Sírios estão a vender os seus bens pessoais para que os filhos possam comer

O coordenador do projeto Médicos Sem Fronteiras na Síria diz que muitas famílias estão a ser forçadas a vender os seus bens pessoais para que os filhos possam comer.

Bombardeamentos aéreos na Síria são uma constante. Ainda esta terça-feira, um ataque russo matou 18 pessoas em Aleppo e em Idlib. No meio de todo o caos, muitos sírios viram-se obrigados a deslocarem-se para acampamentos longe das suas casas.

Muitos deles encontram paz em algo tão banal como o clima, mas há uma razão lógica para isso. “Temos este tipo de situação agora, onde, hoje as pessoas em Idlib, ou pelo menos as com quem conversamos, referem-se sempre ao clima como o seu principal aliado”, disse Christian Reynders, coordenador do projeto Médicos Sem Fronteiras na Síria, à Newsweek.

É assim que os sírios conseguem prever se há ou não risco de bombardeamento naquele dia. Se o céu estiver pouco nublado, é um mau sinal, mas o céu estiver nublado, significa que provavelmente as condições não são as ideais para que haja um ataque.

“Este é o principal aliado deles, é algo que não é humano. É o clima”, disse Reynders, explicando que as pessoas começaram a perder a fé no apoio da comunidade internacional.

Os desalojados na Síria reúnem-se em acampamentos sobrelotados. “Eles não têm para onde ir. Não podem ir para leste, não podem ir para oeste, não podem ir para o norte e não podem ir para o sul”, realçou Reynders.

Nestas condições, a principal prioridade de muitas famílias é assegurar que os seus filhos têm comida.

“Eles são constantemente forçados a fazer escolhas, mas escolhas como: ‘Eu vou escolher dormir no colchão, mas com o estômago vazio? Ou vou vender o colchão, mas dormir no cascalho, mas talvez consiga comprar alguma comida, talvez não para mim, mas para os meus filhos?’. Essas são as escolhas constantes que estão a ser feitas hoje”, explicou o belga.

Para Reynders, isto é algo que os sírios não deveriam ser obrigados a escolher, mas salienta que os Médicos Sem Fronteiras estão a fazer tudo ao seu alcance para ajudar este povo. “Não é tarde demais. Mesmo após mais de oito anos, não é tarde demais”, atirou.

ZAP //

PARTILHAR

RESPONDER

Presidente do Líbano pede ajuda na ONU para a reconstrução pós-explosão

O Presidente do Líbano, Michel Aoun, pediu na quarta-feira à comunidade internacional apoio para a reconstrução do principal porto do país e dos bairros de Beirute destruídos pela catastrófica explosão ocorrida em agosto. Na sua intervenção pré-gravada …

Ninguém foi indiciado pela morte de Breonna Taylor. Dois polícias baleados durante protestos

Um painel de jurados do Kentucky indiciou esta quarta-feira apenas um polícia por disparar contra apartamentos na vizinhança, mas não avançou com acusações contra nenhum polícia na morte da jovem negra Breonna Taylor. Imediatamente após o …

Multas de transportes públicos não são cobradas há três anos (e já chegam aos 17,6 milhões de euros)

As multas nos transportes públicos não estão a ser cobradas desde setembro de 2017 e já chegam a mais de 17,68 milhões de euros. As primeiras multas desde que foi alterado o regime de sanções, …

Football Leaks. PGR e FPF só souberam de ataques informáticos pela PJ

A Procuradoria Geral da República (PGR) e a Federação Portuguesa de Futebol (FPF) só souberam que tinham sido alvo de ataques informáticos através da Polícia Judiciária (PJ), revelou esta quinta-feira o inspetor José Amador no …

Governo prolonga prazo das moratórias até setembro de 2021. Portugal em contingência até 14 de outubro

O Conselho de Ministros decidiu prorrogar, esta quinta-feira, a vigência da situação de contingência em Portugal continental até às 23h59 de 14 de outubro. As moratórias de crédito foram prolongadas até 30 de setembro de …

Trump diz que diretrizes mais rigorosas para aprovação de vacina são “jogada política”

O Presidente dos Estados Unidos, Donald Trump, disse, esta quarta-feira, que a Casa Branca “pode ou não” aprovar novas directrizes da Food and Drug Administration. As novas diretrizes para aprovação de vacina contra a covid-19 exigem …

Maduro insta ONU a criar fundo que garanta alimentos e medicamentos

O Presidente da Venezuela, Nicolás Maduro, propôs que a Organização das Nações Unidas (ONU) crie um fundo rotativo de compras públicas para garantir o acesso a alimentos e a produtos de saúde, financiado com recursos …

Mais três mortes e 691 novos casos de covid-19 em Portugal

Portugal regista, esta quinta-feira, mais três mortes e 691 novos casos de infeção por covid-19 em relação a quarta-feira, mostra o boletim mais recente da Direção-Geral de Saúde (DGS). De acordo com o último boletim da …

2 em 1. Ryanair está a oferecer um voo na compra de outro (e é só hoje)

Já estava com saudades de viajar e conhecer novos países? A Ryanair não quer que lhe falte nada. A companhia aérea low cost lança uma promoção “inédita” e garante uma oferta 2 em 1. As …

Autarca de Almada diz que declarações sobre Bairro Amarelo foram descontextualizadas

A presidente da Câmara de Almada disse esta quarta-feira que as suas afirmações sobre o Bairro Amarelo surgiram em resposta a uma pergunta feita pelo Bloco de Esquerda (BE), considerando que foram descontextualizadas devido …