No século XXI tivemos 14 dos 15 anos mais quentes da História

Num relatório publicado esta segunda-feira, a World Meteorological Organization (WMO), a agência meteorológica da ONU, trouxe más notícias sobre o futuro do planeta.

Além de confirmar que 2014 foi, de facto, o ano mais quente da História, a WMO informou que desde 2000 já tivemos 14 dos 15 anos mais quentes registados até hoje.

“14 dos 15 anos mais quentes ocorreram este século, e a expectativa é que o aquecimento global continue, devido aos níveis crescentes de emissão de gases de efeito estufa na atmosfera e à crescente temperatura na superfície oceânica, o que nos compromete com um futuro mais quente”, afirma o secretário-geral da WMO, Michel Jarraud.

A temperatura média em 2014 ficou 0,57ºC acima dos 14ºC, que são a média do período que é usado como referência, ou seja, entre 1961 e 1990.

“A tendência geral de aquecimento é mais importante do que a posição de um ano, por si só, no ranking. A análise do conjunto dos dados indica que 2014 foi, nominalmente, o ano mais quente até agora registado, apesar de haver pouca diferença entre os três anos mais quentes”, afirmou Jarraud.

A WMO divulgou a análise das temperaturas globais pouco antes das negociações sobre as mudanças climáticas que devem ocorrer em Genebra entre 8 e 14 de fevereiro.

Oceanos

Cerca de 93% do excesso de energia preso na atmosfera pelos gases de efeito estufa acaba nos oceanos – é por isso que a quantidade de calor dos oceanos é importante para compreender o sistema climático do nosso planeta.

No caso de 2014, as temperaturas da superfície dos oceanos alcançaram níveis recordes em todo o mundo. No entanto, é preciso destacar que as elevadas temperaturas de 2014 ocorreram mesmo sem o fenómeno climático El Niño atingir a sua força total.

Este fato é relevante, já que, regra geral, anos excecionalmente quentes costumam ser associados à influência temporária do fenómeno climático conhecido como El Niño nos sistemas de pressão atmosférica, o que pode afetar os padrões climáticos. Por exemplo, as altas temperaturas de 1998, o ano mais quente antes do século XXI, ocorreram durante um ano em que o El Niño foi forte.

“Em 2014, o calor bateu recordes, combinado com chuvas torrenciais, enchentes em muitos países e seca em outros, e foi consistente com a expectativa de um clima que está a mudar”, disse Jarraud.

A análise da WMO é baseada, entre outros fatores, em três conjuntos de dados complementares mantidos pelo Centro Hadley do Serviço Meteorológico britânico e a Unidade de Pesquisa Climática, Universidade de East Anglia, também no Reino Unido, a Agência Oceânica e Atmosférica Nacional (NOAA), nos EUA, e o Instituto Goddard de Estudos Espaciais (GISS), operado pela NASA.

O relatório final sobre a situação climática de 2014, com todos os pormenores das tendências regionais e eventos extremos pelo mundo, será divulgado em março.

ZAP / BBC

PARTILHAR

RESPONDER

Presidente da Catalunha começa a ser julgado por desobediência

O presidente do Governo regional da Catalunha reconheceu, esta segunda-feira, que não cumpriu a ordem da comissão nacional de eleições espanhola de remover os símbolos separatistas alegando ser "ilegal" e de cumprimento "impossível". "Sim, eu desobedeci", …

Um restaurante acabou de abrir a um quarteirão da Casa Branca. Chama-se "Comida de Imigrante"

Um restaurante chamado "Immigrant Food" ("Comida de Imigrante") abriu a um quarteirão da Casa Branca. O local quer fazer com que ajudar imigrantes seja tão fácil como pedir comida de um menu. Assim, além de comida, …

Trump admite testemunhar no inquérito para a sua destituição

O Presidente dos EUA admitiu, esta segunda-feira, "considerar seriamente" a possibilidade de testemunhar por escrito no inquérito para a sua destituição, que decorre no Congresso. "Embora não tenha feito nada de errado e não goste de …

INE espanhol está a "espiar" telemóveis para estudo estatístico

Um estudo do INE espanhol está a receber duras críticas por alegadamente infringir a privacidade de dados dos cidadãos. O gabinete irá monitorizar os telemóveis dos espanhóis. O Instituto Nacional de Estatística (INE) de Espanha deu …

Donald Tusk vai presidir o Partido Popular Europeu

O presidente do Conselho da União Europeia (UE) é o único candidato à presidência do Partido Popular Europeu (PPE) e vai suceder no cargo ao francês Joseph Daul. Esta será a primeira vez que um europeu …

EUA. Casal vegan vai ser julgado por homicídio depois da morte do filho de 18 meses

Um casal americano, que segue uma alimentação vegan, vai ser julgado por homicídio depois da morte do filho de 18 meses, por malnutrição. Ambos vão permanecer detidos até à data do julgamento, em dezembro. Segundo noticiou …

Carrinha com 52 migrantes entra em Ceuta após derrubar barreiras fronteiriças

Uma carrinha com 52 migrantes rompeu, esta madrugada, as barreiras fronteiriças entre Marrocos e Espanha para entrar no enclave espanhol de Ceuta, incidente que a Guarda Civil espanhola já está a investigar. A carrinha lançou-se a toda …

Chef que renunciou à estrela Michelin espera sair do Guia em 2020

O chef Henrique Leis, que em julho renunciou à estrela Michelin que o seu restaurante detinha há 19 anos, afirma que o seu "compromisso com a Michelin acabou" e espera não ver renovada a distinção …

Morreu a fadista Argentina Santos

A fadista portuguesa morreu, esta segunda-feira, aos 95 anos de idade. As exéquias realizam-se, a partir das 17h00, na Basílica da Estrela, em Lisboa. A fadista Argentina Santos, que esta segunda-feira morreu aos 95 anos, despediu-se …

Governo apresenta queixa no Ministério Público contra 21 pedreiras

O ministro do Ambiente e da Ação Climática anunciou que 21 pedreiras, de um universo de 185, estão em incumprimento por falta de vedações, exigidas pelo levantamento do Governo, tendo sido apresentada queixa ao Ministério …