Serão os cientistas capazes de prever evolução?

igc.gulbenkian.pt

Isabel Gordo, investigadora em Biologia Evolucionária do Instituto Gulbenkian de Ciência

Isabel Gordo, investigadora em Biologia Evolucionária do Instituto Gulbenkian de Ciência

Será possível prever a evolução do vírus da gripe? Ou de que forma as bactérias desenvolvem resistência a antibióticos tão rapidamente? Ou mesmo como as células cancerígenas se propagam dentro de um ser humano?

Estes são alguns dos principais temas de discussão que reúnem cientistas de renome de todo o mundo na conferência científica Forecasting Evolution?, que vai ter lugar na Fundação Calouste Gulbenkian entre 8 e 11 de Julho.

Embora a biologia evolutiva seja considerada uma ciência histórica, debruçando-se essencialmente na reconstrução de eventos passados, cada vez mais o seu foco de estudo tem dado lugar à previsão de eventos futuros.

Até agora, prever a evolução não era um tópico de interesse para os cientistas. Dada a complexidade de factores que podem influenciar este processo, prever de que forma será a vida na Terra daqui a milhões de anos, parece completamente irrealista.

No entanto, experiências realizadas em diferentes organismos, tanto em laboratório como na natureza, parecem indicar que talvez seja possível prever a evolução a curto prazo. E isto poderia trazer bastantes benefícios para a saúde humana.

Fazer previsões sobre as futuras épocas de gripe facilitaria a escolha das vacinas mais apropriadas. As bactérias resistentes a antibióticos são também cada vez mais motivo de preocupação.

E prever a evolução de micróbios em resposta ao uso de antibióticos iria ajudar na tomada de decisões informadas sobre o uso de antibióticos.

Antever de que forma o vírus do HIV pode evoluir ou prever as alterações genéticas que ocorrem durante o desenvolvimento de tumores seria extremamente útil no planeamento de tratamentos de forma a proteger-nos de eventos indesejados.

A verdade é que fazer previsões sobre estas ameaças à saúde humana poderia ajudar a salvar vidas.

Isabel Gordo, investigadora principal no Instituto Gulbenkian de Ciência e uma das organizadoras da conferência, diz que “as experiências que nós e outros laboratórios temos vindo a desenvolver revelam uma notável reprodutibilidade dos alvos genéticos que sofrem alterações evolutivas quando os micróbios se adaptam a ambientes específicos dentro do nosso corpo”.

“Parece que, de certa forma, os micróbios nos estão a dizer que podemos prever a sua evolução a curto prazo”, acrescenta a cientista.

Serão os cientistas capazes de prever a evolução?

Ciência Hoje

PARTILHAR

RESPONDER

Maior expedição científica de sempre ao Ártico parte hoje da Noruega

A maior expedição científica de sempre ao Ártico parte hoje para estudar durante um ano os efeitos visíveis das alterações climáticas no Pólo Norte. O quebra-gelo Polarstern, do instituto Alfred-Wegener, de Bremerhaven, na Alemanha, partirá do …

Asteróide "sorrateiro" pregou um susto à NASA e quase colidiu com a Terra em julho

Em finais de julho, um asteróide do tamanho de um campo de futebol pregou um susto à NASA quando passou a apenas 65.0175 quilómetros da Terra. Foi a maior rocha espacial a passar tão perto …

Vem aí o Dia 0. A Austrália vai ficar sem água (e pode não ser a única)

O Dia 0 está a chegar e a Austrália está prestes a ficar sem água. Os cientistas dizem que este é um aviso para todas as outras regiões em redor do mundo. Este dia vai marcar …

Mujahid é a misteriosa figura por detrás da propaganda talibã (mas pode nem ser real)

Zabihullah Mujahid pode não ser um nome reconhecido pelas pessoas, mas a verdade é que tudo aquilo que ele diz é escutado atentamente por todo o mundo. Mujahid é o porta-voz dos talibãs há 12 anos …

O rapper, a mulher adúltera, a caçadeira e a PIDE feminista. Polémica com videoclip de Valete

Numa altura em que continuam a contar-se as mulheres que morrem vítimas de violência doméstica, o último videoclip de Valete, um dos rappers mais reconhecidos do país, está a causar polémica. Há quem considere que faz …

Milhares de milhões de pássaros desapareceram dos EUA

Um quarto de todos os pássaros dos EUA desapareceram desde 1970, segundo uma pesquisa publicada esta quinta-feira na revista Science, que dá conta de uma perda de biodiversidade contabilizada em 30% da população total de …

Cruzeiro "exclusivamente para britânicos" levanta polémica

Uma brochura que prometia viagens de cruzeiro exclusivas para britânicos levou várias pessoas a queixarem-se da Saga, uma empresa especializada em serviços para clientes com mais de 50 anos. A empresa já remeteu as culpas …

Começou à "invasão" da Área 51. Já há detidos e até um festival

Pelo menos 75 pessoas já chegaram à Área 51, uma base militar secreta dos Estados Unidos, em resposta a um evento criado no Facebook. Milhão e meio de pessoas combinaram invadir esta sexta-feira esta zona misteriosa …

Guantánamo é a prisão mais cara do mundo: 13 milhões de dólares por prisioneiro

Guantánamo é a prisão mais cara do mundo. Para manter as instalações a funcionar, cada prisioneiro custa 13 milhões de dólares ao Estado norte-americano. A prisão de segurança máxima de ADX Florence, em Colorado, nos Estados …

Gabriela foi morta pelo ex-marido e os colegas convocaram uma vigília por ela

Gabriela Monteiro, de 46 anos, foi morta pelo seu ex-marido, junto ao Tribunal de Braga. O Theatro Circo, onde trabalhava há uma década, convocou uma vigília por ela. O homem esfaqueou a mulher no peito e pescoço …