Sindicato acusa Pingo Doce de estar a esconder casos de covid-19. “Totalmente falso”, alega a empresa

1

Pingo Doce

O Sindicato dos Trabalhadores do Comércio, Escritórios e Serviços de Portugal diz que o Pingo Doce “tem sido um foco de contágio enorme” e acusa a empresa de estar a esconder o facto de existirem, alegadamente, casos de covid-19 “dentro das lojas”. “Totalmente falso”, argumenta o Pingo Doce.

O dirigente do Sindicato dos Trabalhadores do Comércio, Escritórios e Serviços de Portugal, Orlando Gonçalves, acusa o Pingo Doce de estar a tentar “calar os trabalhadores”, obrigando-os a “assinarem documentos a dizer que não podem informar que existem casos de contágio dentro das lojas”, conforme declarações à TSF.

“O Pingo Doce tem sido um foco de contágio enorme“, refere ainda o dirigente sindical, citando alegados casos registados nas lojas do Pingo Doce de Telheiras, da Avenida Duque de Ávila, em Lisboa, e do centro comercial Babilónia.

“Há muitos casos que têm ocorrido no Pingo Doce e nada acontece nas lojas”, acusa ainda o líder sindical.

A directora de Recursos Humanos do Pingo Doce, Margarida Manaia, assegura que “é totalmente falso“. “Não há nenhum documento [que esteja a ser assinado para manter o silêncio sobre casos dentro das lojas]”, assegura na TSF.

“As declarações são de uma irresponsabilidade e de uma falsidade que nos indignam”, diz ainda Margarida Manaia, acusando o Sindicato de estar a espalhar “uma mentira”.

“O Pingo Doce tem feito tudo o que está ao seu alcance” para zelar pela saúde dos trabalhadores, com “a disponibilização de equipas médicas” e de “mais de 4 mil testes” já realizados, sustenta a responsável do Pingo Doce.

Mas o Sindicato está também preocupado com a empresa de logística e correio DHL, notando que “desde sexta-feira que se dão 30 casos” e que, “infelizmente”, nem todas as medidas recomendadas estão a ser implementadas.

“Achamos muito estranho que ainda anteontem ouvimos o caso de uma escola em que foi dado a conhecer que havia um caso positivo e que fechou. Não compreendemos que, nestes locais, que pertencem às empresas de grande distribuição não haja encerramento sequer de uma única loja para desinfecção e que não sejam mandados os trabalhadores para quarentena”, destaca ainda o líder sindical.

  ZAP //

1 Comment

  1. As noticias dadas pelo Sindicato não correspondem em nada com a verdade.
    Nenhum documento foi dado a qualquer colaborador do Pingo Doce para assinarem em relação à não divulgação do que se passava nas lojas com o covid-19.
    A Empresa fez e continua a fazer de tudo para que os colaboradores e clientes estejam em segurança e protegidos.
    Foi uma das primeiras a mandar as equipas para casa por cores. Fez e faz com frequência testes nas lojas, mal um caso é detetado é acionado todo um programa para que esse colaborador fique em isolamento sem perda monetária
    Muito cuidado quando se vem incutir informações falsas só para destabilizar e criar conflito.

Deixe o seu comentário

Your email address will not be published.

PUBLICIDADE
PUBLICIDADE