Cientistas reverteram principal sintoma da esquizofrenia em camundongos

Um medicamento que está atualmente a ser desenvolvido para tratar a leucemia reverteu (em camundongos) um sintoma de esquizofrenia anteriormente intratável: o enfraquecimento da memória de trabalho.

A memória de trabalho é um processo cerebral fundamental usado para reter e recuperar informações em tempo real como, por exemplo, quando temos de nos lembrar de um novo número de telefone durante o tempo suficiente de o marcarmos no telefone.

Esta é uma capacidade gravemente prejudicada em pessoas com esquizofrenia, alterando o seu raciocínio, perceção e tomada de decisões. Porém, segundo o Science Alert, cientistas da Universidade Columbia, nos Estados Unidos, pensam que, afinal, pode haver uma forma de tratar estes défices de memória associados à doença.

Usando camundongos, a equipa reverteu com sucesso uma mutação no gene SETD1A, que havia previamente associado a este distúrbio. No estudo agora publicado na revista científica Neuron, os autores escreveram que as mutações neste gene em particular “conferem um grande aumento no risco da doença”.

De acordo com o neurocientista Joseph Gogos, do Zuckerman Institute da universidade, isto mostra que “os danos causados pela mutação durante o desenvolvimento do cérebro não são irreversíveis”.

Embora os camundongos não tenham esquizofrenia, os animais com essa mutação genética mostraram sinais de défice de memória espacial, sendo, por exemplo, incapazes de andar num labirinto simples. Além disso, o córtex pré-frontal parecia muito diferente do dos ratos sem esta mutação, revelando neurónios muito mais curtos que parecem ter os seus ramos atrofiados.

Consertar estas células exigiria algum tipo de medicamento capaz de manipular o SETD1A. O problema é que esse medicamento não existia, por isso, a equipa descobriu que quando outro gene, chamado LSD1, era desligado, os efeitos nocivos do SETD1A desapareciam.

“Poucas semanas depois da administração de um inibidor do LSD1, a memória dos animais melhorou dramaticamente. E ainda mais impressionante foi aquilo que observámos no seu cérebro: os axónios cresceram em padrões semelhantes aos que vemos no cérebro de um animal saudável”, diz o neurocientista Jun Mukai, outro dos autores do estudo.

Melhor ainda, os cientistas dizem que esta droga estava a agir sobre os mecanismos subjacentes que controlam os défices de memória, em vez de apenas visar os sintomas.

“Encontramos uma prova definitiva de que não apenas [SETD1A] guia o desenvolvimento inicial, mas também suporta funções em andamento no cérebro adulto, como o crescimento axonal”, afirma o neurocientista e autor da pesquisa Enrico Cannavó.

A equipa espera agora usar estudos genéticos humanos para entender os mecanismos de doença em organismos modelo como o dos camundongos, para que possam identificar caminhos que levem a futuros medicamentos.

ZAP //

PARTILHAR

RESPONDER

Faca feita de fezes entre os vencedores deste ano dos prémios Ig Nobel

Uma faca feita com fezes congeladas e um jacaré a arrotar são alguns dos vencedores dos prémis Ig Nobel, que distinguem as invenções mais incomuns. Os prémios Ig Nobel – uma paródia dos prémios atribuídos pelas …

O hemisfério norte teve o verão mais quente de que há registo (e isso é um sinal de alerta para a Terra)

O hemisfério teve em 2020 o verão mais quente de que há registo. No geral, o Planeta Terra teve três dos meses mais quentes, e o mês de agosto foi o segundo mais quente que …

Há uma nova explicação para o naufrágio do Titanic: Uma fantástica Aurora Boreal

Todos conhecemos a história do Titanic. Também todos sabemos que o seu naufrágio aconteceu após o grande navio ter embatido num iceberg. Contudo, um investigador americano põe novas hipóteses em cima da mesa. E se …

Famalicão 1-5 Benfica | "Águia" faminta com nota artística

Após a desilusão de Salónica, que ditou um adeus precoce dos milhões da fase de grupos da Liga dos Campeões, o Benfica goleou na noite desta sexta-feira o Famalicão por 5-1, numa espécie de redenção. Neste …

O anonimato de Banksy teve um custo. Perdeu os direitos sobre uma das suas obras mais icónicas

O famoso artista de rua britânico Banksy perdeu uma longa batalha judicial pelos direitos autorais da obra "The Flower Thrower", contra a Full Colour Black, empresa que produz postais de felicitações. Banksy, o misterioso artista que, …

Reino Unido e Espanha aumentam restrições. Itália e Alemanha com quase dois mil casos

Madrid restringe movimentos de 850 mil pessoas, Itália regista um aumento dos casos de infeção nas últimas 24 horas, britânicos enfrentam novas restrições no país e Alemanha com dois mil novos casos de covid-19. A região …

Trump novamente acusado de assédio sexual. "Enfiou a língua na minha garganta", disse Amy Doris

O Presidente dos EUA, Donald Trump, foi acusado esta quinta-feira de agressão sexual por uma ex-modelo, num episódio que alegadamente terá ocorrido num torneio de ténis, em 1997. A ex-modelo Amy Dorris relatou ao jornal britânico …

Ventura pondera suspender mandato para se dedicar à campanha presidencial

O presidente do Chega afirmou hoje que o seu partido "está a analisar" no plano jurídico a questão da suspensão temporária do seu mandato de deputado para se dedicar às campanhas dos Açores e presidenciais. Em …

Schumacher está em estado vegetativo e dificilmente recupera, avisa neurologista

Um neurologista ouvido num documentário da RMC Sport diz que o ex-piloto de Fórmula 1 Michael Schumacher está em estado vegetativo e dificilmente recuperará. Já passaram quase sete anos desde que Michael Schumacher sofreu um acidente …

Processos com acórdãos a meias entre Rangel e Galante estão em risco

Durante dez anos, centenas de acórdãos do Tribunal da Relação de Lisboa foram feitos a meias entre Rui Rangel e Fátima Galante. Agora, esses processos estão em risco. A Procuradoria-Geral da República anunciou esta sexta-feira a …