Há um segredo “explosivo” escondido debaixo de vulcões aparentemente tranquilos

Gabriel Salazar / La Pinta Yacht Expedition

Uma equipa internacional de vulcanólogos que trabalham em ilhas remotas no arquipélago de Galápagos descobriu que vulcões que produzem de forma confiável pequenas erupções de lava basáltica escondem magmas quimicamente diversos nos seus sistemas de canalização subterrâneos. Alguns podem gerar atividade explosiva.

Muitos vulcões produzem tipos semelhantes de erupção ao longo de milhões de anos. Por exemplo, vulcões na Islândia, no Havai e nas Ilhas Galápagos entram em erupção de forma consistente com fluxos de lava – compostos por rochas basálticas derretidas – que formam longos rios de fogo pelos flancos.

Embora esses fluxos de lava sejam potencialmente prejudiciais para as casas próximas do vulcão, geralmente não representam o mesmo risco que erupções explosivas maiores, como as do Vesúvio ou do Monte de Santa Helena. Essa consistência de longo prazo no comportamento eruptivo de um vulcão ajuda no planeamento de riscos das autoridades locais.

A equipe de investgação, liderada por Michael Stock, do Trinity College Dublin, e composta por cientistas dos Estados Unidos, Reino Unido e Equador, estudou dois vulcões dos Galápagos, que só explodiram fluxos de lava basáltica composicionalmente uniformes na superfície da Terra durante toda a vida.

Ao decifrar as composições de cristais microscópicos nas lavas, a equipa conseguiu reconstruir as características químicas e físicas dos magmas armazenados no subsolo sob os vulcões.

A análise mostrou que, em contraste com as lavas basálticas monótonas que explodiram na superfície da Terra, os magmas debaixo dos vulcões são extremamente diversos e incluem composições semelhantes às erupções do Monte de Santa Helena.

Os investigadores acreditam que a uniformidade observada nas erupções ocorre quando a quantidade de magma que flui no subsolo é suficientemente grande para “sobrepor” qualquer diversidade química. Isto pode acontecer quando os vulcões estão perto de um “ponto quente”, ou seja, uma coluna muito quente de magma que sobe à superfície do interior da Terra.

No entanto, os magmas quimicamente diversos que a equipa descobriu podem tornar-se móveis e subir em direção à superfície sob certas circunstâncias.

Nesse caso, vulcões que produziram erupções de lava basáltica durante milénios de forma confiável podem sofrer alterações e ter atividades mais explosivas no futuro.

“Embora não haja sinal de que estes vulcões de Galápagos sofrerão uma transição no estilo de erupção em breve, os nossos resultados mostram porque é que outros vulcões podem ter mudado o seu comportamento eruptivo no passado. O estudo também ajudará a entender melhor os riscos apresentados pelos vulcões noutras partes do mundo – só porque sempre surgiram de uma maneira específica no passado não significa que se pode confiar que continuem a fazer a mesma coisa indefinidamente no futuro”, disse Stock, em comunicado divulgado pelo EurekAlert.

Este estudo foi publicado esta semana na revista científica Nature Communications.

ZAP //

PARTILHAR

RESPONDER

Nélson Semedo está a caminho do Wolverhampton

Há mais um português a caminho do Wolverhampton. Nélson Semedo deverá ser oficializado esta semana, voltando a aumentar o contingente português na equipa de Nuno Espírito Santo. Nélson Semedo está muito perto de ser anunciado como …

Plano Costa e Silva. Costa procura consensos, partidos apresentam lista de preocupações

António Costa vai receber hoje e amanhã os partidos para falar sobre o programa de recuperação da economia, com o plano de Costa Silva como ponto de partida do encontro. Os partidos já deixaram algumas pistas …

Pirlo tem plano para gerir cansaço de Cristiano Ronaldo

O novo treinador da Juventus, Andrea Pirlo, tem um plano para gerir a forma física de Cristiano Ronaldo ao longo da temporada. O internacional português tem 35 anos e cumpre a sua 19.ª temporada como …

Entre lágrimas e após três tentativas, lista dirigente de Ventura foi aprovada

O presidente do Chega conseguiu, este domingo, à terceira tentativa, a maioria de dois terços dos votos exigida para eleger a sua direção na II Convenção Nacional, em Évora. Apenas às 20h02 foram proclamados os resultados …

Marcelo é o único que resiste ao desgaste da pandemia. Governo e oposição em queda

O único que está a conseguir resistir ao desgaste político provocado pela pandemia de covid-19 é o Presidente da República, numa altura em que o PS e o PSD surgem em queda nas intenções de …

Três camisolas e uma vitória histórica. Tadej Pogacar é o vencedor do Tour

O ciclista esloveno Tadej Pogacar (UAE Emirates) venceu a 107.ª Volta a França, ao cortar a meta, nos Campos Elísios, integrado no pelotão, no final da 21.ª e última etapa conquistada pelo irlandês Sam Bennett …

Afinal, os vikings não eram loiros nem tinham olhos azuis (e também não eram da Escandinávia)

Um estudo revelou que os Vikings afinal não eram loiros nem provenientes da Escandinávia. O estudo, realizado através da análise de ADN, conclui ainda que indivíduos que não eram vikings foram enterrados como tal. Normalmente, a …

Emmys 2020: "Succession" é a série do ano, "Schitt’s Creek" e "Watchmen" em destaque

A segunda temporada de “Succession”, da HBO, venceu esta madrugada o prémio de Melhor Série Dramática na 72.ª cerimónia dos prémios Emmy, que decorreu em Los Angeles, EUA, sem público por causa da pandemia. Centrada em …

Aulas do 1.º ciclo em escola de Lisboa suspensas. Escola em Viseu fecha portas

As aulas do 1.º ciclo na escola pública das Laranjeiras, em Lisboa, foram suspensas, devido à falta de funcionários em número suficiente, já que um destes testou positivo para a covid-19. De acordo com o Agrupamento …

PCP de "espírito aberto" para conversações sobre OE, mas recusa "chantagens"

O PCP encara as conversações sobre o Orçamento do Estado de 2021 com “espírito aberto”, sem “linhas vermelhas ou azuis”, mas recusa “chantagens” e “pressões” do primeiro-ministro, disse este domingo o secretário-geral dos comunistas. Numa conferência …