Segunda vítima mortal nos protestos de Hong Kong. Xi Jinping condena manifestações

Jerome Favre / EPA

O quarto dia consecutivo de protestos ficou marcado pela morte de um homem de 70 anos. Esta é a segunda vítima mortal desde o início das manifestações em Hong Kong.

De acordo com a imprensa internacional, o homem terá sido atingido por um tijolo durante confrontos entre manifestantes e moradores, esta quinta-feira. O homem de 70 anos acabou por não conseguir resistir ao ferimentos e morreu já no hospital.

Segundo o South China Morning Post, pensa-se que o homem estava na sua folga do almoço e filmou os confrontos entre moradores e manifestantes no seu telemóvel, antes de um tijolo ter sido atirado “maliciosamente”. O caso está a ser tratado como um homicídio pela polícia, estando atualmente à procura de testemunhas oculares para identificar o suspeito do crime.

As autoridades têm acesso às câmaras de CCTV para as ajudar no seu trabalho. “Até ao momento, ainda não identificamos nenhum suspeito. Mas, de acordo com a nossa investigação inicial, existem testemunhas e vídeos nas redes sociais”, disse Chan Tin-chu, da polícia de Hong Kong.

Esta é a segunda morte nos protestos de Hong Kong, depois de na semana passada um estudante ter morrido após cair de um edifício.

Em Londres, a secretária de Estado da Justiça de Hong Kong, Teresa Cheng, ficou ferida após ter sido empurrada por manifestantes antigovernamentais. Cheng tem sido visada por promover uma lei que permite a extradição para o território chinês.

A tensão tem escalado de forma galopante em Hong Kong, com os protestos a intensificarem-se. A BBC relata que alguns estudantes universitários, que participam nas manifestações, estão a usar arco e flechas a arder para combater com a polícia.

O presidente chinês, Xi Jinping, considera que as manifestações pró-democracia que há mais de quatro meses assolam as ruas de Hong Kong “desrespeitam seriamente o Estado de direito e a ordem social” neste território semiautónomo.

Em declarações feitas durante a cimeira do bloco BRICS [Brasil, Rússia, Índia, China e África do Sul] em Brasília, e reproduzidas pelo jornal oficial do Partido Comunista Chinês, Xi Jinping considerou mesmo que os incidentes de Hong Kong estão a colocar em causa o princípio que norteia o sistema político “um país, dois sistemas” — a ideia proposta pelo antigo líder Deng Xiaoping para a unificação da China.

O Presidente chinês disse que Pequim “apoia fortemente” o governo de Hong Kong e a sua polícia, considerando que a tarefa mais importante, agora, é “acabar com a violência e restaurar a ordem”.

As declarações de Xi Jinping acontecem no quarto dia consecutivo de manifestações pró-democracia em Hong Kong, que já levaram as autoridades a pedir reforços para conter as ações de violência, que se intensificaram após a morte de um estudante de 22 anos, na passada sexta-feira.

A morte do estudante foi o terceiro caso confirmado de um manifestante atingido a tiro pela polícia, em imagens que foram transmitidas ao vivo por estações televisivas, gerando forte contestação, sobretudo entre os manifestantes mais jovens, que prometeram retaliações.

A contestação social, que dura há mais de quatro meses, foi desencadeada pela apresentação de uma proposta de alteração à lei da extradição, que permitiria ao Governo e aos tribunais da região administrativa especial a extradição de suspeitos de crimes para jurisdições sem acordos prévios, como é o caso da China continental.

A proposta foi, entretanto, formalmente retirada, mas as manifestações generalizaram-se e reivindicam agora a implementação do sufrágio universal no território, a demissão da atual chefe do Governo, Carrie Lam, uma investigação independente à violência policial e a libertação dos detidos ao longo dos protestos.

ZAP // Lusa

PARTILHAR

1 COMENTÁRIO

  1. Só falta à policia de Hong Kong ser tão bruta como a de Espanha, França e EUA e começar a arrancar olhos e balear as pessoas pelas costas.

RESPONDER

Benfica 4-0 Famalicão | Pizzi entrega saco cheio de Natal

O Benfica terminou o seu ano de Liga NOS com mais uma vitória, de novo por 4-0, tal como havia acontecido na anterior partida no Estádio da Luz, ante o Marítimo. Desta vez frente ao …

Morreu o ator Danny Aiello

Morreu esta quinta-feira, em Nova Jérsia, o ator Danny Aiello, que recordamos pelos seus muitos êxitos dos anos 80. Tinha 86 anos. "É com profunda dor que comunicamos que Danny Aiello, amado marido, pai, avô, ator …

Videojogo chinês incita jogadores a atacar os "traidores" em Hong Kong

Há um novo videojogo que está a ganhar popularidade na China. Chama-se "Fight the Traitors Together" e permite que os jogadores ataquem manifestantes de Hong Kong. No jogo, os jogadores podem bater nos manifestantes pró-democracia, sendo …

Mundial de Clubes proíbe demonstrações públicas de afeto

Começou na passada quarta-feira, dia 11 de dezembro, em Doha, capital do Catar, o Mundial de Clubes da FIFA, prova onde estão inseridos clubes como Flamengo e Liverpool. E esta até poderia ser mais uma …

Al Gore diz ser o maior fã de Greta Thunberg

Al Gore, antigo vice-presidente de Barack Obama e autor do documentário ambiental "Uma verdade inconveniente", elogiou esta semana o trabalho desenvolvido pela ativista sueca Greta Thunberg, dizendo ser o seu maior fã. "Sou o seu …

A água é comum nos mundos extraterrestres (mas surpreendentemente mais escassa do que se esperava)

A presença de água em exoplanetas é comum, mas surpreendentemente mais escassa do que se esperava, concluiu uma nova investigação levada a cabo por cientistas da Universidade de Cambridge, no Reino Unido. Para chegar a …

"Encontrei a minha alma gémea". Presidente do Flamengo disposto a (quase) tudo para segurar Jesus

O presidente do Flamengo, Rodolfo Landim, ficou encantado com Jorge Jesus logo quando o conheceu. É o que o dirigente diz numa entrevista, onde admite que encontrou a sua "alma gémea", não revelando dados sobre …

COP25: uma traição ao Acordo de Paris "e às pessoas em todo o mundo"

Organizações não governamentais ambientalistas consideraram que os projetos de resolução que a cimeira do clima da ONU tem para aprovar são "uma traição" do Acordo de Paris e dos milhões de pessoas que sofrem com …

Governo admite novo aumento extra das pensões (com a simpatia das Finanças e de olho na geringonça)

O Governo está a equacionar um novo aumento extraordinário das pensões no âmbito da preparação da proposta de Orçamento do Estado para 2020 (OE2020). A medida agrada a PCP e Bloco de Esquerda e terá …

Na última noite no Porto, Óliver foi sozinho à Ponte D. Luís (e vieram-lhe as lágrimas aos olhos)

O médio espanhol Óliver Torres confessa que a sua saída do Porto foi "emotiva" e que se despediu do clube e da cidade na Ponte D. Luís, de noite e sozinho, com "as lágrimas nos …