Seleção de género pode ter impedido 23 milhões de meninas de nascer

Uma análise dos dados da população mundial sugere que os abortos baseados em seleção sexual interromperam o nascimento de, pelo menos, 23 milhões de meninas. A maior parte dessas raparigas “em falta” estariam na China e na Índia.

Em muitas sociedades as famílias preferem ter filhos ao invés de filhas. Com a diminuição contínua a nível mundial em relação ao número de filhos, tem havido um aumento daquelas que optam por abortar os fetos do sexo feminino, num esforço para ter pelo menos um rapaz, lê-se num artigo do New Scientist, divulgado na terça-feira.

Normalmente, para cada 100 meninas, nascem 103 a 107 meninos. No entanto, uma análise realizada por investigadores da Universidade Nacional de Singapura mostra evidências de um “excesso não natural” de meninos em 12 países desde a década de 1970, quando os abortos com base na seleção sexual começaram a estar disponíveis.

Para chegar a esta conclusão, a investigadora Fengqing Chao e os seus colegas analisaram e sintetizaram os dados sobre os nascimentos ocorridos entre 1970 e 2017, em 202 países, recorrendo a um método que preencheu as lacunas em Estados com estatísticas precárias.

Neste projeto, que deu origem a um estudo publicado na segunda-feira na Proceedings of the National Academy of Sciences, a equipa descobriu que, em alguns anos do período em causa, houve um excesso de nascimentos masculinos na Albânia, na Arménia, no Azerbaijão, na China, na Geórgia, em Hong Kong, na Índia, na Coreia do Sul, em Montenegro, em Taiwan, na Tunísia e no Vietname.

Atualmente, em todas essas nações – exceto no Vietname – a relação entre os nascimentos de raparigas e de rapazes está voltar ao normal, indica o estudo. Isso parece estar a acontecer até mesmo na China, que, segundo a análise, é responsável por 51% dos nascimentos femininos em falta.

Em 2005, 118 meninos nasceram na China para cada 100 meninas. Em 2017, porém, esse número caiu para 114. Os índices de género de nascimento já voltaram ao normal na Geórgia, na Coreia do Sul e em Hong Kong.

Na índia, contudo, a queda no excesso de rapazes é pequena. Com 12 milhões de meninas nascidas a cada ano – em comparação com sete milhões na China – reduzir a taxa de seleção de sexo é crucial para acabar com a prática em todo o mundo, disse Sabu George, do Centro de Estudos para o Desenvolvimento da Mulher (CWDS), em Nova Deli.

  TP, ZAP //

PARTILHAR

RESPONDER

Cogumelos laminados

O consumo de cogumelos pode diminuir o risco de depressão

Além de reduzirem o risco de cancro e morte prematura, os cogumelos podem beneficiar a saúde mental de uma pessoa. Uma equipa de investigadores da Faculdade de Medicina de Penn State, nos Estados Unidos, analisou dados …

Os hipopótamos de Pablo Escobar começaram a ser esterilizados

O grupo de hipopótamos, mais uma parte do indesejado legado deixado na Colômbia pelo traficante de droga Pablo Escobar, está a ser esterilizado. Quando o Cartel de Medellín estava no seu auge, Pablo Escobar gastou parte …

Ian Brackenbury Channell, o "feiticeiro de Christchurch"

Duas décadas depois, uma cidade neozelandesa decidiu despedir o seu feiticeiro

Vinte e três anos depois, a autarquia de Christchurch, na Nova Zelândia, decidiu despedir Ian Brackenbury Channell, o famoso feiticeiro da cidade. Desde 1998 que Ian Brackenbury Channell era o "feiticeiro de Christchurch", sendo responsável por …

Um dos microscópios de Darwin vai a leilão. Esteve nas mãos da sua família durante quase 200 anos

Um microscópio que Charles Darwin ofereceu ao filho Leonard - e que esteve nas mãos da sua família ao longo de quase 200 anos - vai ser leiloado em dezembro e poderá valer cerca de …

Pedro Sánchez promete abolir a prostituição em Espanha, por considerar que esta "escraviza" as mulheres

Espanha é um dos países europeus com mais trabalhadoras na indústria do sexo, as quais são sobretudo originárias de países da Europa mais pobres, da América Latina e de África. O primeiro-ministro espanhol Pedro Sánchez anunciou …

"Um milagre". Dois jovens sobreviveram quase uma semana no deserto australiano

Dois jovens, de 14 e 21 anos, sobreviveram durante quase uma semana no deserto, sem água e sem comida, depois de se terem perdido no Território do Norte, na Austrália. A polícia fala num verdadeiro …

Carlos Moedas

Moedas vai "dar tudo como presidente" e exige que seja respeitada a legitimidade do seu mandato

Carlos Moedas tomou posse, esta segunda-feira, como novo presidente da Câmara de Lisboa, tendo falado dos objetivos para o próximo quadriénio e deixado um elogio ao seu antecessor e alguns avisos à esquerda. Depois dos cumprimentos …

Chanceler austríaco Sebastian Kurz

Sondagens falsas e notícias favoráveis. O lado negro de Sebastian Kurz foi desmascarado

Sebastian Kurz e pessoas que lhe são próximas foram acusados de tentar garantir a sua ascensão à liderança do partido e do país com a ajuda de sondagens manipuladas e notícias favoráveis na imprensa, financiadas …

Tem uma carreira de sonho na Nike, mas cometeu um homicídio há 65 anos

O presidente da Jordan Brand, Larry Miller, revelou que, há 56 anos, matou um adolescente nas ruas de Filadélfia, nos Estados Unidos. O presidente da Jordan Brand — marca do ex-jogador de basquetebol Michael Jordan — …

Rio diz que decisão sobre eventual recandidatura está "quase tomada"

O presidente do PSD afirmou, esta segunda-feira, que a decisão sobre a sua eventual recandidatura está "quase tomada" e será anunciada em breve. Em declarações aos jornalistas à chegada à tomada de posse do novo presidente …