Singapura é a inesperada vencedora da crise em Hong Kong

A instabilidade política está a levar uma crescente instabilidade económica em Hong Kong. Quem beneficia com isto é a Singapura, que surge como alternativa no mercado asiático.

Em Hong Kong, o duelo entre os manifestantes contra o Governo e a polícia duram já há meses e deixaram a cidade numa das piores crises em décadas. Contudo, entre o caos vivido, há um vencedor que ninguém (ou poucos) mencionam: a Singapura.

De acordo com o OZY, 22% das empresas com operações em Hong Kong admitiram estar a considerar mudar o capital para fora do país e 5% já tinham planos para fazê-lo. Ainda mais preocupante é o facto de 23% das empresas estarem a pensar abandonar o país, com nove em cada dez destas empresas a ponderar ir para a Singapura.

Ainda nenhuma grande empresa de Hong Kong se mudou operações para a Singapura, talvez por medo da ira chinesa. No entanto, já que as empresas não se mudam, são os trabalhadores que o estão a fazer. Com medo da falta de segurança que sente no país, os candidatos estão a preferir a Singapura devido à sua maior estabilidade económica.

“Todos temos um plano de continuação de negócios no caso de acontecer um tufão. Agora, devemos considerar ‘e se o gás lacrimogéneo entrar num escritório?‘”, disse Neal Beatty, parceiro na empresa de consultoria de risco Control Risks.

Além da estabilidade económica, a Singapura também se destaca pela sua estabilidade política. Em 60 anos, a cidade-estado foi sempre governada pelo mesmo partido e apenas teve três primeiros-ministros. Sem falar que é um dos países onde é mais fácil e apelativo ter um negócio, com as empresas a terem benefícios fiscais nos primeiros cinco anos.

Todas estas características positivas e a situação decadente e instável em Hong Kong, fazem com que a Singapura surja como uma alternativa viável para os empresários.

Por outro lado, a ligação única entre Hong Kong e China — uma das maiores economias do mundo — é o fio que ainda vai segurando muitas empresas. Hong Kong funciona quase como um intermediário para o investimento internacional no mercado de ações chinês.

Além disso, o mercado de capitais de Hong Kong de quase 4 biliões de dólares é bastante superior aos 665 mil milhões de Singapura. A cidade-estado ainda tentou promover algumas medidas de incentivo, mas sem o sucesso esperado.

Apesar das limitações evidentes em comparação com Hong Kong, a Singapura vai aproveitando e beneficiando do estado caótico vivido em Hong Kong.

ZAP //

PARTILHAR

RESPONDER

Bloco apoia travão ao desconfinamento na região de Lisboa

O Bloco de Esquerda apoiou o adiamento do levantamento de restrições impostas pela pandemia na região de Lisboa e Vale do Tejo, destacando que é importante aumentar a vigilância nas empresas de construção e trabalho …

Descoberto "cemitério" de mamutes nos arredores da Cidade do México

Investigadores descobriram um "cemitério" com cerca de 60 mamutes nos arredores da Cidade do México, avança o Instituto Nacional de Antropologia e História (INAH) do país. De acordo com o site Live Science, a descoberta aconteceu, …

David Luiz confirma rumores. Regresso "vai acontecer se o presidente permitir e os adeptos quiserem"

David Luiz confirmou este sábado os rumores que davam conta que o Benfica e o jogador estavam a negociar um eventual regresso do brasileiro à Luz. Em entrevista ao desportivo Record, David Luiz confirmou a …

Cães treinados para proteger animais selvagens salvam 45 rinocerontes

Há inúmeras razões que explicam o motivo pelo qual os cães são conhecidos como o melhor amigo do Homem. Além de leais e inteligentes, dão sempre o corpo às balas, mesmo nos piores momentos. Quarenta e …

Fez-se história. Foguetão da SpaceX lançado com sucesso rumo à EEI

O primeiro foguetão concebido e construído por uma empresa privada, a SpaceX, de Elon Musk, levando a bordo dois astronautas foi lançado este sábado na presença do Presidente do Estados Unidos, Donald Trump. O lançamento decorreu …

"A Rússia não permitirá a privatização da Lua", avisa Roscosmos

A Rússia não permitirá a privatização da Lua, independentemente de quem avance a iniciativa, avisou o chefe da agência espacial russa (Roscosmos), Dmitri Rogozin, em entrevista ao jornal Komsomólskaya Pravda. "Não permitiremos que ninguém privatize a …

Plataforma flutuante extrai energia das ondas, do vento e do Sol

A empresa alemã Sinn Power criou uma plataforma marítima flutuante capaz de gerar energia renovável a partir de ondas, vento e energia solar. A plataforma híbrida combina turbinas eólicas, painéis solares e coletores de energia das …

Balneários proibidos e 3 metros de distância. As regras da DGS para a prática de exercício físico

A Direção-Geral da Saúde (DGS) recomenda uma distância mínima de três metros entre pessoas que pratiquem exercício físico, no âmbito das medidas de prevenção da pandemia de covid-19. A orientação, intitulada “Procedimentos de Prevenção e Controlo …

Astronautas da NASA já se preparam para voo histórico a bordo do foguetão da Space X

Dois astronautas da NASA já estão a equipar-se para o lançamento histórico de um foguetão concebido e construído pela empresa SpaceX, de Elon Musk, apesar de as previsões meteorológicas indicarem mais tempestades. Com o voo já …

Há dez anos, Portugal adotou a lei que permitiu o casamento entre pessoas do mesmo sexo

Portugal adotou há 10 anos a lei que permitiu o casamento entre pessoas do mesmo sexo, após um debate fraturante que remeteu para mais tarde a adoção de crianças por estes casais, possível apenas desde …