Rússia e Qatar podem perder a organização dos Mundiais se for provada corrupção

Walter Bieri / EPA

Joseph Blatter no 65º Congresso da FIFA em Zurique

Joseph Blatter no 65º Congresso da FIFA em Zurique

A Rússia e o Qatar podem perder a organização dos Mundiais de futebol de 2018 e 2022 caso se prove que a sua candidatura venceu “através de corrupção”, revelou este domingo um dirigente da FIFA, depois de uma semana manchada por escândalos.

“Se existirem provas de que o Qatar e a Rússia conquistaram a organização do Mundial graças a corrupção, então essa organização pode ser-lhes retirada”, disse Domenico Scala, presidente da Comissão de Auditoria da FIFA, em entrevista ao jornal SonntagsZeitung.

Ainda assim, o dirigente garantiu que, até à data, “essas provas não foram entregues”.

A declaração surge após novo caso que abalou o futebol internacional, nomeadamente em torno do Mundial de 2010 na África do Sul e um processo de compra de votos que decorreu no Egito, com o personagem principal a ser Jack Warner, ex-vice presidente da FIFA.

O antigo ministro dos Desportos do Egito, Aley Eddine Helal, confirmou hoje as acusações contra o dirigente de Trinidad e Tobago, nomeadamente a chantagem para adjudicação do Mundial de 2010.

“Disse-nos que poderia garantir sete votos e pediu-nos um milhão por cada um”, revelou.

Warner está igualmente ligado ao escândalo de 10 milhões de dólares (nove milhões de euros) alocados para as Caraíbas pela Africa do Sul, após ter conquistado o Mundial de 2010.

O dirigente de Trinidad e Tobago era na altura presidente da CONCACAF (Confederação de Futebol da América do Norte, Central e Caraíbas) e, segundo a BBC, boa parte deste dinheiro acabou nos seus bolsos.

Os sucessivos escândalos no futebol Mundial surgiram após o Departamento de Justiça dos Estados Unidos ter indiciado nove dirigentes ou ex-dirigentes e cinco parceiros da FIFA, acusando-os de associação criminosa e corrupção nos últimos 24 anos, num caso em que estarão em causa subornos no valor de 151 milhões de dólares (quase 140 milhões de euros).

A acusação foi conhecida horas depois de o Ministério da Justiça e a polícia da Suíça terem detido sete dirigentes da FIFA na quarta-feira, num hotel de Zurique, a dois dias das eleições.

O escândalo já fez uma vítima: o presidente Joseph Blatter apresentou a sua demissão quatro dias de depois ter sido reeleito para um quinto mandato.

Futebol365 / Lusa

PARTILHAR

1 COMENTÁRIO

  1. AVISO AOS DISTRAIDOS

    Esta é uma golpada com fundo de verdade. A corrupção existe há muitas décadas, nunca ninguém quis saber disso. Os americanos não são ninguem no futebol, nem têm adeptos de jeito, a não ser alguns emigrantes hispânicos.
    A golpada é retirar a organização do Mundial 2018 à Rússia. É mais um golpe dos mesmos que planearam e supotaram os golpistas nazi/fascistas na Ucrânia para o derrube dum presidente democraticamente eleito.
    Pensem bem nisto. São os mesmos facinoras que nos impuseram a toika e nos usurparam a soberania.

RESPONDER

"Dirty Dancing" está de volta e conta com Jennifer Grey

John Feltheimer, CEO da Lionsgate, confirmou ao The Guardian que a produtora está a desenvolver uma sequela de Dirty Dancing. O clássico dos anos 80 que agora regressa foi protagonizado originalmente por Patrick Swayze e …

A Bugatti está a vender um carro elétrico "para crianças". Chama-se Baby II e custa 30 mil euros

A Bugatti e a Little Car Company, sediada em Londres, uniram-se para criar 500 Bugattis elétricos em miniatura para crianças. Agora, fruto dos desenvolvimentos mundiais, alguns veículos ficaram disponíveis para compra. O mais recente brinquedo da …

50 anos de monarquia e uma guerra de dias. A pandemia "matou" a micronação mais antiga da Austrália

O reinado de 50 anos de uma micronação na Austrália chegou ao fim devido ao impacto económico da pandemia de covid-19, que fez com que o autodeclarado principado se rendesse ao país. Hutt River, um principado …

NASA vai rebatizar planetas e outros corpos celestes com nomes ofensivos

A agência espacial norte-americana (NASA) anunciou que vai rebatizar alguns planetas, galáxias e outros corpos celestes que possuem nomes "ofensivos". Em comunicado publicado esta quinta-feira, a NASA explica que vai abandonar os nomes "não-oficiais" a …

O maior parque de crocodilos da Índia está à beira da falência. Abriga mais de 2.000 animais

O maior parque de crocodilos da Índia, localizado perto da cidade de Chennai, no sul do país asiático, encontra-se à beira da falência depois de a pandemia de covid-19 ter obrigado a fechar o espaço …

Campanha científica acrescenta mais de 37 mil quilómetros quadrados ao mapa do mar português

A campanha científica que o navio hidro-oceanográfico D. Carlos I da Marinha Portuguesa realizou durante nove semanas nos Açores, para levantamentos hidrográficos, permitiu “acrescentar cerca de 37.500 quilómetros quadrados sondados ao mapeamento do mar português”. Numa …

Apesar dos alertas, houve quem plantasse as sementes misteriosas da China (e já começaram a crescer)

Durante as últimas semanas, pessoas em todo o mundo têm recebido, sem ter encomendado, nas suas caixas de correio sementes com origem na China. Apesar dos avisos em contrário, houve quem plantasse os misteriosos presentes. As …

Marcelo veta redução de debates sobre a Europa. Não foi uma "solução feliz"

O Presidente da República vetou esta segunda-feira a redução do número de debates em plenário para o acompanhamento do processo de construção europeia de seis para dois por ano, defendendo que não foi uma “solução …

Boris Johnson admite alargar quarentena a mais países

O primeiro-ministro britânico, Boris Johnson, admitiu esta segunda-feira alargar o sistema de quarentena a pessoas que cheguem de países atualmente isentos para reduzir o risco de infeção com a doença covid-19 no Reino Unido. "No contexto …

Novo lay-off. Ajuda da Segurança Social para pagar subsídios de Natal pode chegar só em 2021

O apoio ao pagamento do subsídio de Natal previsto pelo Governo para apoiar as empresas no âmbito do novo regime de lay-off, que entrou em vigor em agosto, poderá só ser pago pela Segurança Social …