “promissor ver uma nova abordagem” mas que agora é preciso “trabalhar mais para perceber se esta substância pode, de facto, ser usada em tratamentos com pacientes com cancro”.

ZAP // BBC

PARTILHAR

3 COMENTÁRIOS

  1. A quem interessar e necessitar, existe à venda na net suplementos e até iogurtes enriquecidos com GcMAF, um ativador de macrófagos (Macrophage Activating Factor). E isto já não é novo nos círculos de medicina alternativa…

  2. Camundongos (em PT-BR) para aquilo que por cá chamamos de Rato-Doméstico.
    Custava assim tanto traduzir o texto para PT-PT?

RESPONDER

City vs United. Em Manchester, há uma guerra anónima a ser travada entre oriente e ocidente

Este sábado, Manchester City e Manchester United defrontam-se dentro de campo. Mas fora das quatro linhas decorre uma batalha oculta pelo domínio ideológico de gestão. O dérbi de Manchester é sempre um confronto importante no calendário …

Múmias milenares tinham tatuagens escondidas (e já podemos vê-las)

As tatuagens escondidas em antigas múmias egípcias estão agora a ser reveladas pelos cientistas, usando uma nova tecnologia de infravermelho, permitindo vislumbrar como os membros da sociedade há três mil anos viviam e trabalhavam. Tatuagens semelhantes …

Miguel Albuquerque avisa: deputados madeirenses do PSD podem viabilizar OE

O presidente da estrutura regional do PSD/Madeira, Miguel Albuquerque, disse esta sexta-feira que os três deputados na Assembleia da República poderão votar o Orçamento do Estado caso as reivindicações da região estejam asseguradas. “O Orçamento do …

"Não há falta de médicos" nos hospitais de Coimbra e Algarve, diz Marta Temido

A ministra da Saúde afirmou esta sexta-feira que não há falta de médicos nos centros hospitalares universitários do Algarve e de Coimbra, admitindo que poderá haver necessidade de rever escalas e formas de organização. “Não me …

Já pode beber uma cerveja que nunca "morre"

https://vimeo.com/377813387 Cientistas chineses criaram uma levedura geneticamente modificada que faz com que a cerveja nunca "morra". Esta inovação pode aumentar o prazo de validade da cerveja, com uma alteração mínima ao seu sabor. Não há nada melhor …

Cotrim Figueiredo: "Siza Vieira não tem peso político para levar a sua avante”

O ministro da Economia, Pedro Siza Vieira, "não tem peso político para levar a sua avante" neste Governo, disse o deputado da Iniciativa Liberal João Cotrim Figueiredo, que é também candidato único à liderança do …

Arranca hoje a "contra-cimeira" contra "hipocrisia dos governos"

Enquanto na chamada "zona verde" se prepara a semana das negociações de alto nível da COP25, começa este sábado em Madrid uma contra-cimeira em que os movimentos ativistas procuram um contraponto ao que chamam a …

A maior parte dos produtos de maquilhagem está contaminada com superbactérias perigosas

Nove em cada 10 produtos cosméticos atualmente em uso estão contaminados com superbactérias potencialmente prejudiciais, incluindo E. coli e Staphylococci. Beauty blender, rímel e brilho labial são os produtos que contêm os mais altos níveis …

NASA gravou acidentalmente a explosão de um cometa a aproximar-se do Sol

Astrónomos usaram dados do telescópio espacial TESS para estudar a explosão de um cometa durante a sua aproximação ao Sol. A investigação resultou num artigo publicado em novembro na revista científica Astrophysical Journal Letters. Foi a …

Objeto de Hoag é uma galáxia dentro de uma galáxia (que está dentro de outra galáxia)

Se observar atentamente a Constelação da Serpente poderá ver uma galáxia dentro de uma galáxia que, por sua vez, está dentro de outra galáxia. Este grande mistério do Universo é conhecido como Objeto de Hoag. Descoberto …