/

Ronaldo oferece camisola para salvar um histórico clube tunisino

Alessandro Di Marco / EPA

Cristiano Ronaldo doou a sua camisola ao Club Africain para que o clube a pudesse leiloar. O emblema tunisino atravessa uma grave crise financeira que o pode atirar para fora das competições.

Fundado em 1920, o Club Africain comemora o seu centésimo aniversário no próximo ano, mas atravessa uma situação dramática. O seu presidente, o bilionário Salim Riahi, fugiu do país em 2017 após ser acusado de corrupção e lavagem de dinheiro e deixou o clube afogado em dívidas.

A situação financeira da equipa que, em 1991, venceu a Liga dos Campeões Africanos, deixa o clube em risco de ser afastado de todas as competições. De forma a ajudar a salvar o emblema tunisino, Cristiano Ronaldo deu a sua camisola para que esta fosse leiloada, explica o DN.

A Federação de Futebol Tunisina lançou o seu último aviso no mês passado: caso a dívida de seis milhões de dólares não fosse paga, o clube seria afastado das competições que disputa. A crise levou a que várias pessoas, incluindo Cristiano Ronaldo, ajudassem o Club Africain a reerguer-se das cinzas.

Em outubro, uma angariação de fundos pública conseguiu arrecadar 450 mil dólares num só dia. Vários adeptos, dos mais jovens aos mais velhos, dirigiram-se até ao El Menzah, o estádio do clube, para oferecer as suas modesta doações.

Com a camisola da Juventus de Cristiano Ronaldo, o Club Africain deverá conseguir saldar todas as suas dívidas e continuar a competir. Na liga tunisina, ocupam o primeiro lugar, com sete vitórias em oito partidas.

  ZAP //

Deixe o seu comentário

Your email address will not be published.

PUBLICIDADE
PUBLICIDADE