Matteo Salvini: “Levaremos a política anti-imigrantes a toda a UE. Não entrará mais nenhum”

european_parliament / Flickr

Matteo Salvini, ministro do Interior italiano e líder do partido Liga

Uma manifestação convocada pelo ministro do Interior italiano, Matteo Salvini, reuniu no sábado, em Milão, a maioria dos partidos de extrema-direita europeus que pretendem tornar-se na terceira força política no Parlamento Europeu. Houve discursos contra a chanceler alemã Angela Merkel e o Papa Francisco.

Segundo noticiou o Expresso no domingo, foi a citar o escritor britânico G.K. Chesterton que Matteo Salvini, ministro do Interior italiano e líder da partido ultra-nacionalista Liga, iniciou o seu discurso em Milão, durante a manifestação por si mesmo convocada.

“O verdadeiro soldado luta não porque odeia o que está à sua frente mas porque ama o que está atrás de si”, afirmou.

Matteo Salvani tinha a seu lado Marine Le Pen, líder da extrema-direita francesa, que marcou presença no apoio público conjunto ao grupo parlamentar Europa das Nações e das Liberdades – que junta nacionalistas, eurocéticos e populistas de extrema-direita. Este ameaça tornar-se a terceira força política nas eleições do dia 26 ao Parlamento Europeu.

“É um dia histórico. Esperávamos por ele há muito tempo e finalmente aconteceu”, clamou Marine Le Pen, a figura principal da Frente Nacional francesa, citada pelo El País.

Nessa mesma tarde, Matteo Salvini completava: “Aqui não há fascistas nem racistas. Os extremistas são aqueles que têm governado a Europa durante 20 anos em nome da pobreza e da precariedade. A diferença está entre os que falam do futuro e os que falam do passado porque não fazem ideia de como o futuro vai ser. Não se trata de extrema-direita, mas de senso comum”.

Dos 12 partidos convocados, apenas o Vox espanhol e o FPÖ (Partido Austríaco da Liberdade e o mais antigo partido ultranacionalista da União Europeia) faltaram ao convite para participar na concentração, que teve lugar na tradicional Piazza do Duomo, em pleno centro de Milão.

A chuva estragou a festa, à qual acorreram bem menos pessoas do que as 100 mil que eram esperadas. Das varandas dos edifícios em torno da praça, havia cartazes em oposição ao evento, nos quais podiam ler-se ‘slogans’ como “Milão é anti-fascista”.

O presidente da Câmara, Giuseppe Sala, de centro-esquerda, fez questão de afirmar: “Os nacionalistas não vão tomar a cidade”.

Porém, nessa tarde, além de Matteo Salvini e Marine Le Pen, ouviram-se as vozes de figuras como Geert Wilders, do Partido pela Liberdade holandês, Anders Vistisen, do Partido do Povo dinamarquês e o alemão Jörg Meuthen, do AfD, bem como de Veselin Mareshki, que lidera o partido búlgaro Volya, Jaak Madison, do EKRE estónio, Boris Kóllar, do eslovaco Nós Somos Família, e Tomio Okamura, do checo SPD.

Os discursos apelaram para aquilo que estes partidos têm em comum, como as políticas anti-imigração, deixando de lado as suas (muitas) diferenças. Gritou-se contra Emmanuel Macron, Angela Merkel e Jean-Claude Juncker. Aplaudiram-se Margareth Thatcher e Charles De Gaulle, citaram-se G.K. Chesterton e Winston Churchill.

Além disso, atacou-se frontalmente o Papa Francisco pelas suas ideias sobre a imigração e apoiou-se abertamente o cardeal conservador Robert Sarah. “Se fizerem com que sejamos o primeiro partido da Europa, levaremos a política anti-imigrantes a toda a União Europeia e aqui não entrará mais nenhum”, lançou Matteo Salvini.

A ausência do partido austríaco FPÖ foi talvez o maior obstáculo desta reunião. O candidato às eleições europeias Harald Viliminski tinha confirmado a presença no evento, cancelando-a no último minuto. Isto porque o partido que representa está a atravessar uma crise política, com o líder Heinz-Christian Strache – um dos aliados mais fortes de Matteo Salvini – a ter-se demitido ontem de vice-chanceler depois de ter vindo a público um vídeo que o mostra a oferecer contratos governamentais em troca de apoio político.

Questionada sobre se o grupo Europa das Nações e das Liberdades irá continuar aliado ao FPÖ, Marine Le Pen disse: “Responderemos quando ouvirmos a explicação de Mr. Strache. Mas qualquer que sejam as acusações, o FPÖ tem 25% do eleitorado austríaco, e por isso as acusações não o vão fazer desaparecer. Estou espantada que este vídeo de 2017 apareça agora, a poucos dias das eleições”.

Taísa Pagno TP, ZAP //

PARTILHAR

1 COMENTÁRIO

RESPONDER

A icónica tapeçaria "Guernica" de Picasso foi retirada da ONU. Rockfeller pediu-a de volta

A icónica tapeçaria "Guernica", de Pablo Picasso, foi retirada do Conselho de Segurança da Organização das Nações Unidas (ONU) onde estava há mais de 30 anos. A pintura “Guernica”, considerada uma das obras-primas de Picasso …

Este robô-tartaruga não precisa de circuitos eletrónicos para andar. Basta ar

O robô macio de quatro patas, criado por uma equipa da Universidade da Califórnia, não precisa de nenhum circuito eletrónico para funcionar. Os robôs macios têm captado a atenção dos cientistas e o mais recente, criado …

Norte-americano cria secretária para manter crianças seguras durante os tiroteios nas escolas

Um norte-americano desenvolveu uma secretária à prova de bala para assegurar um lugar seguro às crianças dos Estados Unidos em situações de tiroteio. Passaram três anos desde que, a 14 de fevereiro de 2018, Nikolas Cruz entrou …

A Cidade do México proibiu tampões menstruais com aplicador. Agora, as mulheres estão furiosas

A Cidade do México já tinha proibido outros objetos compostos por plástico, como é o caso de copos e palhinhas, mas agora foi mais longe e resolveu banir os tampões menstruais que contém aplicadores. No …

Benfica 2-0 Rio Ave | Águia volta a voar

O Benfica regressou às vitórias na Liga NOS, três jogos depois. A formação “encarnada” recebeu e venceu o Rio Ave por 2-0, com os dois golos apontados por Haris Seferovic e Pizzi numa segunda parte …

Criança de dois anos cai do 12º andar (mas acaba por ser salva por estafeta)

No passado domingo, em Honói, na capital do Vietname, um estafeta salvou a vida de uma criança de dois anos que caiu do 12° andar de um prédio. Nguyen Ngoc Manh é agora conhecido como …

Em França, livrarias e lojas de discos são agora "comércio essencial"

O decreto de lei do Governo francês, publicado na última sexta-feira, incluiu as livrarias e lojas de discos na lista do chamado "comércio essencial", podendo permanecer abertas em caso de confinamento. Em declarações à agência France-Presse, …

Icebergue maior que Nova Iorque parte-se perto de estação de investigação na Antártida

Um icebergue gigante partiu-se esta sexta-feira na plataforma de gelo de Brunt, na Antártida, perto de um posto de investigação do British Antartic Survey (BAS). O bloco de gelo, com 1.270 quilómetros quadrados, será ainda maior …

A Greenpeace está a atirar pedras gigantes para o Mar do Norte. Eis a razão

Na semana passada, a Greenpeace atirou pedras gigantes ao mar ao redor do Reino Unido. Esta ação faz parte do objetivo da organização de acabar com os barcos de pesca de arrasto no fundo do …

Deco avança para tribunal contra Apple por manipulação de desempenho dos iPhones 6

A Deco Proteste anunciou esta segunda-feira que avançou com uma ação judicial contra a Apple, acusando-a de práticas enganosas por ter manipulado os iPhones 6, 6 Plus, 6S e 6S Plus para se tornarem obsoletos …