Scott Morrison derruba Malcolm Turnbull e é o novo primeiro-ministro da Austrália

Lukas Coch / EPA

O ex-primeiro-ministro australiano, Malcolm Turnbull, agora substituído por Scott Morrison (à direita)

Scott Morrison foi eleito líder do Partido Liberal australiano e, consequentemente, vai assumir funções como primeiro-ministro, derrubando Malcolm Turnbull que ocupava o cargo desde setembro de 2015, anunciou o partido.

Scott Morrison, que até aqui era ministro do Tesouro, será o 30.º primeiro-ministro australiano (o quinto em apenas onze anos), confirmando a instabilidade que tem marcado nos últimos anos os dois maiores partidos, Trabalhistas e Liberais.

Uma porta-voz do Partido Liberal informou ainda que o atual ministro do Ambiente e Energia, Josh Frydenberg, foi eleito número dois, com ampla maioria.

A decisão foi tomada pela liderança parlamentar do Partido Liberal que, depois de uma semana de tensão interna, votou hoje pela substituição de Malcolm Turnbull por Morrison na liderança do partido e, consequentemente, do Governo.

“Fiquei impressionado por quantos dos meus colegas falaram ou votaram pela lealdade em vez de deslealdade. Os dissidentes não foram recompensados e o meu sucessor, a quem desejo o melhor, teve êxito”, afirmou Turnbull durante uma conferência de imprensa em Camberra.

Quero agradecer ao povo australiano por tudo o que fizeram, dando-me a oportunidade de ser líder deste grande país”, disse ainda.

O ex-primeiro-ministro disse que continua “otimista e positivo sobre o futuro” da Austrália. “Como uma coligação de Governo progressista fizemos importantes reformas e avanços. (…) Criámos empregos e uma economia forte”, salientou.

“Estou orgulhoso do que fizemos em várias áreas”, disse, destacando a legalização do casamento homossexual e investimentos em infraestruturas, entre outras medidas, num período de “grandes desafios”.

Numa primeira votação apresentaram-se três candidatos: Peter Dutton, Scott Morrison e Julie Bishop (até então número dois do partido e ainda ministra dos Negócios estrangeiros), tendo a chefe da diplomacia australiana sido a menos votada.

Na segunda ronda de votação, Morrison obteve 45 votos e Dutton obteve 40, numa grande derrota para Dutton que, por duas vezes, tentou chegar à liderança e falhou.

A reunião dos 85 deputados e senadores liberais confirmou numa primeira votação – 45 contra 40 votos – que os cargos de líder e vice-líder do partido, e consequentemente do Governo, deveriam ir a votação.

Essa primeira votação confirmou a polarização dentro do partido, com um grupo significativo a pretender manter a liderança de Turnbull, que sobreviveu a um primeiro desafio à sua liderança na terça-feira, quando dez ministros puseram o seu lugar à disposição (um deles Dutton).

O primeiro-ministro tinha anunciado na quinta-feira que se este primeiro voto fosse aprovado ele próprio não se candidataria, colocando o seu lugar à disposição.

Fontes partidárias avançaram que Turnbull pode mesmo demitir-se como deputado, deixando o partido liberal numa situação complicada no Parlamento, onde tem uma maioria de um só lugar.

ZAP // Lusa

PARTILHAR

RESPONDER

Câmara do Porto quer isentar rendas de 257 estabelecimentos até junho

A Câmara do Porto vai propor a isenção total das rendas de 257 estabelecimentos situados em prédios municipais, no período de 18 de março a 30 de junho, no valor global de cerca de 112 …

Deslocações na Páscoa limitadas ao concelho de residência

O Governo vai limitar as deslocações dos portugueses durante o período de Páscoa aos concelhos de residência de permanência. De acordo com o Jornal de Notícias, que avança a notícia esta quinta-feira, entre a sexta-feira Santa …

"Dos mais novos no mundo a morrer." Bebé de seis semanas morre de covid-19 nos EUA

Morreu, nos Estados Unidos, um bebé de seis semanas, que estava hospitalizado desde o fim de semana, na sequência de uma infeção provocada pela covid-19. Um bebé de seis semanas, que estava hospitalizado desde o fim …

Reyes seguia a 187 km/h quando sofreu acidente mortal

O futebolista José Antonio Reyes conduzia a 187 km/h quando rebentou um pneu do carro, provocando o acidente que causou a morte ao antigo jogador do Benfica, indica o relatório pericial da Guarda Civil. A investigação …

OMS está "muito preocupada com o rápido aumento da infeção"

A OMS mostra-se preocupada com a evolução do número de infetados pelo novo coronavírus e pede o perdão da dívida para os países mais vulneráveis. O diretor-geral da Organização Mundial da Saúde (OMS) diz estar muito …

Cerco sanitário prolongado em Ovar. "Situação ainda não está controlada"

A Direção-Geral de Saúde decidiu prolongar a cerca sanitária no concelho de Ovar por mais 15 dias, avança o Jornal de Notícias esta quinta-feira. De acordo com o matutino, as autoridades de saúde vão permitir …

Liga belga propõe fim do campeonato e o Club Brugge campeão

A Liga de futebol da Bélgica recomendou esta quinta-feira que se dê por terminada a época 2019/20 do campeonato e a “aceitação da classificação atual” que faz do Clube Brugge campeão, devido ao novo coronavírus …

Pico da pandemia pode ser tardio. "Só saberemos quando começarmos a descer"

A diretora-geral da Saúde disse que ainda não é possível saber quando é que será o pico da covid-19 em Portugal, alertando que este pode ser tardio, uma vez que uma progressão mais lenta da …

"China esconde a severidade deste vírus há meses", acusam serviços secretos dos EUA

Os Estados Unidos concluíram que a China falseou os dados sobre a severidade do novo coronavírus, indica um relatório dos serviços de inteligência norte-americanos divulgado esta quarta-feira a vários senadores. A agência Bloomberg aludiu esta quinta-feira …

Forças Armadas aceitaram líder do CDS como voluntário

O Jornal de Notícias escreve esta quinta-feira que as Forças Armadas aceitaram o líder do CDS, Francisco Rodrigues dos Santos, como voluntário para ajudar nas ações desenvolvidas na luta contra a covid-19 durante o estado …