Rússia diz que pode organizar os seus próprios Jogos Olímpicos

Korean Olympic Committee / Wikimedia

Jogos Olímpicos de Inverno, em Sochi, na Rússia

Na sequência da exclusão por quatro anos, anunciada na segunda-feira, a presidente do Parlamento russo sugeriu que o país pode organizar os seus próprios Jogos Olímpicos.

A presidente do Parlamento russo, Valentina Matviyenko, afirmou que o país pode organizar os seus próprios Jogos Olímpicos, sem a intervenção da Agência Mundial Antidopagem (AMA) e com a participação de “atletas de classe mundial”.

“Acho que a Rússia pode realizar os seus próprios Jogos Olímpicos, para os quais convidaria os melhores atletas, os atletas de classe mundial. A Rússia tem uma enorme experiência na organização de grandes competições internacionais”, afirmou Matviyenko, em declarações à comunicação social russa.

Na segunda-feira, a Rússia foi excluída das competições internacionais por um período de quatro anos, na sequência da descoberta de um esquema de doping com conhecimento e apoio estatal, tornado público há cerca de seis anos.

Além da ausência em Tóquio 2020, o país ficará também impedido de participar em outras grandes competições mundiais, incluindo a qualificação para o Mundial de futebol de 2022.

“A AMA é uma das muitas organizações desportivas mundiais que estão a passar por uma crise. Os nossos atletas podem continuar a preparar-se para todas as competições. Não devem parar e todos devemos estar unidos. A AMA não é a inquisição“, frisou ainda Matviyenko.

A decisão da AMA prevê a possibilidade de os atletas russos competirem sob bandeira neutra, ou seja, sem competir sob a bandeira e as cores da Rússia.

De acordo com a organização, “os atletas que quiserem participar em Jogos Olímpicos ou Paralímpicos, ou em qualquer outro evento abrangido pela decisão, terão de provar que não estão envolvidos nos programas de doping descritos no relatório McLaren, ou que as suas amostras não foram falsificadas”.

Já o presidente do Comité Olímpico da Rússia, Stanislav Pozdniakov, declarou que os atletas sem ligações a casos de doping devem continuar a preparação para Tóquio 2020, apesar da condenação.

“Continuam em pleno os preparativos para os Jogos Olímpicos [de 2020] e para outros grandes eventos desportivos”, afirmou, citado pela agência noticiosa russa Interfax.

Na terça-feira, o presidente da agência russa antidopagem, Iouri Ganous, considerou que, caso venha a recorrer desta decisão, a Rússia não tem qualquer hipótese de ganhar.

ZAP ZAP // Lusa

PARTILHAR

1 COMENTÁRIO

RESPONDER

Um terramoto devastador pode abalar a Nova Zelândia nos próximos 50 anos

Um novo estudo revela que as hipóteses de a Falha Alpina da Ilha do Sul da Nova Zelândia provocar um terramoto devastador nos próximos 50 anos são muito maiores do que se pensava.  Um estudo conduzido …

"Um incendiário como chefe dos bombeiros". Irão na Comissão sobre o Estatuto da Mulher gera indignação

O Irão foi eleito esta segunda-feira para a Comissão das Nações Unidas sobre o Estatuto da Mulher durante um mandato de quatro anos, juntamente com China, Japão, Líbano e Paquistão. A Comissão sobre o Estatuto da …

Busca em contrarrelógio. Submarino desaparecido na Indonésia tem 72 horas de oxigénio

O chefe da Marinha da Indonésia, Yudo Margono, afirmou que o submarino desaparecido ao largo de Bali com 53 tripulantes a bordo tem capacidade para 72 horas de oxigénio. Em conferência de imprensa, Yudo Margono disse …

Carrinhas comerciais perdem isenção e voltam a pagar ISV

Os veículos comerciais beneficiam de uma isenção de Imposto Sobre Veículos (ISV), mas vão perdê-la a partir do dia 1 de julho deste ano. Em causa estão, segundo avança o Jornal de Negócios, os automóveis ligeiros …

Médicos querem vacinar já quem teve covid há mais de 6 meses. DGS diz que recuperados “nunca estiveram esquecidos”

A Ordem dos Médicos defende que a vacinação de pessoas que pertencem a grupos prioritários e tiveram covid-19 há mais de seis meses deve avançar o quanto antes e não apenas no final de maio, …

Governo discute hoje "estatuto do artista", mas setor mantém as críticas

O Conselho de Ministros desta quinta-feira será dedicado “de forma transversal” à Cultura, conforme indiciou o primeiro-ministro. Numa altura em que este setor está significativamente fragilizado por efeito da crise pandémica, o Executivo deverá aprovar …

Há três portugueses na calha para substituir Espírito Santo no Wolverhampton

O Wolverhampton prepara uma possível saída de Nuno Espírito Santo e tem três portugueses na calha: Vítor Pereira, Bruno Lage e Rui Faria. Ultimamente tem-se falado muito da possibilidade de Nuno Espírito Santo abandonar o Wolverhampton …

PS, BE e CDS alargam direitos dos independentes. “Não é luz verde, é amarela”

As alterações às leis eleitorais têm aprovação garantida em plenário por maioria absoluta nesta quinta-feira. Independentes podem concorrer à Câmara e Assembleia Municipal com o mesmo nome, símbolo e sigla, mas não a todas as …

Aos 29 anos, "sucessor" de Mourinho estreia-se a vencer e faz história

Ryan Mason, o novo treinador interino do Tottenham, estreou-se a ganhar e tornou-se o treinador mais jovem da história da Premier League. Com a saída de José Mourinho do Tottenham, esta segunda-feira, Ryan Mason assumiu interinamente …

PS-Porto traça perfil de candidato e currículo de Barbosa Ribeiro encaixa como uma luva

O PS traçou o perfil do candidato que quer ver concorrer pelo partido à Câmara Municipal do Porto. O presidente da Comissão Política do PS do Porto, Tiago Barbosa Ribeiro, encaixa na perfeição. Nos últimos tempos, …