Rússia pondera multar cidadãos que usam serviços de Internet estrangeiros

A Rússia está a ponderar multar indivíduos e empresas que usem serviços ocidentais de Internet, nomeadamente através do Starlink, da SpaceX, do OneWeb ou de outras constelações de satélites estrangeiros.

De acordo com um relatório recente do Popular Mechanics, citado pelo Ars Technica, as multas recomendadas variam de 10.000 a 30.000 rublos (entre 135 e 405 dólares) para utilizadores privados e de 500.000 a 1 milhão de rublos (entre 6.750 e 13.500 dólares) para pessoas jurídicas que usem serviços de satélite ocidentais.

No referido artigo, os membros da Duma – órgão legislativo da Rússia – afirmam que aceder à Internet de forma independente contorna o Sistema de Medidas de Busca Operacional do país, que monitoriza o uso da Internet e as comunicações móveis.

O diretor-geral da Agência Espacial Federal Russa, Dmitry Rogozin, vê a SpaceX como a principal rival nos voos espaciais, tendo criticado a NASA e o Departamento de Defesa dos Estados Unidos (EUA) por financiarem a empresa através de contratos governamentais.  Mais recentemente, afirmou que o Starlink é um esquema para fornecer às Forças Especiais dos EUA comunicações ininterruptas.

Em agosto de 2020, referiu que o Starlink faz parte de “uma política predatória, inteligente, poderosa e de alta tecnologia dos EUA”, utilizada “para fazer avançar, antes de tudo, os seus interesses militares”. Classificou ainda como “absurda” a afirmação da SpaceX de que este foi criado para fornecer serviço de Internet para 4% da superfície do planeta que não é coberto pela Internet terrestre.

A proibição relativa ao serviço OneWeb é mais inusitado, visto que a empresa usa o foguetão russo Soyuz para lançar quase toda a sua constelação inicial em órbita. Lançamentos mensais dos satélites OneWeb estão planeados este ano a partir de Baikonur, no Cazaquistão, e de Vostochny, na Rússia.

Para não ser ultrapassada pelos concorrentes ocidentais, a Rússia está a planear a sua própria constelação de Internet via satélite, conhecida como “Esfera”. Há, porém, dúvidas sobre a acessibilidade desta constelação, que pode começar a ser lançada em 2024.

Relatórios apontam para um orçamento que pode chegar aos 20 mil milhões de dólares (16,4 mil milhões de euros). O orçamento atual da Roscosmos, a corporação espacial russa liderada por Rogozin, é de cerca de 2,4 mil milhões de dólares (aproximadamente 2 mil milhões de euros) por ano.

Taísa Pagno //

PARTILHAR

RESPONDER

Encontradas fibras de poliéster em todo o Oceano Ártico

Investigadores encontraram fibras de poliéster em todo o Oceano Ártico. As evidências sugerem que lavar as nossas roupas está a contribuir para esta contaminação. Há muito tempo que o Ártico provou ser um barómetro da saúde …

Campus universitários nos Estados Unidos podem tornar-se super-propagadores da covid-19

Os campus universitários podem tornar-se super-propagadores do novo coronavírus, que causa a covid-19, para toda a sua área de abrangência, concluiu uma nova investigação levada a cabo nos Estados Unidos. Analisando os 30 campus universitários …

A "máscara mais inteligente do mundo" é recarregável, tem microfone e dá luz

A Razer afirma ter criado a máscara mais inteligente do mundo. O Projeto Hazel é um design com um revestimento externo feito de plástico reciclado à prova de água e é transparente para permitir a …

Novo tratamento permite que pessoas com lesões na espinal medula voltem a mexer mãos e braços

Uma equipa de investigadores da Universidade de Washington conseguiu ajudar seis participantes com lesões traumáticas da espinal medual a recuperar alguma mobilidade de mãos e braços. Muitas das pessoas que sofrem lesões traumáticas da espinal medula …

Ventiladores comprados à China custaram 1,3 milhões. Autarquias algarvias vão pedir devolução do dinheiro

Os 30 ventiladores comprados à China seriam usados nos hospitais do Algarve, mas os equipamentos não funcionam. Os autarcas vão agora exigir devolução do dinheiro. De acordo com a edição do jornal Público deste domingo, o …

EUA um passo atrás da China. Pequim leva avanço na Guerra Comercial (e as suas exportações estão em alta)

No ano em que a pandemia se expandiu em todo o mundo, muitos países viram-se em mãos com graves problemas financeiros e económicos. No caso da China, a situação foi mais positiva e o país …

Alexei Navalny detido no regresso à Rússia

O líder da oposição russa, Alexei Navalny, foi detido este domingo no aeroporto em Moscovo quando regressava à Rússia. Os serviços prisionais russos (FSIN) detiveram o opositor russo Alexei Navalny, este domingo, à chegada a Moscovo, acusando-o …

Prazo para trocas ou devoluções suspenso durante confinamento

O prazo para efetuar trocas ou devoluções de bens ficará suspenso durante o atual confinamento e as garantias que terminem neste período ou nos 10 dias seguintes serão prorrogadas por 30 dias, segundo diploma publicado …

Desde 2001 que polícias negros alertam para racismo de agentes do Capitólio

Com a invasão do Capitólio, investiga-se o alegado racismo existente na Polícia do Capitólio. Desde 2001 que agentes negros denunciam casos de discriminação racial no departamento. Desde 2001, centenas de agentes policiais negros processaram o departamento …

Um megatsunami devastou uma vila na Gronelândia. Três anos depois, há quem não possa voltar a casa

Em junho de 2017, Nuugaatsiaq, na Gronelândia, foi devastada por um megatsunami, cujas ondas foram desencadeadas por um enorme deslizamento de quase 30 quilómetros através do fiorde. Embora as ondas se tivessem dissipado quando chegaram a …