Saiba quais os destinos mais caros e mais baratos do mundo

Se está a começar a planear as suas férias, esta notícia é para si. O Fórum Económico Mundial comparou 141 países para descobrir quais as nações que são mais e quais são as mais baratas para os turistas.

Para realizar a lista, estudou-se o custo de vida, o preço do combustível, o valor dos quartos de hotel e o preço dos bilhetes de avião.

Os países mais caros:

1 – Suíça – As viagens de avião e os hotéis não saem nada baratos na Suíça, onde uma noite de alojamento pode custar 216 euros. No entanto, nove milhões de turistas que escolhem o país como destino de férias. Isto porque, apesar dos preços, está muito bem preparado para receber os visitantes e tem muitos pontos turísticos.

2 – Reino Unido – O Reino Unido atrai anualmente cerca de 31 milhões de turistas. Uma noite num hotel britânico custa em média 125 euros. O que é mesmo caro no país são os transportes. No entanto, há ofertas para todos os bolsos.

3 – França – A capital, Paris, recebe 85 milhões de turistas por ano, o que significa um lucro de 600 euros em média por cada pessoa. Um destino comum, mas caro devido aos preços dos hotéis e dos voos: uma noite francesa custará pouco menos de 200 euros. Mas também neste caso, podem-se encontrar várias opções e é possível fazer umas férias mais em conta.

4 – Austrália – O país encontra-se nesta posição muito devido ao preço das passagens de avião que são muito caras, uma vez que a Austrália está longe de quase tudo. Além disso, a Austrália é tão grande que obriga muitas pessoas a deslocarem-se de avião dentro do próprio país. Contudo, os hotéis não são muito caros, já que o preço por noite ronda os 145 euros.

5 – Noruega – Apesar de não ser caro viajar para este país, o mesmo não se pode dizer sobre o alojamento nos hotéis. Uma noite norueguesa obriga a desembolsar 136 euros e o custo de vida é muito elevado.

Os países mais baratos:

1 – Irão – O mais barato dos países listados pelo Fórum Económico Mundial é o Irão, muito por causa dos conflitos políticos do país. A viagem é muito barata, bem como o combustível e é por isso que o Irão recebe 3 milhões de visitantes por ano.

2 – Indonésia – O país recebe nove milhões de turistas, isto porque não obriga a um investimento muito considerável nem no bilhete de avião nem no combustível. Os hotéis são também baratos e a oferta turística é muito competitiva.

3 – Egito – Este país só exige gastos por turista na ordem dos 592 euros. Tanto os hotéis como o combustível são acessíveis, a par disso há diversos pontos turísticos imperdíveis, no entanto o turismo tem sofrido com os conflitos contínuos.

4 – Índia – A Índia tem vindo a conquistar um número cada vez maior de turistas nos últimos anos, recebendo sete milhões de pessoas. O transporte é barato, a comida e os hotéis também são acessíveis.

5 – Tunísia – Tem vindo a sofrer uma queda no turismo, devido à instabilidade política. Os seis milhões de turistas gastam em média 314 euros cada um, entre excursões, safaris, dias de praia, monumentos e desportos ao ar livre.

MoveNotícias

PARTILHAR

1 COMENTÁRIO

  1. Curioso, dizem que na Austrália os 145€ cobrados pelos hotéis não é caro mas logo a seguir dizem que os 136€ que se paga na Noruega já é caro.

RESPONDER

Mais cinco mortes e 713 casos confirmados em Portugal

Portugal registou, este sábado, mais cinco mortes e 713 casos confirmados de covid-19, de acordo com o mais recente boletim epidemiológico da Direção-Geral da Saúde (DGS). Este sábado registaram-se mais cinco mortes e 713 novos casos …

Dirigente da Huawei detida no Canadá pode voltar à China após acordo com EUA

A justiça dos EUA aceitou hoje o acordo entre o Departamento da Justiça e a Huawei, que vai permitir à filha do fundador e diretora financeira do conglomerado chinês de telecomunicações regressar à China. Uma juíza …

Depois do coro de críticas, brasões da Praça do Império passam do jardim para a calçada

Os brasões florais que representam as capitais de distrito e as ex-colónias portuguesas vão mesmo ser retirados da Praça do Império, em Lisboa, mas passarão a estar representados em pedra da calçada. É a solução …

Vulcão, La Palma

Aeroporto de Las Palmas inoperacional devido à acumulação de cinzas

O aeroporto de La Palma, na Ilha de Tenerife, nas Canárias, está inoperacional por acumulação de cinzas, resultante da erupção do vulcão Cumbre Vieja, informou hoje a empresa gestora dos aeroportos e do tráfego aéreo …

Siza Vieira reforça que é "trabalho" dos Bancos discutir com os clientes o reembolso das moratórias

O ministro da Economia, Pedro Siza Vieira, reforça que cabe aos Bancos "discutir com os seus clientes que têm moratórias nos sectores mais afectados" pela pandemia o reembolso das dívidas após o fim destes mecanismos …

Domingos Soares de Oliveira de saída do Benfica

Além de João Varandas Fernandes e José Eduardo Moniz, o administrador Domingos Soares de Oliveira também não vai integrar a lista de Rui Costa para as próximas eleições. Rui Costa confirmou na terça-feira que é candidato …

Depois do Bayern, Barcelona também está atento a Luis Díaz

Luis Díaz continua a somar boas exibições e clubes interessados na sua contratação. Agora fala-se do desejo do Barcelona em contratar o colombiano em janeiro. Luis Díaz atravessa um momento de forma excecional ao serviço do …

Fuse Valley, Matosinhos

Está a nascer em Matosinhos a Silicon Valley portuguesa (e até Siza Vieira está "espantado")

O "Fuse Valley" promete ser a Silicon Valley portuguesa, em Matosinhos, num empreendimento inovador da Farfetch e da Castro Group que até deixa o ministro da Economia, Pedro Siza Vieira, "espantado". A abertura está prevista …

Portugal aguarda "luz verde" da EMA para avançar com terceira dose aos idosos

Portugal aguarda a autorização da Agência Europeia de Medicamentos para avançar com a administração da terceira dose da vacina contra a covid-19 a maiores de 65 anos. Com base nos resultados de dois grandes estudos científicos …

E depois de Merkel? Alemanha já sente falta da Chanceler que saiu da sombra para salvar o seu "delfim"

Angela Merkel tinha prometido ficar afastada das eleições legislativas deste domingo, na Alemanha, mas saiu da sombra para apoiar o seu "delfim", o candidato da CDU, Armin Laschet, que deverá disputar a vitória com o …