Depois de os EUA sancionarem Ancara, Rússia está disponível para vender caças à Turquia

A Rússia anunciou estar disponível para vender a Ancara caças Sukhoi Su-35, aproveitando o crescente fosso entre os Estados Unidos (EUA) e a Turquia. A disponibilidade surgiu um dia depois de o Presidente Donald Trump ter vetado a venda e expulsado o aliado da NATO do programa dos caças furtivos F-35.

“Se os nossos parceiros turcos expressarem esse desejo, estamos preparados para trabalhar na entrega de Su-35”, garantiu o presidente da empresa estatal russa Rostec, Sergei Chemezov, citado pela Associated Press.

Segundo o Público, o Su-35 é o concorrente direto do mais recente caça norte-americano e tem sido adquirido por outros países, entre os quais a China (24) e a Indonésia (11), pelo seu desempenho em conflitos. Por exemplo, o caça russo teve um importante papel na guerra civil síria, ao apoiar o avanço das forças do regime de Bashar al-Assad.

Na quarta-feira, Donald Trump vetou a venda de 100 caças F-35, produzidos pela Lockheed Martin, por entender que a compra do sistema antimíssil russo S-400 pela Turquia é incompatível com a aquisição dos aviões furtivos usados por Estados-membros da NATO.

“Infelizmente, a decisão da Turquia em comprar o sistema antimíssil russo S-400 torna o seu envolvimento nos F-35 impossível”, disse em comunicado a porta-voz da Casa Branca Stephanie Grisham.

Há meses que Washington tentava impedir a compra do S-400 russo pela Turquia, mas quando, na sexta-feira passada, as suas primeiras peças chegaram à base militar de Murted, a noroeste da capital turca, tudo mudou. Fez avisos e ultimatos a Ancara e chegou a suspender a Turquia do programa dos F-35, mas sem efeito.

Ancara mostrou-se desagrada com a decisão norte-americana. O ministério dos Negócios Estrangeiros apelou aos EUA para que corrija “o erro” de afastar a Turquia do programa dos F-35, pois isso causará “feridas irreparáveis” nas “relações estratégicas”, indicou um comunicado citado Hurriyet.

Um porta-voz de do Presidente turco Recep Tayyip Erdogan expressou “desconforto” numa conversa por telefone com o conselheiro de Segurança Nacional dos EUA, John Bolton, segundo a CNN Turk.

Na última cimeira do G20, em junho, Donald Trump teria garantido a Recep Tayyp Erdogan que a Turquia não estava a ser bem tratada e que não ia avançar com retaliações, contradizendo o ultimato feito nesse mesmo mês.

“Criou a expectativa de que impediria o embargo aos F-35, mas Trump acabou por ceder à forte pressão interna”, comentou ao site da Voice of America Huseyin Bagci, professor na Universidade Técnica do Médio Oriente, com sede em Ancara.

De acordo com o Público, a suspensão da venda dos F-35 é um duro golpe para Ancara. A sua indústria aeronáutica é muito dependente dos contratos de fornecimento de 937 componentes do caça no valor de 12 mil milhões de dólares, segundo a Foreign Policy. Além disso, Recep Tayyip Erdogan contava reformar a frota da Força Aérea, composta por F-16 de fabrico norte-americano, e dos quais muitos já têm décadas de serviço.

O chefe de Estado turco não tem alternativa senão procurar a aquisição de caças com capacidades semelhantes noutros países, o que pode representar um realinhamento das alianças regionais no Médio Oriente.

“A Turquia vai provavelmente olhar para os recentes caças da China e Rússia, o que vai alienar ainda mais o Ocidente e empurrar a Turquia para o Oriente”, disse Huseyin Bagci.

TP, ZAP //

PARTILHAR

RESPONDER

Advogados continuam luta para manter declarações fiscais de Trump em segredo

Depois de o Supremo Tribunal ter determinado que os procuradores nova-iorquinos podem ter acesso às declarações de impostos do Presidente dos Estados Unidos (EUA), Donald Trump, os seus advogados informaram na quarta-feira que estavam a considerar …

EUA negam vistos a funcionários da Huawei que apoiem "violadores de direitos humanos"

Esta quarta-feira, o Governo norte-americano que vai impor restrições nos vistos a funcionários da Huawei e a outras empresas que os Estados Unidos vejam como apoiantes de Governos violadores de direitos humanos. Além das restrições, o …

Ventilador produzido em Portugal recebe autorização de utilização do Infarmed

O ventilador Atena, produzido em Portugal, recebeu, na terça-feira, a autorização do Infarmed para o seu uso em contexto hospitalar na luta contra a covid-19. Esta quarta-feira, numa publicação na sua página de Facebook, o CEiiA …

American Airlines avisa 25 mil trabalhadores que podem perder emprego

Os dirigentes da American Airlines escreveram a cerca de 25 mil trabalhadores da transportadora aérea para lhes comunicar que o seu emprego pode desaparecer em outubro. Os dirigentes das Companhias de aviação dos Estados Unidos admitiram …

Trump substitui diretor de campanha a menos de quatro meses das eleições

O Presidente dos Estados Unidos substituiu, esta quarta-feira, o seu diretor de campanha, perante os maus resultados nas sondagens, a menos de quatro meses das eleições. "Tenho o prazer de anunciar que Bill Stepien foi promovido …

Bristol acordou com uma nova estátua. Manifestante antirracismo substitui comerciante de escravos

Bristol acordou com uma nova estátua. Um artista britânico ergueu uma estátua de uma manifestante do movimento ‘Black Lives Matter’ no topo do pedestal na cidade inglesa antes ocupado pela estátua de um comerciante de …

Enfermeira norte-americana matou sete doentes num hospital de veteranos com injeções de insulina

Uma enfermeira num hospital de veteranos norte-americanos matou deliberadamente pelo menos sete doentes com injeções de insulina. A mulher, que admitiu o crime, deverá ser condenada a sete penas de prisão perpétua, mais 20 anos …

PSP pôs fim à festa do título na Avenida dos Aliados. Um polícia ficou ferido

Na parte final dos festejos portistas, já durante a madrugada, nos Aliados, o Corpo de Intervenção da PSP do Porto foi obrigada a intervir contra um grupo de adeptos. Ninguém foi detido, mas um agente …

PJ detém cinco pessoas por esquema fraudulento com tratamentos para a covid-19

Cinco profissionais ligados ao ramo da saúde foram detidos, esta quinta-feira, pela Polícia Judiciária (PJ) numa operação que envolveu buscas a clínicas médicas, residências e empresas e que investiga crimes de corrupção, burla qualificada, falsificação …

Suárez aborda eventual saída de Messi. "Saberá do que precisa"

O futebolista Luis Suárez comentou a possível saída do seu companheiro de equipa Lionel Messi do Barcelona. "Saberá do que precisa", disse o internacional uruguaio, frisando que não consegue ver o astro argentino noutra equipa. …