Rússia quer assumir controlo da web no país “em caso de emergência”

A Rússia está a fazer planos para garantir o controlo estatal sobre a Internet durante uma emergência nacional, segundo a imprensa russa.

De acordo com o que já foi revelado, uma guerra ou uma revolta semelhante à Primavera Árabe seriam alguns dos eventos que poderiam ser classificados como emergência no âmbito desse plano, que está em discussão no Conselho de Segurança da Rússia.

As autoridades alegam que, atualmente, o país depende muito de sistemas estrangeiros para manter as suas páginas da Internet.

O plano está a ser preparado num momento em que o país enfrenta uma série de sanções da União Europeia e dos EUA devido ao suposto envolvimento russo no conflito na Ucrânia.

Líderes ocidentais acusam a Rússia de desestabilizar a Ucrânia ao enviar militares e armas pesadas para as forças separatistas no leste do país – algo que as autoridades de Moscovo negam.

Controlo dos domínios

Um porta-voz do Kremlin, Dmitry Peskov, justificou o debate afirmando que recentes ações dos Estados Unidos e da Europa “têm sido marcadas por um certo grau de imprevisibilidade, e precisamos estar prontos para qualquer coisa”.

Por sua vez, o ministro das Comunicações russo Nikolai Nikiforov confirmou que o país está a fazer planos que levam em conta as sanções.

“Nessas condições estamos a trabalhar em cenários nos quais os nossos parceiros subitamente decidam cortar-nos a Internet”.

Especialistas entrevistados pelo site de notícias russo Vedomosti afirmaram que o órgão federal Rossvyaz, que tem a seu cargo as comunicações, poderia assumir o controlo dos domínios da Internet, nomeadamente aqueles terminando em .ru ou .rf.

Todos os provedores no território do país também seriam subordinados ao órgão.

Ainda não está claro se o controlo mais forte sobre a infraestrutura da Internet na Rússia afetaria relações com a ICANN (Corporação da Internet para Atribuição de Nomes e Números), organização baseada nos Estados Unidos, que governa os domínios de Internet internacionalmente.

Nikiforov afirmou que o seu ministério realizou exercícios com o Ministério da Defesa e o FSB (agência de inteligência russa) para se preparar para um eventual cenário no qual a Rússia seja privada de serviços de Internet.

Keir Giles, um especialista em segurança cibernética baseado em Londres, afirmou que o FSB recebeu novos poderes de vigilância da Internet desde que o analista americano Edward Snowden expôs a extensão das ações de monitorização secreto do tráfego da Internet feitas pelo governo americano.

De acordo com outro site de notícias russo, o Gazeta.ru, as autoridades russas estão também a considerar mudar as características das conexões de Internet no país para monitorizar a rede mais facilmente.

ZAP / BBC

PARTILHAR

RESPONDER

Primeiro-ministro britânico quer compromissos sobre vacinas e apoio a países em desenvolvimento

Mil milhões de vacinas anti-covid-19, um sistema de alerta mundial para novas pandemias e financiamento do ensino de raparigas em países em desenvolvimento são algumas das metas propostas pelo primeiro-ministro britânico para a cimeira do …

Farmácias já venderam 500 mil autotestes, mas só 1739 foram registados

As farmácias e parafarmácias já venderam mais de 500 mil autotestes à covid-19, mas houve apenas 1739 registos na página da Internet criada para o efeito. Isto indicia que a maioria das pessoas que faz os …

Falta de água leva Associação de Beneficiários do Mira a cortar tubos dos pequenos agricultores

"Cortaram sem um aviso". A queixa é dos pequenos agricultores do sudoeste alentejano que se queixam de que a Associação de Beneficiários do Mira lhes cortou a água da Barragem de Santa Clara, numa altura …

Somente 37% dos portugueses recusam líder autoritário, revela estudo

Um estudo da Gulbenkian, divulgado esta sexta-feira, revelou que baixou para 37% a percentagem de portugueses que não quereriam ser governados por um líder autocrático, que não tivesse de se submeter ao parlamento ou a …

Instituto de Ciências Biomédicas Abel Salazar da Universidade do Porto.

"Não há falta de médicos". Faculdades de Medicina não vão aumentar vagas

O Governo vai voltar a abrir a porta ao aumento de vagas nos cursos procurados pelos melhores alunos, mas as faculdades de Medicina voltam a fechá-la. De acordo com o jornal Público, o Governo vai voltar …

Jesus chama por Al Musrati. Benfica tem trunfo para baixar o preço

Jorge Jesus está a pressionar Luís Filipe Vieira para que avance o mais rapidamente possível para a contratação de Al Musrati. Chiquinho pode ser incluído no negócio. O Benfica mantém Al Musrati como o principal alvo …

Surtos em festas e casamentos pioram situação em Lisboa e Vale do Tejo

Só na região de Lisboa e Vale do Tejo foram recentemente identificados nove surtos de covid-19 relacionados com festas de aniversário, casamentos e outros eventos sociais, informa a Direção-Geral da Saúde (DGS). Do total de nove …

Cancro. Centros de saúde não conseguem retomar rastreios e recuperar atividade

A Ordem dos Médicos alertou que os centros de saúde não estão a conseguir retomar os rastreios de alguns cancros, que estão a ser feitos apenas de forma oportunista, e que tem sido quase impossível …

Arranca o Euro2020. Itália e Turquia medem forças um ano depois do previsto

As seleções da Itália e da Turquia dão hoje o pontapé de saída para o Euro2020 de futebol, em Roma, com o torneio a disputar-se um ano depois do previsto devido à pandemia de covid-19. No …

Peglow cada vez mais perto do FC Porto. Lágrimas anunciam saída do jogador

João Peglow está perto de chegar ao FC Porto por empréstimo. Os 'dragões' devem ficar com uma opção de compra no valor de 6 milhões de euros. Na noite desta quinta-feira, o Internacional perdeu por 3-1 …