Seleção de género pode ter impedido 23 milhões de meninas de nascer

Uma análise dos dados da população mundial sugere que os abortos baseados em seleção sexual interromperam o nascimento de, pelo menos, 23 milhões de meninas. A maior parte dessas raparigas “em falta” estariam na China e na Índia.

Em muitas sociedades as famílias preferem ter filhos ao invés de filhas. Com a diminuição contínua a nível mundial em relação ao número de filhos, tem havido um aumento daquelas que optam por abortar os fetos do sexo feminino, num esforço para ter pelo menos um rapaz, lê-se num artigo do New Scientist, divulgado na terça-feira.

Normalmente, para cada 100 meninas, nascem 103 a 107 meninos. No entanto, uma análise realizada por investigadores da Universidade Nacional de Singapura mostra evidências de um “excesso não natural” de meninos em 12 países desde a década de 1970, quando os abortos com base na seleção sexual começaram a estar disponíveis.

Para chegar a esta conclusão, a investigadora Fengqing Chao e os seus colegas analisaram e sintetizaram os dados sobre os nascimentos ocorridos entre 1970 e 2017, em 202 países, recorrendo a um método que preencheu as lacunas em Estados com estatísticas precárias.

Neste projeto, que deu origem a um estudo publicado na segunda-feira na Proceedings of the National Academy of Sciences, a equipa descobriu que, em alguns anos do período em causa, houve um excesso de nascimentos masculinos na Albânia, na Arménia, no Azerbaijão, na China, na Geórgia, em Hong Kong, na Índia, na Coreia do Sul, em Montenegro, em Taiwan, na Tunísia e no Vietname.

Atualmente, em todas essas nações – exceto no Vietname – a relação entre os nascimentos de raparigas e de rapazes está voltar ao normal, indica o estudo. Isso parece estar a acontecer até mesmo na China, que, segundo a análise, é responsável por 51% dos nascimentos femininos em falta.

Em 2005, 118 meninos nasceram na China para cada 100 meninas. Em 2017, porém, esse número caiu para 114. Os índices de género de nascimento já voltaram ao normal na Geórgia, na Coreia do Sul e em Hong Kong.

Na índia, contudo, a queda no excesso de rapazes é pequena. Com 12 milhões de meninas nascidas a cada ano – em comparação com sete milhões na China – reduzir a taxa de seleção de sexo é crucial para acabar com a prática em todo o mundo, disse Sabu George, do Centro de Estudos para o Desenvolvimento da Mulher (CWDS), em Nova Deli.

Taísa Pagno TP, ZAP //

PARTILHAR

RESPONDER

Cientista descobre espécie extinta de ganso através de uma pintura egípcia

Uma famosa pintura que estava originalmente no túmulo do príncipe egípcio Nefermaat levou um cientista a descobrir uma espécie de ganso já extinta. A cena "gansos de Meidum", originalmente pintada no túmulo do príncipe Nefermaat, encontra-se …

Físico cria algoritmo de IA que pode provar que a realidade é uma simulação

Hong Qin, do Laboratório de Física de Plasma de Princeton (PPPL) do Departamento de Energia dos EUA, criou um algoritmo de Inteligência Artificial que pode provar que a realidade é, na verdade, uma simulação. O algoritmo …

Quase 10 anos depois, avião de Gaddafi continua parado num aeródromo em França

Quase uma década depois de ter aterrado em solo francês, o avião presidencial do ex-ditador líbio continua parado num aeródromo no sul do país, estando no meio de vários processos judiciais que parecem não ter …

Governo recebeu 1.600 ideias para a bazuca. Costa agradece mobilização

Durante a fase de discussão pública, o Plano de Recuperação e Resiliência recebeu mais de 1.600 contribuições e mais de 65 mil consultas. O primeiro-ministro António Costa disse que, durante a fase de discussão pública, …

"Honjok" é o nome do movimento sul-coreano que reivindica a solidão

A solidão tornou-se um tema recorrente devido à pandemia de covid-19. Na Coreia do Sul, existe um movimento chamado "honjok", que promove um estilo de vida solitário. O isolamento imposto pela pandemia de covid-19 está a …

Do subsolo sírio à nomeação ao Óscar: hospitais em tempos de guerra numa "era de impunidade"

The Cave é o nome de uma produção que esteve nomeada para o Óscar de Melhor Documentário de 2020. É também o lugar onde hospitais sírios se escondem para salvar vidas longe de bombardeamentos e …

Patrícia Mamona sagra-se campeã no triplo salto em pista coberta

Esta tarde, Patrícia Mamona tornou-se a terceira atleta portuguesa a garantir a medalha de ouro para Portugal no Campeonato da Europa em pista coberta. A portuguesa Patrícia Mamona conquistou, este domingo, a medalha de ouro na …

Dias de aulas mais longos, férias mais curtas e cinco períodos. Em Inglaterra, já se equacionam formas de recuperar o tempo perdido

Há três medidas em cima de mesa que podem vir a ser adotadas para combater os atrasos na aprendizagem dos alunos. Na Inglaterra, as escolas reabrem para aulas presenciais esta segunda-feira, mas já se pensa …

Índia abre centro de bem-estar para hóspedes abraçarem vacas e "esquecerem todos os problemas"

Animais de conforto e apoio emocional são cada vez mais populares em todo o mundo. Embora a maioria das pessoas use cães ou gatos, há também algumas escolhas mais bizarras, incluindo pavões, macacos e cobras. Os …

Abel Ferreira tentou levar jogador do Benfica para o Palmeiras

O treinador português Abel Ferreira, no comando técnico dos brasileiros do Palmeiras, pediu a contratação de Franco Cervi, que alinha pelo Benfica, mas acabou por ver a sua proposta recusada pelo jogador argentino. A notícia …