Robô “Perseverance” aterrou em Marte (e já tirou fotografias)

O robô “Perseverance”, da missão da NASA, pousou esta quinta-feira, pelas 20h56 de Lisboa, na superfície de Marte, para recolher amostras do solo e de outros elementos do Planeta Vermelho.

A chegada do “Perseverance” (“Perseverança” em Português), o rover da missão não tripulada da NASA “Mars 2020”, foi transmitida nas redes sociais Twitter e YouTube e também na página oficial da NASA, desde as 19h15 portuguesas.

As operações estiveram a ser coordenadas a partir do Laboratório de Propulsão a Jato da NASA, em La Cañada Flintridge, na Califórnia, Estados Unidos.

O sinal proveniente de Marte demorou pouco mais de dez minutos a chegar à Terra, ou seja, quando a equipa responsável pela coordenação da chegada do “Perseverance” recebeu a informação de que o robô tinha aterrado, o aparelho já estaria há vários minutos no solo.

A entrada na atmosfera de Marte ocorreu às 20h48 de Lisboa e foi o ponto sete de uma lista com mais de 35 requisitos imprescindíveis para que a chegada ocorresse sem quaisquer problemas e que estava a ser monitorizada ao segundo. A fase final do processo demorou cerca de sete minutos, os chamados “sete minutos de terror“.

O momento da chegada foi aplaudido pela equipa que dirigiu as operações. “It’s alive!” (“Está vivo!”), gritaram os engenheiros que, minutos depois, foram presenteados com duas imagens de Marte, já publicadas nas redes sociais.

“Olá, mundo. O meu primeiro olhar para aquela que será a minha eterna casa”, lê-se na descrição da primeira imagem, seguida de uma segunda na qual se pode ler também: “E agora um olhar para o que está trás de mim. Bem-vindos à Cratera Jezero.”

Agora no Planeta Vermelho, o “Perseverance” irá procurar sinais de vida microbiana durante pelo menos um ano marciano, cerca de 687 dias terrestres. Para isso, irá recolher amostras de rochas e solo, armazená-las em tubos e deixá-las na superfície do planeta para uma futura transferência para a Terra.

O robô vai também estudar a geologia do planeta e testar formas de os astronautas em futuras missões poderem produzir oxigénio a partir do CO2 da atmosfera, que possa ser usado para respirar e como combustível.

Esta é a primeira missão da NASA a pesquisar explicitamente “assinaturas biológicas”, ou sinais biológicos de vida, desde o projeto Viking nos anos 70. Mas o “Perseverance” é, na verdade, o quinto rover da agência espacial norte-americana a pousar em Marte.

As duas primeiras, as gémeas “Spirit” e “Opportunity”, chegaram a Marte a 3 e 24 de janeiro de 2004. A “Opportunity” manteve-se em operação durante 14 anos, até ser atingida e danificada por uma tempestade de poeira em 2018.

Atualmente, a NASA mantém em Marte os rovers “Curiosity”, que pousou em agosto de 2012 em Aeolis Palus, na cratera Gale, e “InSight”, que chegou ao planeta em novembro de 2018.

  ZAP // Lusa

PARTILHAR

22 COMENTÁRIOS

    • Mercúrio, amercurou
      Vénus, avenuzou
      Júpiter, ajupitou
      Saturno, assaturnou
      Urano, uranou
      Neptuno, anuptou
      Plutão, aplutou

      Gosto especialmente de ajupitar

      • O verbo “alunar” do vocábulo “alunagem” foi inventado na altura da primeira missão à lua e até pegou. Isto porque a palavra tem uma certa dinâmica e soa bem. Creio que “amartar” é algo monótono e se pensarem no nome dos outros planetas, vai pelo mesmo caminho. Mas procurem no dicionário… e se uma dessas palavras forem usadas amplamente, certamente farão parte do léxico oficial. É assim que um idioma evolui. Avenuzar…. chiça!

  1. …mas aquilo não está cheio de terra? Então não só aterram como enterram (sem badalhoquice, vá).
    Embora também ache piada a amartar em vez de aterrar…
    Durante os trabalhos vão ter de efectuar várias martaplanagens e não terraplanagens.
    Espero que não apanhem nenhum martemoto em vez de terramoto
    E vai ser só rir quando os martaplanistas descobrirem mais isto para usar o tempo que têm a mais.

  2. Lamento dececionar-vos, mas é mesmo “aterrar” (ou aterrizar, na versão brasileira)! O termo “terra” tem dois significados, um que se refere ao planeta (Terra) e outro que se refere à superfície sólida do planeta (terra). Neste sentido, também se pode aterrar (ou aterrizar) em Marte, tal como em qualquer outro planeta rochoso; se fosse um planeta aquático, aí sim, já não seria correto o termo aterrar!
    Mas, como diria o outro, isto são “peaners”…

    • Discordo, não porque a etimologia me importe ou sequer interesse especialmente, mas apenas para rodar mais umas mines e uns pires de tremoço enquanto discutimos o assunto.
      Não na tasca porque não se pode, mas cada um da sua varanda ou terraço, que lá seria martaço.
      (Quem não quiser tremoço, morfe uma saladinha de beterraba, ou melhor… já adivinharam? …de bemarteva!)
      Mas estou a desenterrar o tópico (ou será desenmartar?) porque por essa ordem de ideias também não se usaria o termo alunar, e o uso parece-me mais ou menos generalizado, penso eu de que….

  3. E eu concordo que outros possam discordar… e provavelmente com razão! Já estava à espera que surgisse algum comentário desse tipo à minha “provocação”!
    Na verdade, a língua vai sendo construída e é aquilo que nós quisermos (para o bem e para o mal); é um facto que o termo “alunar” se estabeleceu, parece-me bem, e também eu o uso! Na prática, o que pretendi dizer (ou, pelo menos umas das ideias subjacentes) é que, para “aterrar”, não necessitamos de nos preocupar em arranjar termos específicos para cada corpo estelar… por muito estimulante que isso possa ser!
    Até porque, por exemplo, “ajupitar” (também gosto, “Pois então”) e outros que tais, não servem, pois não se pode “aterrar” em planetas gasosos (Júpiter, Saturno e Urano)!
    Fiquem bem!

  4. No Sistema Solar, Mercúrio, Vénus, Terra e Marte são planetas telúricos, rochosos, ou terrestres. E assim se chamam por terem superfícies sólidas, de rocha, de terra. Nem terra significa toda a Terra, e nem só a Terra tem terra. Deixem-se lá de “amartanços”. E nos restantes 4 planetas, que são jovianos ou gasosos, nem sequer há uma superfície sólida e por isso neles nunca se poderá aterrar.

  5. “uma missão não tripulada”?? Então em 1969 foram prá lua umas tantas vezes, até conduziram um esportivo, e jogaram golfi. Fartaram-se de andar em modo canguru, deram saltos e cambalhotas, roubaram pedras à fartazana… E em 2021, ou seja 52 anos depois, enviaram para Marte uma sonda não tripulada! Decepcionante… Nem um Apolonático fez questão de ir junto com a sonda??

RESPONDER

Bloco diz que as suas nove propostas foram rejeitadas. Governo aponta avanços em sete

O Bloco considerou, esta sexta-feira, que o Governo recusou as suas nove propostas para chegar a acordo no Orçamento do Estado para 2022 (OE2022). O Executivo, por sua vez, considera que há avanços negociais em …

Comissão de inquérito ao Novo Banco. PSD frisa "maioria popular", PS queixa-se de "partidarite"

Os partidos apreciaram, esta sexta-feira, o relatório final da comissão de inquérito ao Novo Banco, aprovado em julho, com o PSD a destacar a "maioria popular" nas conclusões e o PS a criticar a "partidarite" …

"Falta de respeito". Patrões abandonam Concertação Social e pedem audiência a Marcelo

As quatro confederações patronais suspenderam, esta sexta-feira, a sua participação nas reuniões da Concertação Social e decidiram solicitar uma audiência ao Presidente da República, perante a "desconsideração do Governo pelos parceiros sociais" na discussão sobre …

Parlamento aprova diplomas para alargar gratuitidade das creches e "direito ao esquecimento"

O Parlamento aprovou, esta sexta-feira, um projeto-lei para o alargamento da gratuitidade das creches e de soluções equiparadas e ainda um diploma que consagra o "direito ao esquecimento". A Assembleia da República aprovou um projeto-lei do …

Costa está muito empenhado num acordo pelo OE, mas não "a qualquer preço"

O primeiro-ministro disse, esta sexta-feira, que o Governo vai fazer tudo ao seu alcance para chegar a um acordo sobre o Orçamento do Estado para 2022 (OE2022), mas advertiu que "um acordo não se obtém …

Evergrande escapa por um triz ao default e garante o pagamento de juros de 71.7 milhões de euros

A gigante imobiliária chinesa conseguiu cumprir com o pagamento dos juros no limiar do fim da extensão do prazo. No entanto, persistem os receios sobre a possibilidade da crise na China contagiar a economia mundial. A …

Pessoas a andar na rua em Viena, Áustria

Em caso de apagão geral, Áustria é o primeiro país europeu a ter um Plano B(lackout)

E se houvesse um apagão que afetasse todo o continente europeu? O cenário é o argumento que o Ministério da Defesa austríaco tem usado para enviar um aviso à população desde o início deste mês. A …

Só um terço das empresas em Portugal têm gestores com um curso superior

O estudo da Fundação Francisco Manuel dos Santos refere que este valor é negativo para o país já que a formação superior dos gestores está associada à produtividade e há maior probabilidade da empresa começar …

Governo avança com desconto de 10 cêntimos por litro nos combustíveis para as famílias

O Governo vai criar um desconto de dez cêntimos por litro nos combustíveis para todas as famílias, até 50 litros por mês. Uma medida que estará em vigor entre novembro deste ano e março do …

Inês Sousa Real, porta-voz do PAN

PAN já enviou memorando de entendimento ao Governo

O partido Pessoas–Animais–Natureza enviou ao Governo, esta sexta-feira, o memorando de entendimento com cerca de 60 propostas, no âmbito do Orçamento do Estado para 2022 (OE2022). "O PAN fez chegar ao Governo um memorando do qual …