Seleção de género pode ter impedido 23 milhões de meninas de nascer

Uma análise dos dados da população mundial sugere que os abortos baseados em seleção sexual interromperam o nascimento de, pelo menos, 23 milhões de meninas. A maior parte dessas raparigas “em falta” estariam na China e na Índia.

Em muitas sociedades as famílias preferem ter filhos ao invés de filhas. Com a diminuição contínua a nível mundial em relação ao número de filhos, tem havido um aumento daquelas que optam por abortar os fetos do sexo feminino, num esforço para ter pelo menos um rapaz, lê-se num artigo do New Scientist, divulgado na terça-feira.

Normalmente, para cada 100 meninas, nascem 103 a 107 meninos. No entanto, uma análise realizada por investigadores da Universidade Nacional de Singapura mostra evidências de um “excesso não natural” de meninos em 12 países desde a década de 1970, quando os abortos com base na seleção sexual começaram a estar disponíveis.

Para chegar a esta conclusão, a investigadora Fengqing Chao e os seus colegas analisaram e sintetizaram os dados sobre os nascimentos ocorridos entre 1970 e 2017, em 202 países, recorrendo a um método que preencheu as lacunas em Estados com estatísticas precárias.

Neste projeto, que deu origem a um estudo publicado na segunda-feira na Proceedings of the National Academy of Sciences, a equipa descobriu que, em alguns anos do período em causa, houve um excesso de nascimentos masculinos na Albânia, na Arménia, no Azerbaijão, na China, na Geórgia, em Hong Kong, na Índia, na Coreia do Sul, em Montenegro, em Taiwan, na Tunísia e no Vietname.

Atualmente, em todas essas nações – exceto no Vietname – a relação entre os nascimentos de raparigas e de rapazes está voltar ao normal, indica o estudo. Isso parece estar a acontecer até mesmo na China, que, segundo a análise, é responsável por 51% dos nascimentos femininos em falta.

Em 2005, 118 meninos nasceram na China para cada 100 meninas. Em 2017, porém, esse número caiu para 114. Os índices de género de nascimento já voltaram ao normal na Geórgia, na Coreia do Sul e em Hong Kong.

Na índia, contudo, a queda no excesso de rapazes é pequena. Com 12 milhões de meninas nascidas a cada ano – em comparação com sete milhões na China – reduzir a taxa de seleção de sexo é crucial para acabar com a prática em todo o mundo, disse Sabu George, do Centro de Estudos para o Desenvolvimento da Mulher (CWDS), em Nova Deli.

TP, ZAP //

PARTILHAR

RESPONDER

Matosinhos fecha mais uma escola. Já encerraram quase duas dezenas desde 2005

A Escola Básica da Portela, em Matosinhos, vai encerrar no final deste ano letivo pelo facto de a sua população escolar estar a diminuir “significativamente”, adiantou o vereador da Educação. Desde 2005, já fecharam quase …

Zona da Torre Eiffel vai ser quase toda pedonal a partir de 2024

A zona da Torre Eiffel será devolvida aos peões e transformada numa zona verde até 2024, anunciou a autarca de Paris durante a apresentação do projeto de reabilitação, projetado por uma arquiteta paisagista norte-americana. "Temos realmente …

Campeã olímpica e mundial de natação termina carreira aos 22 anos

O anúncio acontece depois de a Federação Lituana de Natação ter indicado que Meilutyte enfrentava uma sanção de um a dois anos de suspensão, por ter falhado três controlos antidoping. A nadadora lituana Ruta Meilutyte, que …

Sérgio Conceição é multado em 287 euros e escapa a suspensão

O treinador do FC Porto não foi alvo de suspensão (e poderá estar no sábado no banco da final da Taça de Portugal), mas foi multado em 287 euros e ser-lhe-á instaurado um processo disciplinar. O …

Áustria pode ficar sem Governo. Chanceler enfrenta moção de censura

O chanceler austríaco, Sebastian Kurz, vai enfrentar na segunda-feira uma moção de censura no Parlamento na sequência do escândalo do vídeo que envolveu o seu antigo parceiro de coligação, o partido de extrema-direita FPÖ. Kurz arrisca …

Deco alerta: Há slime à venda que é perigoso para as crianças

A Deco alertou esta quarta-feira que há à venda ‘slime’, uma massa de modelar viscosa, que é perigosa para as crianças, tendo já denunciado a situação à Autoridade de Segurança Alimentar e Económica (ASAE). O alerta …

Portugal está "a viver de água que não tem"

A Associação Natureza Portugal, representante do Fundo Mundial para a Natureza (ANP/WWF), alertou que o país “está a viver além da água que tem” e apresenta recomendações aos políticos, empresas e cidadãos para inverter a …

"O euro nunca esteve tão ameaçado"

"O euro nunca esteve tão ameaçado." A frase é do ministro das Finanças francês e surge depois de o vice-primeiro-ministro italiano, Matteo Salvini, ter dado como certa a morte do euro. O ministro da Economia francês, …

Ronaldo e outras 22 apostas de Fernando Santos para a Ligas da Nações

Fernando Santos já garantiu que Ronaldo vai fazer parte da lista dos 23 selecionados para a fase final da Liga das Nações de futebol. Além de Ronaldo, a presença de João Félix também parece garantida. O …

Faltas dos alunos que adiram à greve pelo clima serão injustificadas

As faltas dos alunos que participem na greve estudantil internacional em defesa do clima serão injustificadas, segundo os diretores escolares, que garantem que as escolas vão funcionar normalmente com a realização de aulas e testes. Na …