Scholz em apuros. Mas está “curioso” sobre os 200 mil euros misteriosos

2

Clemens Bilan/EPA

Olaf Scholz durante conferência de imprensa

Chanceler alemão era presidente da Câmara de Hamburgo, cidade envolvida num escândalo bancário. Agora foi encontrado dinheiro num cofre.

Olaf Scholz, agora chanceler da Alemanha, deverá ficar em apuros por causa de algo que aconteceu quando era presidente da Câmara Municipal de Hamburgo.

O jornal Der Spiegel avançou nesta semana que cerca de 200 mil euros foram encontrados, em numerário, no cofre de Johannes Kahrs.

Johannes Kahrs foi deputado do Partido Social-Democrata alemão e em 2016 era responsável por uma organização em Hamburgo, quando Scholz liderava a autarquia local.

A posse do dinheiro não é ilegal. Mas o mesmo jornal explica que essa quantia elevada estará relacionada com o escândalo bancário no Hamburg Warburg Bank – que está a ser alvo de uma comissão parlamentar.

Também em 2016, as autoridades financeiras de Hamburgo recusaram devolver 47 milhões de euros que o banco tinha obtido através de transações irregulares; isto depois de diversas reuniões entre dirigentes do Hamburg Warburg Bank e do Partido Social-Democrata alemão.

Suspeita-se que o banco, na altura, deu pelo menos 45 mil euros ao partido em Hamburgo – e a maioria seguiu para a organização liderada por Johannes Kahrs, que terá sido o intermediário nas conversas entre Olaf Scholz e o líder do banco na altura.

“Não faço ideia. Mas estou curioso”

Olaf Scholz foi questionado sobre o assunto, na manhã desta quinta-feira. Sabe “nada” sobre este assunto e, quando lhe perguntaram sobre a origem dos 200 mil euros, respondeu: “Não faço ideia. Você (jornalista) deve saber disso melhor do que eu”.

O chanceler, que estanha este assunto ter voltado a aparecer seis anos depois, admitiu que está “curioso” para saber de onde veio o dinheiro. “Mas Johannes Kahrs não me dirá, nem te dirá, nada sobre isso”.

Na próxima semana, dia 19 de Agosto, Olaf Scholz vai responder pela segunda vez perante uma comissão parlamentar de Hamburgo.

Um antigo deputado comentou entretanto que este dinheiro encontrado no cofre de Kahrs é apenas “a ponta do iceberg”.

  ZAP //

2 Comments

  1. Alemanha e Scholz estão a destruir a UE (fecham as suas plantas nucleares, cometem grandes erros demográficos e querem mandar na economia da toda a Europa) e não tem legitimidade. São ladrões todos.

Deixe o seu comentário

Your email address will not be published.