Sequestrador de autocarro no Rio de Janeiro estava em surto psicótico

O jovem de 20 anos que foi morto na terça-feira após sequestrar 37 pessoas num autocarro no Estado brasileiro do Rio de Janeiro estava em “surto psicótico”, segundo a psicóloga que acompanhou a missão no local.

A informação foi transmitida à Agência Brasil pelo comandante do Batalhão de Operações Especiais da Polícia Militar (Bope), tenente-coronel Maurílio Nunes, responsável pela operação, segundo noticiou a agência Lusa esta quarta-feria.

De acordo com o militar, as negociações por telefone com o sequestrador não avançaram, tendo a psicóloga presente no local identificado no jovem um perfil psicótico, o que, segundo o tenente-coronel, levou a polícia a iniciar uma “negociação tática” que culminou nos disparos fatais.

“Ele [o sequestrador] alegou que se iria atirar da ponte, estava difícil manter a negociação. Ele saiu do autocarro e apontou a arma a uma vítima. Sempre tomámos por princípio de que a arma era real. O autocarro tinha garrafas com gasolina penduradas e ele tinha um isqueiro, então a ameaça era real. A negociação passou para tática, comandada por mim”, acrescentou Maurílio Nunes, citado pela agência brasileira.

O sequestro dos passageiros de um autocarro na ponte que liga a cidade brasileira do Rio de Janeiro e Niterói começou pelas 06:00 locais (10:00 em Lisboa) e terminou cerca das 09:00 locais (13:00 em Lisboa) com a morte do suspeito, informou a Polícia Militar.

As autoridades confirmaram que o suspeito saiu do autocarro e foi baleado às 09:04 locais, por atiradores de elite. Chegou a ser assistido, sem sucesso, por médicos no local.

Durante as três horas de negociações, o coronel Mauro Fliess, porta-voz da Polícia Militar, informou que, além de uma arma de fogo, o autor do crime possuía uma arma de choque e um recipiente com gasolina. Após o fim do sequestro, as autoridades disseram que o suspeito usou uma arma de brincar.

Ainda não há informações detalhadas sobre a motivação do sequestrador, mas as autoridades disseram que todos os ocupantes do veículo, incluindo o motorista, foram resgatados sem ferimentos.

A Polícia Civil investiga agora se o jovem teve ajuda de alguém no planeamento ou execução do sequestro.

O governador do Rio de Janeiro, Wilson Witzel, considerou um sucesso a operação que culminou na morte do sequestrador. “Tivemos de usar atiradores de elite para neutralizar um homem que ameaçava dezenas de vidas. Eu estive no local, subi ao autocarro e vi que havia um cheiro forte de gasolina”.

E acrescentou, em conferência de imprensa: “Durante a negociação ele demonstrou uma perturbação mental e disse que queria parar o Estado. Vamos ouvir os reféns e familiares para entender o que o levou a praticar este ato”.

TP, ZAP //

PARTILHAR

RESPONDER

"Evento raro". Nasceu uma baleia-branca no maior aquário do mundo (e o momento foi gravado)

Whisper, uma baleia-branca de 20 anos, deu à luz uma cria saudável em 17 de maio após uma gravidez de 15 meses, marcando a chegada do mais novo cetáceo do Georgia Aquarium, numa altura em …

Telemóveis são uma ferramenta poderosa contra a desigualdade de género em África

Ao dar às mulheres acesso a informação que, de outra forma, era quase impossível de obter, os telemóveis estão a salvar e a transformar vidas. De acordo com o site IFLScience, o estudo responsável por esta …

Desde março, morreram mais de 100 elefantes no Botsuana. Ninguém sabe porquê

As autoridades do Botsuana estão a investigar a morte de 110 elefantes na região do Delta do Okavango desde março, anunciou esta semana o Ministério do Meio Ambiente, Conservação de Recursos Naturais e Turismo daquele …

Um robô aprendeu a fazer uma omelete. E ficou melhor do que o esperado

Uma equipa de engenheiros da Universidade de Cambridge, no Reino Unido, treinou um robô a preparar uma omelete. Para os investigadores, avaliar se um robô cozinhou uma refeição com sucesso é uma fonte interessante de …

Covid-19 já matou mais no Reino Unido do que os bombardeamentos alemães da II Guerra

A pandemia de covid-19 já matou mais pessoas no Reino Unido do que os bombardeamentos alemães durante a II Guerra Mundial. O novo coronavírus oriundo da China já matou cerca de 50.000 pessoas em território …

Estudo mostra que os cães querem mesmo resgatar os seus donos do perigo

Um novo estudo mostra que os nossos amigos de quatro patas querem realmente salvar-nos em momentos de aflição, mas desde que saibam como o fazer. De acordo com o site Science Alert, os investigadores reuniram 60 cães …

Derek Chauvin foi detido, mas os precedentes mostram que o polícia pode sair impune

Derek Chauvin, o polícia responsável pela morte de George Floyd, foi detido e aguarda a sua primeira audiência. No entanto, há precedentes que sugerem que o agente pode sair impune. Derek Chauvin tem a sua primeira …

Cientistas encontram dois fragmentos do meteorito de Barcelona

Cientistas espanhóis encontraram dois pequenos fragmentos do chamado meteorito de Barcelona, que caiu, há mais de 300 anos, no dia de Natal. No dia 25 de dezembro de 1704, um meteorito rasgou os céus e caiu …

"Pressionaram-me para o denunciar". Higuita recorda amizade com Escobar

A relação de amizade entre René Higuita e Pablo Escobar levou a que o ex-futebolista fosse seguido pelas autoridades. A polícia chegou a pressioná-lo para denunciar Escobar. O antigo internacional colombiano René Higuita é provavelmente uma …

George Floyd. Portugal junta-se às manifestações mundiais contra o racismo

Cinco cidades portuguesas juntam-se hoje à campanha de solidariedade mundial contra o racismo, associando-se à luta pela dignidade humana na sequência da morte, a 25 de maio, do afro-americano George Floyd, sob custódia da polícia …