Salão Internacional Automóvel de Xangai proíbe presença de modelos

O Salão Internacional Automóvel de Xangai, o mais importante da China, decidiu proibir a presença de modelos na próxima edição, em abril, após críticas de que as roupas que vestiam eram demasiado reveladoras.

A medida foi proposta em janeiro e anunciada formalmente esta terça-feira, informa hoje a imprensa oficial chinesa, assinalando que os organizadores querem que o interesse do evento, que arranca a 22 de abril, se centre nos veículos.

“As empresas devem centrar-se na qualidade e na tecnologia dos seus produtos”, segundo o anúncio da entidade organizadora do Salão de Xangai, o mais importante e antigo da China, cuja primeira edição remonta a 1985.

A China é, há vários anos, o maior mercado nacional de automóveis do mundo, com um recorde de 23,49 milhões de unidades vendidas em 2014, pelos que os salões dedicados ao setor têm proliferado em todo o país, havendo uma concorrência cada vez mais feroz entre os fabricantes e entre os próprios salões.

Em dezembro, a transmissão da série televisiva “Imperatriz da China“ foi interrompida por “problemas técnicos” e retomada, mas com as protagonistas filmadas em grandes planos, de modo a ocultar o peito e parte dos seios, que os decotes tradicionais da Dinastia Tang retratados na série deixavam ver.

ZAP / Lusa

PARTILHAR

RESPONDER

Grécia vai fechar os três maiores campos de refugiados nas ilhas do Mar Egeu

A Grécia anunciou, esta quarta-feira, que os três maiores campos de migrantes nas ilhas de Lesbos, Samos e Quios, no Mar Egeu, serão fechados e substituídos por estruturas fechadas que triplicarão a sua capacidade. "Descongestionar as …

Preços dos passes da Área Metropolitana do Porto devem manter-se em 2020

A Área Metropolitana do Porto (AMP) revelou esta quarta-feira que pretende manter inalterados os preços das assinaturas mensais Andante, em 2020, apesar da Taxa de Atualização Tarifária (TAT) de 0,38%. Em resposta à Lusa, aquela entidade …

Diplomata suspeito de tentar matar com ácido sulfúrico detido

A PSP conseguiu deter, esta quarta-feira, o diplomata guineense suspeito de ter atacado o companheiro da ex-namorada com ácido sulfúrico. Depois do incidente, em Sintra, as autoridades não tinham conseguido prender por causa do seu …

TAP baptiza avião em homenagem a Raul Solnado

Raul Solnado, um dos maiores nomes do humor português, vai dar nome, a partir desta quinta-feira, a um avião da TAP. A homenagem acontece no Dia Mundial da Televisão. O batismo do "Avião Raul Solnado" acontecerá …

Fisco quer devolução de 3,5 milhões de euros por erro em declarações de IRS de 2015

A Autoridade Tributária e Aduaneira (AT) identificou um erro na liquidação de declarações de IRS relativas a 2015, que implicou um novo apuramento do imposto em cerca de dez mil declarações no valor de 3,5 …

Afeganistão declara derrota do Daesh no principal bastião no país

O Presidente do Afeganistão, Ashraf Ghani, anunciou esta terça-feira a derrota do grupo extremista Daesh na província de Nangarhar, no leste, considerado um dos principais bastiões do grupo 'jihadista' no país. "Quem poderia imaginar há um …

Parlamento vota Orçamento do Estado a 10 de janeiro

O Orçamento do Estado para 2020 será discutido na generalidade em 9 e 10 de janeiro, na Assembleia da República, com votação final global marcada para 7 de fevereiro. Segundo o jornal Público, as duas primeiras …

Legionella. Fase de instrução do surto de Vila Franca de Xira começa hoje

O início desta fase facultativa, em que o Tribunal de Instrução Criminal de Loures vai decidir se o processo segue e em que termos para julgamento, está agendado para as 09h30 e decorrerá à porta …

Um dos mais influentes empresários de Malta foi detido no caso da morte de jornalista

Foi detido no seu iate o magnata Yorgen Fenech, um relevante empresário de Malta, no âmbito das investigações à morte da jornalista Daphne Caruana Galizia que estava a investigar pessoas influentes do país pelo alegado …

Presidente argentino diz que vai pagar dívida ao FMI, mas recusa mais ajustes fiscais

O Presidente eleito da Argentina, Alberto Fernández, assegurou na terça-feira ao Fundo Monetário Internacional (FMI) que o país vai cumprir com os compromissos em matéria de dívida, mas rejeitou aplicar mais ajustes fiscais. "Desenvolvemos um plano …