Software de plágio apanhou Shakespeare a “roubar” textos para 11 peças

RafkinsWarning / DeviantArt

William Shakespeare

William Shakespeare

Um software de plágio descobriu que William Shakespeare “roubou” muitas palavras de um livro pouco conhecido, escrito no final de 1500 por George North.

Como todo o artista bem-sucedido, William Shakespeare era uma potência criativa que utilizava diversas referências nos seus trabalhos. É conhecido, por exemplo, que o escritor se inspirou nos escritos de Plutarco e de autores italianos contemporâneos para criar as tramas das suas peças.

Agora, há evidências de uma nova fonte da qual Shakespeare bebeu: “A Brief Discourse of Rebellion and Rebels”, um livro escrito no final de 1500 por George North, uma figura presente na corte da Rainha Elizabeth. A descoberta foi feita, surpreendentemente, através de um software de deteção de plágio.

O escritor Dennis McCarthy, pesquisador da história da língua inglesa, tomou conhecimento do livro de North através de um catálogo de leilões. O anúncio sugeria que seria interessante compará-lo com a obra de Shakespeare.

McCarthy e a professora de inglês June Schlueter decidiram digitalizar o texto do autor pouco conhecido, comparando-o com peças de Shakespeare através do software de código aberto WCopyfind, muito utilizado por professores para verificar se os alunos estão a plagiar artigos académicos.

Ao que tudo indica, Shakespeare leu “A Brief Discourse of Rebellion and Rebels” e achou a escrita tão brilhante que decidiu copiá-la, muitas vezes diretamente, nas suas peças. A dupla de pesquisadores descobriu que 11 obras de Shakespeare possuem inspirações tiradas do livro de North.

No seu livro, North incentiva aqueles que se veem como feios a se esforçarem para serem interiormente bonitos, a fim de desafiar a natureza. O escritor usa uma sucessão de palavras para fazer o seu argumento, incluindo “proporção”, “vidro”, “recurso”, “justo”, “deformado”, “mundo”, “sombra” e “natureza”.

No solilóquio de abertura da peça shakespeariana “Ricardo III”, o tirano corcunda usa as mesmas palavras, praticamente na mesma ordem, para chegar à conclusão oposta: que, uma vez que ele é exteriormente feio, agirá como o vilão que parece ser.

William Shakespeare não só usa as mesmas palavras, como também as cenas sobre temas semelhantes, utilizando os mesmos personagens históricos. Numa outra passagem do livro, North usa seis termos sobre cães para argumentar que, assim como os cães existem numa hierarquia natural, os humanos também.

“As pessoas não percebem quão raras essas palavras realmente são“, disse McCarthy.

PARTILHAR

RESPONDER

Panamá. Sete corpos encontrados em vala comum em área indígena controlada por seita religiosa

Os corpos de sete pessoas foram encontrados na quinta-feira numa vala comum numa área indígena do Panamá controlada por uma seita religiosa, entre eles o de uma grávida e cinco dos seus filhos. Outras 15 …

Deixar de dar aulas com mais de 60 anos só no pré-escolar e 1.º ciclo

A possibilidade de os professores com mais de 60 anos deixarem de dar aulas para "desempenhar outras atividades", prevista no Orçamento do Estado de 2020, será apenas aplicada ao pré-escolar e 1.º ciclo, esclareceu o …

Aumento extra de dez euros pode beneficiar 1,6 milhões de pensionistas

O aumento extra de dez euros nas reformas até 658,2 euros, confirmado esta quinta-feira pelo secretário de Estado dos Assuntos Parlamentares, pode vir a beneficiar cerca de 1,6 milhões de pensionistas. A estimativa é avançada …

Rui Pinto vai a julgamento por 93 crimes

A juíza do Tribunal de Instrução Criminal de Lisboa decidiu que Rui Pinto vai ser julgado por 93 crimes, e não 147 como estava acusado. O Tribunal de Instrução Criminal de Lisboa decidiu esta sexta-feira levar …

Um "palhaço" que vai apunhalar os iranianos nas costas. Líder supremo do Irão arrasa Trump

O líder supremo do Irão classificou esta sexta-feira o Presidente dos Estados Unidos, Donald Trump, como "um palhaço" que finge querer ajudar os iranianos, mas vai atacá-los pelas costas com "um punhal envenenado". As declarações do …

"Lava que se farta". Justiça dá razão a Ana Gomes no processo movido por Isabel dos Santos

A ex-eurodeputada Ana Gomes venceu um dos processos que foi movido contra ela por Isabel dos Santos. Em causa estão publicações no Twitter, onde a diplomata acusava a empresária angolana de estar a usar Portugal …

Secretário da Cultura brasileiro vai ser demitido depois de se inspirar em discurso nazi de Goebbels

Roberto Alvim, secretário da Cultura brasileiro, fez um discurso esta quinta-feira copiando um discurso muito conhecido do ministro da propaganda de Adolf Hitler, Joseph Goebbels. O secretário da Cultura do Brasil, Roberto Alvim, divulgou um vídeo …

Presidente da Guatemala anuncia corte de relações com Venezuela

O novo Presidente da Guatemala, Alejandro Giammattei, anunciou na quinta-feira que ordenou o corte de relações com a Venezuela e o encerramento da embaixada neste país. Alejandro Giammattei, médico e ex-diretor do Sistema Penitenciário da Guatemala, …

Bolsonaro vai manter secretário acusado de irregularidades no Governo

O Presidente brasileiro, Jair Bolsonaro, defendeu hoje o titular da Secretaria Especial da Comunicação Social (Secom, órgão da Presidência), Fabio Wajngarten, acusado de alegadas irregularidades em contratos, garantindo que o manterá no cargo. “Pelo que eu …

FC Porto empresta Waris ao Estrasburgo com opção de compra obrigatória

O avançado ganês foi emprestado pelo FC Porto ao Estrasburgo até ao final da temporada, num negócio que inclui uma cláusula de opção de compra obrigatória. No final do empréstimo, o Estrasburgo fica obrigado a contratar …