Descobertos na Sibéria vestígios do Evento de Tunguska, um dos maiores impactos na Terra

Um grupo de investigadores russos que investigam o fenómeno de Tunguska de 1908, o maior impacto terrestre registado na história moderna, descobriu camadas em sedimentos locais que podem conter substâncias de origem extraterrestre.

A 30 de junho de 1908, um objeto magmático voou milhares de quilómetros sobre a Sibéria antes de explodir nas proximidades do rio Tunguska Podkámennaya. A origem desse fenómeno ainda é um assunto debatido pelos cientistas. As principais hipóteses sugerem que foi a queda de um meteorito ou a explosão de outro objeto espacial na atmosfera da Terra.

Uma equipa de físicos, geólogos e biólogos investigou os sedimentos no fundo do lago Zapovédnoye, encontrando os vestígios da catástrofe, trazidos pelas águas da enchente e pelo rio Lakura da região.

“[O lago] é profundo e os sedimentos sedimentares acumulados não se misturam, mas assentam e preservam as informações dos últimos anos, incluindo a história incessante de mudanças climáticas e eventos catastróficos”, explicou Artur Méidus, vice-diretor científico da reserva estadual de Tunguska, em comunicado.

De acordo com o investigador, os sedimentos datados entre 1908 e 1910 contêm indicações de incêndios e emissões na atmosfera de partículas – que podem ser de origem terrestre e extraterrestre – que acompanharam o evento de Tunguska.

Nesta partículas, encontra-se uma camada leve claramente dividida com uma cor mais clara, que possui maior concentração de potássio, titânio, rubídio, ítrio e zircónio, o que permite aos cientistas associá-la às consequências que ocorreram após o que aconteceu em Tunguska.

O próximo passo será a busca precisa de micropartículas de origem espacial nos sedimentos datados pelo radiocarbono. No processo, a técnica de fluorescência de raios X e a radiação sincrotão serão aplicadas para identificar os elementos e medir as suas concentrações até milionésimos de uma percentagem.

A explosão do evento de Tunguska, ouvida a mais de mil quilómetros de distância, teve uma potência equivalente ao surgimento de uma bomba termonuclear e destruiu mais de 2.000 quilómetros quadrados de floresta. Nos dias seguintes, foram vistos vários fenómenos estranhos no céu da Europa, como nuvens prateadas e brilhantes, pôr do sol colorido e um brilho incomum à noite.

Na época, os jornais russos relataram um impacto meteorológico, enquanto outros jornais estrangeiros sugeriram vários cenários, desde uma erupção vulcânica até uma intervenção de um OVNI. Devido à turbulência política que ocorreu nos anos seguintes na Rússia, os estudos sobre a explosão de Tunguska demoraram duas décadas a começar.

ZAP //

 

PARTILHAR

RESPONDER

Facebook promete investir 90 milhões para apoiar o jornalismo

A rede social Facebook prometeu esta segunda-feira investir 100 milhões de dólares (90 milhões de euros) na indústria do jornalismo. “O setor das notícias está a trabalhar sob condições extraordinárias para manter as pessoas informadas durante …

Covid-19 já faz estragos na indústria espacial. Concorrente da Space X declara falência

A empresa de satélites OneWeb, que tinha como objetivo ligar os lugares mais remotos do mundo à Internet, declarou esta sexta-feira falência depois de ter perdido um importante investidor por causa da pandemia de covid-19. …

CR7, Bernardo, Mourinho, Lage e mais 22 personalidades do futebol doaram 150 mil máscaras ao Hospital de Santo António

O agente Jorge Mendes juntou 26 personalidade do futebol, que vão desde jogadores, treinador e amigos, com o objetivo de dotar unidades hospitalares com materiais para combater a Covid-19. A iniciativa, que contou com a …

Italiana de 102 anos recuperou da covid-19. "Chamamos-lhe imortal"

Uma italiana, de 102 anos, recuperou da covid-19, depois de ter passado mais de 20 dias no hospital. Os médicos que a acompanharam vão agora estudar o seu caso. "Chamamos-lhe Highlander, a imortal", contou à CNN …

China já lucra com a Covid-19 (mas se a economia não engrenar depressa, pode nascer uma tempestade)

A China já está em fase de recuperação da Covid-19 e a economia do país dá sinais de vida, embora ainda longe dos patamares pré-pandemia. E o facto de o contágio continuar a alastrar por …

Cientistas de todo o mundo trabalham em 20 vacinas e 30 potenciais medicamentos

Cientistas em todo o mundo estão a trabalhar num total de 20 vacinas e 30 possíveis medicamentos contra o Covid-19, alguns dos quais já estão na última fase de testes antes da aprovação definitiva. De acordo …

Há uma vila na Lombardia sem infetados por Covid-19

Em Ferrera Erbognone, uma vila da Lombardia com mil habitantes e uma média de idades de 60 anos, ainda não se registaram casos de Covid-19, embora esteja no epicentro do surto em Itália. De acordo com …

Rei da Tailândia isola-se em hotel de luxo na Alemanha com 20 mulheres e vários servos

O rei da Tailândia, Maha Vajiralongkorn, decidiu isolar-se num hotel de luxo na cidade de Garmisch-Partenkirchen, na Alemanha, com a sua comitiva, que inclui um "harém" de 20 mulheres e vários servos. De acordo com o …

Rendas podem ser suspensas durante estado de emergência e mês seguinte

Empresas e famílias vão poder suspender o pagamento da renda nos meses em que vigore o estado de emergência e mês subsequente, de acordo com a proposta que cria um regime excecional de proteção aos …

Mais 11 pessoas detidas por desobediência. Número total sobe para 81

A PSP e a GNR detiveram até esta segunda-feira 81 pessoas pelo crime de desobediência no âmbito do estado de emergência iniciado dia 22 e decretado devido à pandemia de covid-19, anunciou o Ministério da …