Rochas estranhas em posições instáveis podem ser a chave para adivinhar terramotos

Imperial College London

Uma rocha instável no Colorado

Um novo estudo apresenta uma nova forma de prever terramotos. Através da análise de rochas posicionadas de forma instável é possível recolher dados geológicos empíricos que validam, e melhoram os modelos incertos de risco de terramoto, permitindo perceber com maior precisão o que pode acontecer no futuro a nível sísmico.

Em muitas regiões de todo o mundo podem ser observadas rochas que estão posicionadas de forma instável. Estas formações geológicas formam-se quando rochas mais frágeis sofrem entrem no processo de erosão, e deixam as rochas mais duras e resistentes para trás. Podem também formar-se quando acontecem deslizamentos de terra.

Apesar do seu posicionamento não as sustentar com grande equilíbrio, muitas rochas deste tipo – como é o caso de Brimham Rocks em Yorkshire, ou o Monumento Nacional Chiricahua no Arizona – sobreviveram a vários terramotos ao longo de milhares de anos.

Através da análise de dados geológicos antigos de rochas instáveis na California, os investigadores do Imperial College London descobriram uma nova técnica para aumentar a precisão (49%) da probabilidade de acontecerem terramotos.

Anna Rood, Dylan Rood / Imperial College London

A geóloga Anna Rood junto a uma rocha instável

Este novo método permite aos especialistas perceber qual a probabilidade de acontecerem futuros terramotos num determinado local. As rochas, que se caraterizam pela sua instabilidade, ajudam os engenheiros a perceber se podem avançar com construções de estruturas como pontes, barragens e edifícios.

Os resultados obtidos pela equipa de investigadores foram publicados no dia 1 de outubro de 2020, na AGU Advances.

Anna Rood, autora principal do estudo, explicou que “esta nova abordagem pode ajudar a descobrir quais são as áreas que têm maior probabilidade de sofrer um terramoto.

As rochas podem ser tidas como sismógrafos inversos, que analisam o historial sísmico da região e nos indicam o limite superior de terramotos anteriores que fez com que as rochas não caíssem”.

Até à data desta descoberta, as estimativas de risco de terramotos eram calculadas através da análise de fatores como a proximidade de linhas de falha e o quão ativa foi uma região a nível sistémico no passado. No entanto, as estimativas para terramotos mais raros, como alguns que ocorreram há milhares de anos, são extremamente incertas devido à falta de dados sísmicos.

Para explorar a sismologia do passado, os investigadores decidiram determinar a fragilidade e a idade das rochas num local próximo à Usina Nuclear Diablo Canyon, na costa da California. Os geólogos contaram o número de átomos de berílio raros formados nas rochas por exposição de longo prazo aos raios cósmicos, para assim determinarem há quanto tempo as rochas existiam.

De seguida a equipa usou um software 3D para recriar digitalmente as rochas e calcular a quantidade de terramotos que estas ainda eram capazes de aguentar, até acabarem por cair. A idade e a fragilidade das rochas foram comparadas com as estimativas de risco atuais.

Anna Rood, Dylan Rood / Imperial College London

Anna Rood junto a uma rocha instável em equilíbrio precário no sul da Califórnia

Os investigadores descobriram assim que combinar os cálculos com os modelos agora existentes, reduziu a incerteza das estimativas de risco de terramoto na região em 49%. A análise também permitiu inferir que as rochas podem ser preservadas na paisagem durante mais do dobro do tempo que se julgava ser possível.

Agora, e de acordo com o SciTechDaily, a equipa está a usar as novas técnicas para calcular a probabilidade de risco de terramotos no sul da Califórnia – uma das regiões mais perigosas, a nível sísmico, dos EUA.

ZAP //

PARTILHAR

RESPONDER

A polícia holandesa achava que tinha em mãos o mafioso mais procurado da Europa. Afinal, era só um fã de F1

Um homem de Liverpool de 54 anos pensava que o grande evento da sua viagem aos Países Baixos seria assistir ao Grande Prémio de Fórmula 1, mas acabou detido numa prisão de alta segurança por …

Cobertura global de corais caiu para metade desde 1950, revela relatório

A cobertura global de recifes de coral caiu para metade desde 1950, cenário originado pelo aquecimento global, pesca excessiva, poluição e destruição de habitats naturais, revelou uma análise divulgada esta sexta-feira. Desde a Grande Barreira de …

O sonho de Christo concretizou-se, 60 anos depois. O Arco do Triunfo foi embrulhado como um presente

Já desde o início dos anos 60 que Christo imaginava como seria cobrir o Arco do Triunfo em tecido. A sua visão foi finalmente concretizada e pode ser visitada entre 18 de Setembro e 3 …

Holanda. Ministra da Defesa renuncia devido à crise de evacuação do Afeganistão

Após a ministra das Relações Externas holandesa, Sigrid Kaag, renunciar devido ao desastre da evacuação do Afeganistão, esta sexta-feira foi a vez da ministra da Defesa, Ank Bijleveld. Segundo relatou o Guardian, acredita-se que os ministros …

Tribunal da África do Sul recusa anular pena de prisão do ex-Presidente Jacob Zuma

O mais alto tribunal da África do Sul rejeitou o pedido do ex-Presidente Jacob Zuma para anular a sua sentença de 15 meses de prisão por não comparecer a uma sessão de inquérito por corrupção. Em …

EUA. Advogado planeou o próprio assassinato para o filho receber seguro. Foi detido por fraude

Um influente advogado norte-americano, cuja esposa e um dos filhos foram assassinados, foi acusado de fraude contra uma empresa de seguros e falso testemunho por organizar o seu próprio assassinato. Segundo avançou a agência France-Presse, …

Norberto Mourão conquista bronze nos Mundiais de canoagem adaptada

Norberto Mourão já tinha conquistado o bronze nos Jogos Paralímpicos de Tóquio e junta agora mais uma medalha à colecção, desta vez nos Mundiais de canoagem adaptada. O atleta de canoagem adaptada Norberto Mourão conquistou hoje …

Caso George Floyd. Polícia condenado a 22 anos de prisão pode ver a sentença revertida

A intervenção do Supremo Tribunal do Minnesota num outro caso de violência policial para reduzir a pena de um agente pode abrir um precedente para que haja alterações na sentença de Derek Chauvin. Segundo avança a …

Futebol português contra Campeonato do Mundo de dois em dois anos

O futebol português está contra a intenção da FIFA de aumentar a periodicidade do Campeonato do Mundo, passando de quatro para de dois em dois anos, refere um comunicado conjunto divulgado hoje. O documento, assinado pela …

Governo quer proibir empresas de recorrer ao 'outsourcing' após despedimento coletivo

O Governo quer proibir as empresas que façam despedimentos coletivos de recorrerem ao 'outsourcing' (contratação externa) durante os 12 meses seguintes, disse hoje a ministra do Trabalho, Solidariedade e Segurança Social, Ana Mendes Godinho. No final …