RTP contestada por incluir “Baile dos Pretos” na corrida às 7 Maravilhas da Cultura Popular

Corpo de Deus-Festas da Cidade e do Concelho de Penafiel / Facebook

O “baile dos pretos” nas festas do Corpo de Deus de Penafiel em Março de 2013.

Um grupo de deputados do PS pede explicações à ministra da Cultura e contesta a RTP por causa de uma das candidaturas finalistas ao programa “Sete Maravilhas da Cultura Popular” que vai começar a ser exibido no canal público a partir do próximo dia 6 de Julho. Em causa está o “baile dos pretos” que representa Penafiel.

O “baile dos pretos” é um momento performativo que faz parte da actuação “Baile do Corpo de Deus – Cavalhada”, representativa de Penafiel. Os participantes neste momento dançam com o rosto pintado de preto e ao som dos seguintes versos:

“O Preto é o rei dos matos
Imperador de macacos
Não posso levar avante
Pretinho andar de sapatos
Trabalhai pretos cachorros
Trabalhai com devoção
Já que el-rei vos deixou forros
Ide-lhe beijar a mão”

Na descrição da candidatura de Penafiel, aponta-se que o “baile dos pretos” conta “a história de um grupo de escravos negros alforriados, que apresentam uma vistosa dança de fitas”.

Os deputados do PS Hugo Oliveira, Joana Sá Pereira, Rosário Gamboa, Bruno Aragão, Susana Correia e Cláudia Santos questionam a ministra da Cultura se tem conhecimento do teor desta candidatura e perguntam se não considera que deveria haver uma “reavaliação da participação desta suposta manifestação cultural no programa”.

“É missão pública de quem tem o dever de informar promover actividades, eventos e iniciativas que se pautem pelo respeito entre todos e que combatam toda e qualquer prática discriminatória“, apontam os deputados.

“Estamos a falar de uma candidatura a um programa, em que a televisão oficial é a RTP e com o alto patrocínio do Presidente da República“, reforça em declarações ao Expresso o deputado Hugo Oliveira.

“São comportamentos inadmissíveis que não cabem na sociedade actual”, acrescenta o deputado socialista, notando que “temos racismo estrutural em Portugal e as pessoas entendem-no como normal”. “É por isso que ouvimos Rui Rio dizer que não há racismo em Portugal e é também por isso que assistimos à manifestação do Chega“, considera.

Os portugueses “entendem que racismo é apenas quando existe violência contra uma pessoa de cor”, aponta ainda Hugo Oliveira, notando que “este tipo de manifestações, infelizmente, existem e são claramente racistas“.

Câmara de Penafiel assegura que tirou “partes ofensivas”

A Câmara de Penafiel já veio contestar a posição dos deputados socialistas, garantindo que foram “suprimidas partes potencialmente ofensivas das quadras” mencionadas, conforme nota enviada ao Público.

“O enredo do “Baile dos Pretos” consiste na apresentação de um conjunto de escravos alforriados que, depois de libertos e acompanhados pela sua realeza, apresentam os seus cumprimentos ao concelho e à comissão de festas, enquanto cidadãos livres”, explica a autarquia, frisando que executam “uma vistosa e colorida dança de fitas, que se entrelaçam num poste, celebrando-se assim a sua libertação do jugo da escravatura e a sua integração de igual direito na sociedade“.

A autarquia afiança também que “teve o cuidado de suprimir parte de quadras que pudessem conter alguma referência ofensiva”, garantindo que as quadras mencionadas no requerimento dos socialistas não fazem parte do “actual repertório do baile”.

Penafiel orgulha-se de ser uma terra acolhedora e integradora, com inúmeros exemplos de parcerias com países africanos com quem mantém relações de cooperação”, conclui a autarquia.

A RTP não se pronunciou sobre a polémica até ao momento.

ZAP //

PARTILHAR

31 COMENTÁRIOS

  1. Não sabem que agora já não há pretos? Agora somos todos cinzentos. Só que há os cinzentos claros e os cinzentos escuros. Se mudarem o nome para “baile dos cinzentos escuros” fica tudo resolvido.

  2. Teria a sua piada ser uma das finalistas e ganhar o seu lugar como uma das 7 Maravilhas da Cultura Popular.

    Querem arranjar drama e confusão quando não há razão para.

    • Já se sabe que a xuxalhada é tremendamente complexada. Com um espírito de incultura vê problemas aonde eles não existem. Esta gente tem que ser mais justa e racional se não, a qualquer altura, arranjam conflitos.

  3. E novamente mais uma tentatíva de avançar com a narrativa do “racismo estrutural em Portugal” – a mim parece-me que estamos perante a história do Pedro e do Lobo; pelo que li, estes deputados carecem de ler a história de Portugal e do Mundo e não estarem a importar a narrativa da esquerda progressista dos EUA.

    Porque querem re-escrever a história? Sim, existiram maus comportamentos em TODO o mundo; sim, devemos não esquecer a história para a não repetir, agora começar com as “micro-agresssões” e sensibilidade exacerbada — Qual é a agenda destes deputados do PS? O que está por detrtás? – Uma coisa é o que dizem para parecerem correctos, e utilizarem isso como forma de “cancel culture”, outra, bem diferente, é o que pretendem com isso.

    A estes Srs. deputados digo-lhe que trabalhem em algo que aporte valor para os Portugueses, nomeadamente os que os elegeram; que trabalhem porque estão aqui para nos servir e não instigar eles próprios racismo ou atitudes racistas.

    Existem pessoas racistas? Sim. Existe racismo estrutural? Onde? – Deixem-se de tentar ludibriar os Portugueses com o vosso Marxismo, Socialismo e Comunismo — Isso não tem lugar em Portugal.

    Leiam a história da tentatíva de implementação desses regimes, e dos países onde esses regimes existem na actualidade e tirem as suas conclusões.

    Se esses regimes fossem tão bons porque é que infelizmente os cidadãos dos vários países fugiram e tentam fugir dos mesmos? – Leiam, informem-se, e tirem as vossas conclusões.

  4. Mais uma ofensiva da Brigada do Politicamente Correto.
    Quanto mais remexerem em coisas inócuas destas, mais estimularão uma reação de sinal contrário.

  5. Li os comentários e fiquei estarrecido com a ignorância dos comentários. Devem ser acólitos do Ventura, do Trump e do Bolsonaro.

    • FM, … E eu estou estarrecido com o seu comentário.
      Ou a cultura e a história do país tem de ser apagada? As estátuas têm de ser decepadas, ou destruídas?
      Você sabe de onde vem? Ou a sua história familiar também deve ser apagada?
      Santa ignorância.

    • O que valeu para passar uma esponja por cima de todos os comentário e reduzi-los a NADA foi o comentário FM. Deve ser uma pessoa altamente instruída, inteligente, conhecedora da História e, acima de tudo, muito bom em prosa. Na verdade, um comentário com aquela extensão e onde abordou tantos assuntos pertinentes e tudo com um enquadramento daqueles, é de se lhe tirar o chapéu. Eu fiquei estarrecido e penso que os outros comentadores também Até vou pensar se mais algumas vez aqui escrevo alguma coisa. Sinto-me tão pequenino perante o comentário do F M que, se calhar vou meter-me pelo chão abaixo. Ou até até atirar-me da ponte Salazar abaixo

    • És mesmo radicalista extremista de esquerda…
      Se não estás bem, vai viver para a Venezuela, Coreia do Norte, Sibéria, Cuba, Rússia e outros países comunistas que são DITADURAS…
      Portugal nunca será extremista de esquerda, seu abutre…

    • A ignorância não será tua??
      O que tem as criticas a esta tremenda estupidez a ver com palermas como o Ventura, Trump ou Bolsonaro??

      • EU. Já antes te tinha pedido para ires ao psiquiatra.
        Não tens vergonha de por em causa a cultura ocidental, que deves crer ver culpabilizada pela sua evolução histórica, quando os árabes, chineses e indianos continuam a defender orgulhosamente as suas culturas (também elas milenares) e que têm mais “culpas no cartório” que a nossa?
        A árabe iniciou e sempre praticou a escravatura (de brancos, de pretos e deles próprios), a chinesa a exploração da sua própria raça, a hindu a perpetuação das castas. Queres mais exemplos?

        • Tu nem ler sabes, quanto mais dar conselhos a desconhecidos!…
          Vai ler novamente o primeiro comentário nesta notícia e pode ser que, à segunda tentativa, percebas minha posição!
          Até lá, estás ao nivel dos palermas dos deputados do PS que criaram esta polémica…

    • Por que ficou estarrecido com a ignorância dos comentários? Porque qualquer comentário que se demonstre contrário ao que pensa ser o correcto é ignorante e por isso inválido, sendo a sua perspectiva de indignação a sábia e sabida evolução? Ou é, de facto, ignorante não nos entregarmos à estupidificação e imbecilidade dos tempos em que temos a “obrigação” de ter uma ideologia igualitária e total de um fundamentalismo que nos suga as ideias e as opiniões particulares? As quadras não são grande coisa, é um facto, mas não significa que mereçam tal alvoroço, indignação e ferocidade selvática por parte dos indivíduos PS (ou outros). Acho, isto sim, que somos demasiado “racistas e xenófobos” com o preto, não com a pessoa de cor, mas com a cor – embora preto não seja uma cor mas a ausência de todas as cores – preta, propriamente. Indigna-me muito mais o racismo diário que atinge muitos de nós, a maior parte da população, tenha ela qualquer cor, nacionalidade ou credo, e que é maltratada, desprezada, roubada, ultrajada, etc, etc, por todos os políticos e suas politiquices que temos em Portugal; bem como toda a corja corrupta e criminosa – dos estratos sociais mais altos aos mais baixos – que pulula impunemente, com todos aqueles que não têm respeito pelo outros e acham que têm o direito de fazer o que bem lhes apetece segundo a sua vontade e apetite. Esse é o maior racismo que ignoramos e negligenciámos. Aceitamos tudo isto sem nos indignarmos! Escolhemos muito mal os temas e assuntos em que colocamos todo o vigor da nossa indignação, toda a nossa rebeldia e, acabamos por ser merecedores de tudo o que temos, ainda que nada tenhamos e sendo esse nada o único direito que temos.

  6. Mais uma vez a ignorância cultural destes ditos representantes do povo leva-os a fazerem estas figurinhas tristes. Por favor, façam um favor ao País. Calem-se. Deixem o povo decidir e parem de achar que somos todos ignorantes. A história não se apaga,ela existiu e só os ignorantes ao serviço de mentes deturpadas e interesses obscuros é que querem apagar a história. Já se lembraram de pedir aos Países que o Nosso Glorioso Portugal criou. Digo criou , para que não haja confusões. Pois quando lá chegámos a terra e o povo já lá estavam. Nós só criamos fronteiras. Dito isto, pergunto? Os mentcaptos que estão preocupados com o racismo em Portugal já pediram àqueles Países para retirar as palavras ofensivas sobre nós,que são ensinadas ás futuras gerações daqueles Países? Tenham vergonha na cara. Sou Português com muito Orgulho e sem vergonha da história do meu País.

  7. Agora vamos deixar de fazer as coisas como sempre fizeram porque aleija alguns cocós. E as gentes que vivem em cabrões (localidade) e nomes parecidos? Se ninguém se chateia e é para brincar e rimos todos deixem estar! Que é isso? Daqui a pouco vão deixar de vender roupa preta porque ofende os africanos, não se vende amarela porque ofende os asiáticos, nada de vermelho,o Benfica terá de mudar equipamentos porque ofende os indianos, não se pode usar branca porque ofende os países nórdicos..OPA e se fossem mas é todos…como cantou o Pedro Abrunhosa..talvez fo…

  8. Por este caminhar de ver racismo em todo o lado (embora eu não esteja totalmente de acordo com as quadras aqui descritas), mas estas fazem parte de outro tempo, corre-se o risco de qualquer dia tudo o que for preto ter que deixar de existir, porque fala-se em preto, logo é racismo, será que a solução deverá passar por eliminar tudo o que é preto?

  9. Pasme-se, deputados – DEPUTADOS – a querer apagar as manifestações culturais do seu país. Haverá algo mais abjecto, totalitarista, e mais estruturalmente estúpido? Se não gostam, não comam, deixem na beira do prato. Façam vocês uma música e uma dança, se tiverem arte para tanto. Construam, façam algo, trabalhem – UMA VEZ NA VIDA. Claro que para isso têm que ser adultos descomplexados, e não crianças birrentas.

  10. Racismo na cabeça limitada de muitos portugueses é só quando alguém nao pode entrar num restaurante só por causa da sua cor, ou é linchado em praça pública, é o quase igual a violência domestica se nao haver agressão física, não há agressor nem vitima. Não é a toa que se está na cauda da europa em tudo e nao é so nos salários, gente que nao consegue dar mais de uma para a caixa também nao recebe mais.

  11. Por os vistos, o facto de eu afirmar que esta dita “Tradição” é retrograda, inoportuna e altamente xenófoba, foi censurada duas vezes de seguida. Sempre respeitei a decisão da Redacção em publicar ou não certas opiniões. Mas trata-se, neste artigo de manifestações Populares no mínimo de muito mão gosto, “as palavras da dita canção falam por si”!…Será que a RTP, não gosta de ser criticada ????

  12. Tradição do atraso cultural, é o que é. Pelos vistos tem alguns apoiantes por aqui. Pessoas que pensam que a palavra tradição tudo justifica, seja matar touros ou incendiar-lhes os cornos, queimar gatos vivos, dar de fumar a crianças, tudo tradições que subsistem por este país fora. Tradições do atraso cultural e mental como esta noticiada aqui.

  13. Não misture “alhos com bugalhos”! Rimas ou quadras, o que seja, em nada pode ser comparado com tradições abjectas de matar animais. Há tradições e tradições. A questão é que: nos dias actuais TUDO é tido por racismo; o mínimo detalhe é uma explosão de críticas classificando como racismo! Será que o preto tomou o “preto” como sua propriedade intelectual e mais ninguém pode usar o preto?, e geralmente até é o branco que defende o preto e muito raramente o preto que defende o branco (…) Isto das cores é uma grande complicação, e se lhe metem rimas à mistura, pronto, está tudo estragado.

    • “O Preto é o rei dos matos
      Imperador de macacos”
      “nos dias actuais TUDO é tido por racismo; o mínimo DETALHE é uma explosão de críticas classificando como racismo! ”
      “As câmaras de gás (em Auschwitz) são um detalhe da História” Jean Marie Le Pen.

  14. A historia não pode ser apagada, se querem que não se volte a cometer erros e atrocidades como em algumas épocas anteriores não podemos esquecer a história e não podemos ter atitudes destas em que se considera que tudo o que se diz e faz é racismo. Assim só teremos o efeito contrário. Trabalhem mas é em recuperar o país a vários níveis, econômico, cultural e educacional, foi para isso que eu e muitos outros portugueses votámos e agora estamos a ser defraudados com estás atitudes em que tudo é considerado racismo, violencia policia, etc….

  15. “Portugal que com todos estes senhores conseguiu a classificação do país mas atrasado da Europa e de todo o Mundo! O país mais selvagem de todas as Áfricas!” [Almada Negreiros]

RESPONDER

"Dirty Dancing" está de volta e conta com Jennifer Grey

John Feltheimer, CEO da Lionsgate, confirmou ao The Guardian que a produtora está a desenvolver uma sequela de Dirty Dancing. O clássico dos anos 80 que agora regressa foi protagonizado originalmente por Patrick Swayze e …

A Bugatti está a vender um carro elétrico "para crianças". Chama-se Baby II e custa 30 mil euros

A Bugatti e a Little Car Company, sediada em Londres, uniram-se para criar 500 Bugattis elétricos em miniatura para crianças. Agora, fruto dos desenvolvimentos mundiais, alguns veículos ficaram disponíveis para compra. O mais recente brinquedo da …

50 anos de monarquia e uma guerra de dias. A pandemia "matou" a micronação mais antiga da Austrália

O reinado de 50 anos de uma micronação na Austrália chegou ao fim devido ao impacto económico da pandemia de covid-19, que fez com que o autodeclarado principado se rendesse ao país. Hutt River, um principado …

NASA vai rebatizar planetas e outros corpos celestes com nomes ofensivos

A agência espacial norte-americana (NASA) anunciou que vai rebatizar alguns planetas, galáxias e outros corpos celestes que possuem nomes "ofensivos". Em comunicado publicado esta quinta-feira, a NASA explica que vai abandonar os nomes "não-oficiais" a …

O maior parque de crocodilos da Índia está à beira da falência. Abriga mais de 2.000 animais

O maior parque de crocodilos da Índia, localizado perto da cidade de Chennai, no sul do país asiático, encontra-se à beira da falência depois de a pandemia de covid-19 ter obrigado a fechar o espaço …

Campanha científica acrescenta mais de 37 mil quilómetros quadrados ao mapa do mar português

A campanha científica que o navio hidro-oceanográfico D. Carlos I da Marinha Portuguesa realizou durante nove semanas nos Açores, para levantamentos hidrográficos, permitiu “acrescentar cerca de 37.500 quilómetros quadrados sondados ao mapeamento do mar português”. Numa …

Apesar dos alertas, houve quem plantasse as sementes misteriosas da China (e já começaram a crescer)

Durante as últimas semanas, pessoas em todo o mundo têm recebido, sem ter encomendado, nas suas caixas de correio sementes com origem na China. Apesar dos avisos em contrário, houve quem plantasse os misteriosos presentes. As …

Marcelo veta redução de debates sobre a Europa. Não foi uma "solução feliz"

O Presidente da República vetou esta segunda-feira a redução do número de debates em plenário para o acompanhamento do processo de construção europeia de seis para dois por ano, defendendo que não foi uma “solução …

Boris Johnson admite alargar quarentena a mais países

O primeiro-ministro britânico, Boris Johnson, admitiu esta segunda-feira alargar o sistema de quarentena a pessoas que cheguem de países atualmente isentos para reduzir o risco de infeção com a doença covid-19 no Reino Unido. "No contexto …

Novo lay-off. Ajuda da Segurança Social para pagar subsídios de Natal pode chegar só em 2021

O apoio ao pagamento do subsídio de Natal previsto pelo Governo para apoiar as empresas no âmbito do novo regime de lay-off, que entrou em vigor em agosto, poderá só ser pago pela Segurança Social …