Síria está a “espremer” o dinheiro dos refugiados para evitar bancarrota

Orestis Panagiotou / EPA

A Síria está a criar impostos absurdos para tentar extorquir ao máximo o dinheiro dos refugiados que fogem ou tentam fugir do país. O país atravessa uma grave crise económica devido à guerra civil.

Para o Presidente da Síria, Bashar Assad, vencer a guerra civil veio com um custo financeiro brutal. O país deve mil milhões de dólares à Rússia e ao Irão pela sua ajuda a evitar uma revolta que tinha como objetivo tirar Bashar Assad do poder. Desde então, Damasco tem levado a cabo um estrito regime de sanções.

A guerra fez com que houvesse 6,2 milhões de deslocados sírios dentro do próprio país, além de 5,6 milhões refugiados no estrangeiro. Os números do Alto Comissariado das Nações Unidas para Refugiados são conservadores, já que outros milhões de indocumentados.

Em junho de 2019, após o fim da guerra, Assad implorou aos sírios que regressassem a casa. No entanto, o ditador tinha um trunfo debaixo da manga. Em julho de 2020, o Governo anunciou que cada sírio que reentrasse no país teria que trocar 100 dólares por libras sírias. Algumas famílias tiveram que se separar por não terem dinheiro para trazer todos os familiares, escreve o OZY.

Este ano, uma nova lei permite ao Governo apreender propriedades e outros bens de homens que não paguem a taxa de até 8 mil dólares para evitar o alistamento militar antes de completar 43 anos.

“Existem leis rígidas das quais nenhum cidadão pode fugir. O Estado pode confiscar as suas propriedades e dinheiro, o dinheiro dos seus pais, esposa, parentes e qualquer pessoa relacionada a ele”, alertou Elias al-Bitar, general de brigada das forças armadas sírias, num vídeo publicado pelo Ministério da Informação da Síria.

Durante anos, milícias pró-Governo tiveram permissão para saquear e assassinar em áreas anteriormente controladas pela oposição. No entanto, esta é a primeira vez que o Governo sírio faz uma campanha tão direta para conseguir arrecadar dinheiro dos refugiados.

Até mesmo os sírios que tenham emigrado não estão livres de pagar o imposto para evitar o alistamento militar.

“É uma preocupação clara porque [se as suas casas e propriedades forem vendidas], estas pessoas não terão para onde voltar“, disse Sara Kayyali, da Human Rights Watch, em declarações ao OZY.

Daniel Costa Daniel Costa, ZAP //

PARTILHAR

RESPONDER

No dia da Terra, os líderes mundiais juntaram-se para "passar à ação"

A Casa Branca organizou uma Cimeira de Líderes sobre o Clima, que decorre de forma virtual e durante dois dias. Começou esta quinta-feira, dia em que se comemora o Dia da Terra, e junta cerca …

Detido em Itália homem que terá fornecido arma ao autor do atentado de Nice em 2016

Um homem que teria fornecido uma arma ao autor do atentado com um caminhão na cidade francesa de Nice, em 14 de julho de 2016, foi detido na Itália, anunciaram na quarta-feira vários veículos de …

"Invisibilidade" do LGBTI nos Censos é alvo de críticas

A Associação ILGA Portugal - Intervenção Lésbica, Gay, Bissexual, Trans e Intersexo e o Bloco de Esquerda estão a criticar os Censos 2021 devido à ausência de perguntas relacionadas com identidade de género, o que …

Rússia vai dar início à retirada de tropas perto da fronteira com a Ucrânia

A Rússia anunciou que vai iniciar, esta sexta-feira, a retirada das suas tropas concentradas perto da fronteira com a Ucrânia e na Crimeia anexada, referindo que os exercícios foram concluídos. "As tropas demonstraram a sua capacidade …

KPMG desconhecia problemas no BESA que justificassem reserva às contas

A KPMG Portugal afirmou, numa carta enviada à comissão de inquérito do Novo Banco, que desconhecia factos no BES Angola que pudessem levar a uma opinião com reservas às contas do BES. A KPMG Portugal desconhecia …

Ferro Rodrigues está "perfeitamente de acordo" com Marcelo sobre enriquecimento ilícito

O presidente da Assembleia da República (AR) concorda com o Presidente quanto à urgência de melhorar a lei contra o enriquecimento ilícito e diz que isso pode ser feito sem pôr em causa princípios constitucionais. Numa …

Índia regista subida drástica de infeções e mortes. EUA com 200 milhões de vacinas tomadas

O número de novas infeções pelo coronavírus dispararam na Índia, com a falta de preparação do Governo e a forma como a pandemia tem sido gerida apontadas como causas para a subida dos casos e …

Técnicos de diagnóstico. Depois de mais uma coligação da oposição, Executivo avalia o que fazer

Depois de mais uma coligação da oposição, o Governo "está a avaliar" o que irá fazer em relação à aprovação das mudanças na carreira de Técnico Superior de Diagnóstico e Terapêutica.  De acordo com o semanário …

Diretor de Finanças de Lisboa está em substituição desde 2015. Já ultrapassa tempo de comissão de serviço

Fernando Lopes, a maior estrutura regional da Autoridade Tributária e Aduaneira (AT), é diretor da Direção de Finanças de Lisboa em regime de substituição desde março de 2015. Quando a então diretora regional, Helena Borges, foi …

Portugal regista mais quatro mortes e 636 novos casos de covid-19

Portugal registou, esta quinta-feira, mais quatro mortes e 636 novos casos de infeção pelo novo coronavírus, segundo o último boletim epidemiológico da Direção-Geral da Saúde (DGS). De acordo com o último boletim da DGS, dos 636 …