Pôr Ronaldo a titular na Liga Europa é “mais desrespeitoso” do que deixá-lo no banco

Savvides Press / EPA

O ex-internacional inglês Paul Scholes argumenta que pôr Cristiano Ronaldo a titular num jogo da Liga Europa é “mais desrespeitoso” do que o deixar no banco.

O seu antigo companheiro de equipa no Manchester United diz que é difícil arranjar motivação para partidas como a desta quinta-feira, frente aos cipriotas do Omonia Nicosia.

“Acho mais desrespeitoso jogar com ele a titular numa noite de quinta-feira na Liga Europa. Não estou a dizer que aos 37 anos ele deva ser titular em todos os jogos, nomeadamente nos grandes jogos, mas esta é uma competição na qual é difícil arranjar motivação”, começou por dizer Scholes, em declarações na BT Sport.

“Não gosto de dizer isto, mas é a verdade para um grande jogador que está num grande clube. Ele tem de mudar a sua mentalidade, porque é forte nesse aspeto. Vai marcar dois golos no fim de semana e levar a equipa para a frente no fim de semana”, acrescentou Scholes.

Cristiano Ronaldo ficou em branco no triunfo do Manchester United, por 2-3, em casa do Omonia Nicosia, no Chipre. No entanto, o internacional português contribuiu com uma assistência para o terceiro golo dos red devils.

Ao intervalo, o Omonia até vencia por 1-0, mas no segundo tempo, dois golos de Marcus Rashford e um de Anthony Martial deram a vitória aos ingleses.

O Manchester United ocupa o segundo lugar do grupo E da Liga Europa, com seis pontos, atrás da Real Sociedad, que lidera com nove pontos.

  Daniel Costa, ZAP //

Deixe o seu comentário

Your email address will not be published.