“Sem paralelo em qualquer outra experiência externa”. Marcelo elogia reuniões no Infarmed

ppdpsd / Flickr

O Presidente da República, Marcelo Rebelo de Sousa

O Presidente da República, Marcelo Rebelo de Sousa, considera que as reuniões do Infarmed, que juntam especialistas, líderes políticos e parceiros sociais, são realizadas “num quadro político e institucional sem paralelo em qualquer outra experiência externa”.

Numa entrevista que simbolicamente concedeu à publicação Infarmed Notícias, disponível esta terça-feira no site da Autoridade Nacional do Medicamento, a propósito da passagem de um ano sobre as “reuniões no Infarmed”, dia 24 de março, Marcelo Rebelo de Sousa salientou a importância destes encontros, onde é debatida a situação epidemiológica da pandemia de covid-19 em Portugal.

“Estas reuniões tiveram, e ainda têm, a mais-valia de concitar saberes e leituras de especialistas de variadas áreas, num mesmo momento de exposição e reflexão”, e de reunir o Chefe de Estado, o presidente da Assembleia da República, primeiro-ministro e mais governantes, líderes partidários e parlamentares e parceiros económicos e sociais, “num quadro político e institucional sem paralelo em qualquer outra experiência externa”, salienta.

Para o Chefe de Estado, as reuniões que se realizam na sede do Infarmed, em Lisboa, constituem “um momento privilegiado (…) com oportunidade de se colocarem e esclarecerem dúvidas, e que por certo contribuí para tomada de decisões coletivas muito relevantes”.

Destacou também o papel da Autoridade Nacional do Medicamento, afirmando que “tudo fez para poder dar resposta a exigências trazidas pela pandemia, com necessidade de certificar novos dispositivos médicos e medicamentos em prazos breves, tendo-o feito sem questionar a qualidade do trabalho que desenvolve”.

Na entrevista, o Presidente da República fala de todos os que têm estado envolvidos na luta contra a covid-19, nomeadamente dos profissionais de saúde, da comunidade científica e das instituições.

“Por inúmeras vezes (…) Portugal já demonstrou que o rigor e qualidade do trabalho desenvolvido pelas nossas instituições e pelos nossos cientistas não só em nada é inferior aos demais países, como, com frequência crescente, tem enorme prestígio internacional”, salienta.

Enalteceu ainda o trabalho desenvolvido pelos diferentes profissionais de saúde, que diz ser “motivo de grande orgulho”. “Perante um momento de tamanha adversidade conseguiram ser resilientes, reorganizarem-se para prestarem os melhores cuidados de saúde a cada um dos cidadãos, atingidos ou não com covid-19 (…). Numa palavra, o SNS foi, uma vez mais, crucial”, sustenta.

Sobre o processo de vacinação, diz que decorre com “a flexibilidade compatível” com a falta de vacinas, esperando que, “num futuro breve” esta limitação seja ultrapassada. “Numa palavra, contra ventos e marés, chegaremos à meta definida, tão essencial para a vida e a saúde, e para os desafios económicos e sociais a todos nós”, remata.

Desafiado a deixar uma mensagem aos portugueses para que Portugal encontre o caminho que trilhava antes da epidemia, Marcelo defende que “é desejável” que todos tenham a noção de que, “mesmo quando a situação se alterar”, o contributo de cada um terá que ser outro.

“A todos irá ser pedido que se pense e atue de modo diferente, que nos adaptemos à nova realidade, mas que tenhamos esperança, e, mais do que isso, confiança na construção do nosso futuro”, salienta.

À pergunta “se pudesse escolher a sua maior ambição para a caminhada que agora recomeçou”, afirmou: “Que Portugal se mantenha na rota da democracia, e seja mais ambicioso perante os desafios de ser menos desigual, mais coeso, mais justo, e, para isso, mais competitivo, mais forte economicamente, e, portanto, mais resiliente e preparado para as adversidades com que se defrontará”.

// Lusa

 

PARTILHAR

RESPONDER

Chinesa morre após salvar a filha de deslizamento de terra. Bebé esteve 24 horas nos escombros

Uma mulher morreu após salvar o seu bebé quando um deslizamento de terra e uma forte inundação atingiram a sua casa na China, revelam as equipas de resgate. Como noticia a BBC, a bebé foi resgatada …

Caso Ihor. IGAI pede expulsão do ex-diretor de fronteiras do SEF

A Inspeção-Geral da Administração Interna (IGAI) já entregou ao ministro Eduardo Cabrita o relatório final do processo disciplinar contra o inspetor coordenador do Serviço de Estrangeiros e Fronteiras (SEF) António Sérgio Henriques, que propõe a …

Chuvas torrenciais fazem mais de uma centena de mortos na Índia

Pelo menos 136 pessoas morreram na Índia, em consequência de chuvas torrenciais que assolaram o país e causaram fortes enchentes e deslizamentos de terra, enterrando casas e submergindo ruas. Numa altura em que as alterações climáticas …

China inaugurou o comboio mais rápido do mundo

O comboio-bala maglev, que pode atingir uma velocidade de 600 quilómetros por hora, fez a sua estreia em Qingdao, na China, esta semana. Tal como conta a cadeia televisiva CNN, este comboio-bala maglev foi desenvolvido pela …

Quatro portugueses detidos em Espanha por alegada violação de duas mulheres

A polícia espanhola anunciou, este sábado, ter detido quatro cidadãos portugueses por suposta violação múltipla e abusos sexuais a duas mulheres de 22 e 23 anos, numa pensão em Gijón, no norte do país. Segundo a …

Stonehenge pode perder estatuto de património mundial da UNESCO

Depois de Liverpool, também Stonehenge pode perder o estatuto de património mundial da UNESCO. O aviso surge após o secretário dos transportes, Grant Shapps, ter dado luz verde aos planos de construção de um túnel …

Mais 20 mortes e 3396 casos de covid-19. Não havia tantos óbitos desde março

Portugal registou, este sábado, mais 20 mortes e 3396 casos de infeção pelo novo coronavírus, segundo o último boletim epidemiológico da Direção-Geral da Saúde (DGS). De acordo com o último boletim da DGS, dos 3396 novos …

"Integral confiança". Chega segura militantes acusados de agredir homossexual

O Chega anunciou, esta sexta-feira, que mantém "integral confiança" nos candidatos e estruturas local e distrital de Viseu, referindo que só se pronunciará sobre alegadas agressões de motivação homofóbica naquela cidade depois de apurados os …

Há dezenas de autarcas envolvidos em processos sem fim à vista

Dezenas de autarcas foram neste mandato acusados por corrupção, negócios imobiliários duvidosos e abuso de poder, entre outros, em processos judiciais que se arrastam, na maioria, sem desfecho à vista a dois meses de novas …

Milhares de pessoas manifestam-se na Austrália contra o confinamento

Milhares de australianos manifestaram-se, este sábado, em várias cidades do país contra as restrições impostas pelo Governo para controlar o aumento de casos de covid-19. Em Sidney, cerca de mil manifestantes protestaram contra o confinamento decretado …