Santana vs Rio, as trapalhadas, o passado, Dupond e Dupont

Mário Cruz / Lusa

Os candidatos à liderança do PSD, Rui Rio (E) e Pedro Santana Lopes (D)

O debate entre os candidatos à liderança do PSD aqueceu esta qunta-frira com Rio a criticar o mandato de Santana como primeiro-ministro e o seu adversário a acusá-lo de ser “siamês” de António Costa e de atacar o partido.

O primeiro frente a frente entre Pedro Santana Lopes e Rui Rio com vista às eleições diretas de 13 de janeiro, na RTP, até começou com concordâncias entre os dois candidatos quanto às recentes alterações ao financiamento partidário, vetadas pelo Presidente da República, e que ambos disseram não ser uma prioridade.

Quando questionados sobre o que os separava, foi Rui Rio o primeiro a responder, dizendo que não se esperam “clivagens brutais” entre duas pessoas do mesmo partido.

No entanto, Santana Lopes interrompeu-o e desafiou-o a concretizar a que se referia quando, recentemente, falou nas “trapalhadas” que teriam existido quando foi primeiro-ministro, entre 2004 e 2005.

A partir daí e durante quase meia hora de debate, os candidatos foram-se interrompendo mutuamente e confrontando-se sobretudo com posições passadas.

“O que estamos a escolher é o líder do PSD cujo objetivo é ser primeiro-ministro. Santana Lopes teve um exercício como primeiro-ministro que correu manifestamente mal, se o candidato a primeiro-ministro for Santana Lopes todas essas fragilidades voltam ao de cima”, afirmou Rio.

Na resposta, Santana desafiou Rio por várias vezes a concretizar que “trapalhadas” seriam essas e confrontou-o com uma carta conjunta que assinou com António Costa, quando eram presidentes das Câmaras de Porto e de Lisboa, respetivamente.

São quase siameses, o Dupond e Dupont és tu e o doutor António Costa”, acusou Santana Lopes, dizendo que Rio tem criticado, durante a campanha, mais os seus adversários internos do que o Governo.

// Lusa

PARTILHAR

7 COMENTÁRIOS

  1. Para mim, assistimos ontem à afirmação nacional de uma nova tendência de penteado. Qualquer que seja o vencedor sabemos que veio para ficar o penteado para trás, cabelo branco, meia calvície e caracóis a sobreporem-se no pescoço.

  2. O senhor Santana Lopes pode ter feito um bom trabalho na Figueira da Foz, mas na capital acabou com a Docapesca (centenas se não milhares de empregos), acabou com o Parque Mayer (apesar das promessas dele) e com a Feira Popular ( devemos ser das poucas capitais de um país da Comunidade Europeia que não tem um parque de diversões). Que confiança inspira??

  3. Essa das trapalhadas penso ter todo o sentido de terem sido referidas pois o senhor Santana Lopes quanto a mim foi muito frágil e nada consistente como 1º ministro, não seria para mim certamente o candidato preferido!

  4. Reduzir o debate às trapalhadas do Santana e à carta de Rio é um mau serviço jornalístico do ZAP, mas infelizmente já estamos habituados…
    É certo que o jornalista da RTP também não conduziu a entrevista, mas acho que houve outros assuntos que foram falados e que o ZAP ignora.

    • O PSD vive uma das fases mais difíceis e critica da sua história. Um partido que, abstraindo os inscritos, era interclassista, interessando desde agricultores, comerciantes, classe média na sua generalidade e quadros o que significava uma enorme base de apoiantes com peso social na vida portuguesa.
      Vicissitudes várias trouxeram-no até aqui – menorizado, desarticulado, descredibilizado, com os que já se serviram em fuga, com os que ficaram a não arrastarem consigo nem o servente nem o porteiro. Depois sem a expressão governativa os calaceiros e oportunistas colam-se aos DDTs do poder o que desarticula ainda mais o partido.
      Chegados aqui temos o quadro actual com dois candidatos em que um já deu provas de que não tem vida própria fora da política que foi, para quem se recorda, um primeiro-ministro deprimente, de tal forma que deixou o poder ao Sr. Engenheiro com uma maioria absoluta substancial. Não satisfeito agora, ao que parece, deixou uma decisão apalavrada para o Montepio que não lembraria ao diabo. Entrar numa terrível aventura metendo 200 milhões destinados a pobres necessitados e que pertencem à colectividade num negócio que dum modo geral nos últimos tempos só tem dado dissabores, eh de loucos. O outro candidato também não traz grandes notícias,pois fala com desagrado da Dra. Joana, com grande surpresa porque afinal a Senhora trabalha muito sem olhar a figurantes. Se calhar achava melhor que se mantivesse o status anterior. Não satisfeito aflora também a questão de mexer em reformas, com um desenho confuso.O Estado se quer ser pessoa honrada, deve cumprir, em todas as circunstâncias, os compromissos que assume com o povo. Foi por essas e por outras que o Dr. Passos Coelho, um sério homem de estado, perdeu centenas de milhares de votos.
      Para mal do País e da democracia nada de bom se augura, com o PSD a descambar.

RESPONDER

Facebook promete investir 90 milhões para apoiar o jornalismo

A rede social Facebook prometeu esta segunda-feira investir 100 milhões de dólares (90 milhões de euros) na indústria do jornalismo. “O setor das notícias está a trabalhar sob condições extraordinárias para manter as pessoas informadas durante …

Covid-19 já faz estragos na indústria espacial. Concorrente da Space X declara falência

A empresa de satélites OneWeb, que tinha como objetivo ligar os lugares mais remotos do mundo à Internet, declarou esta sexta-feira falência depois de ter perdido um importante investidor por causa da pandemia de covid-19. …

CR7, Bernardo, Mourinho, Lage e mais 22 personalidades do futebol doaram 150 mil máscaras ao Hospital de Santo António

O agente Jorge Mendes juntou 26 personalidade do futebol, que vão desde jogadores, treinador e amigos, com o objetivo de dotar unidades hospitalares com materiais para combater a Covid-19. A iniciativa, que contou com a …

Italiana de 102 anos recuperou da covid-19. "Chamamos-lhe imortal"

Uma italiana, de 102 anos, recuperou da covid-19, depois de ter passado mais de 20 dias no hospital. Os médicos que a acompanharam vão agora estudar o seu caso. "Chamamos-lhe Highlander, a imortal", contou à CNN …

China já lucra com a Covid-19 (mas se a economia não engrenar depressa, pode nascer uma tempestade)

A China já está em fase de recuperação da Covid-19 e a economia do país dá sinais de vida, embora ainda longe dos patamares pré-pandemia. E o facto de o contágio continuar a alastrar por …

Cientistas de todo o mundo trabalham em 20 vacinas e 30 potenciais medicamentos

Cientistas em todo o mundo estão a trabalhar num total de 20 vacinas e 30 possíveis medicamentos contra o Covid-19, alguns dos quais já estão na última fase de testes antes da aprovação definitiva. De acordo …

Há uma vila na Lombardia sem infetados por Covid-19

Em Ferrera Erbognone, uma vila da Lombardia com mil habitantes e uma média de idades de 60 anos, ainda não se registaram casos de Covid-19, embora esteja no epicentro do surto em Itália. De acordo com …

Rei da Tailândia isola-se em hotel de luxo na Alemanha com 20 mulheres e vários servos

O rei da Tailândia, Maha Vajiralongkorn, decidiu isolar-se num hotel de luxo na cidade de Garmisch-Partenkirchen, na Alemanha, com a sua comitiva, que inclui um "harém" de 20 mulheres e vários servos. De acordo com o …

Rendas podem ser suspensas durante estado de emergência e mês seguinte

Empresas e famílias vão poder suspender o pagamento da renda nos meses em que vigore o estado de emergência e mês subsequente, de acordo com a proposta que cria um regime excecional de proteção aos …

Mais 11 pessoas detidas por desobediência. Número total sobe para 81

A PSP e a GNR detiveram até esta segunda-feira 81 pessoas pelo crime de desobediência no âmbito do estado de emergência iniciado dia 22 e decretado devido à pandemia de covid-19, anunciou o Ministério da …