Rituais ancestrais online. Os curandeiros sul-africanos adaptam-se à pandemia

Guillem Sartorio / AFP

A curandeira Gogo Kamo durante uma consulta online

A curandeira Makhosi Malatji pega em ossículos e coloca o seu telemóvel num tripé. Como a maioria dos “sangomas” da África do Sul, desde o início da pandemia de covid-19, oferece sessões online de rituais ancestrais.

No seu consultório em Joanesburgo, cujo chão é coberto por tecidos com estampas tradicionais e peles, o incenso arde lentamente. A cliente de Makhosi Malatji, no entanto, não se encontra no local, mas do outro lado do ecrã, através da qual relata as tensões familiares que a preocupam.

Quer se trate de conflitos, decisões a tomar, doenças ou interpretação de sonhos, muitos sul-africanos consultam regularmente as “gogos”, como são carinhosamente chamadas as respeitadas mulheres, independentemente a idade que tenham.

Conhecidos como “sangomas“, um termo zulu, estes fitoterapeutas qualificados desempenham também o papel de conselheiros ou mediadores comunitários, e até quem os considere divinos.

No início, Malatji tinha relutância em usar as novas tecnologias, mas atualmente a curandeira, de 37 anos tem uma página profissional no Facebook, Instagram e YouTube.

Apesar de as restrições impostas pelo coronavírus terem sido flexibilizadas, metade das suas consultas continua a ser feita à distância. “Isso faz-me ganhar tempo“, comenta a sul-africana, que está no ramo há dez anos.

Graças às novas tecnologias, agora Malatji atende clientes no Dubai, em Itália ou no Sri Lanka. “Antes da covid, nunca tinha usado um telefone ou um computador para uma consulta”, admite a curandeira.

Gogo Online

Antes da pandemia, uma jovem geração de curandeiros tradicionais já tinha no entanto começado a realizar consultas por videochamada.

Autoproclamada “sangoma da nova geração” há quatro anos, Nomfundo Dhlamini, de 30 anos, diz também que usa a internet e as redes sociais para “defender a espiritualidade africana”, especialmente entre os jovens.

Segundo Dhlamini, o confinamento gerou um aumento nos pedidos de consultas remotas. “Antes, a única maneira de falar com um curandeiro tradicional era ir a casa dele”, afirma. “Agora, há novos meios”.

A prática, porém, provoca tensões com os defensores de que esses ritos ancestrais continuem a ser realizados de forma tradicional. E a diferença entre gerações complica o diálogo, admite Dhlamini.

Não é simples para um curandeiro de certa idade pedir ajuda a um mais jovem” com as tecnologias, explica o curandeiro.

No ano passado, Xhanti Madolo, de 39 anos, criou o primeiro anuário online de “sangomas” com um ex-colega de profissão. “Muita gente saiu do campo para as áreas urbanas e não sabia onde podia ter uma consulta“, explica Madolo, que deixou o sudeste do país há cerca de vinte anos para se estabelecer em Joanesburgo.

Desde novembro, mais de 200 curandeiros inscreveram-se na plataforma Gogo Online. O confinamento foi “um verdadeiro empurrão”, diz Madolo.

Os “sangomas”, reconhecidos como “praticantes tradicionais da saúde” e incluídos entre os primeiros vacinados na África do Sul, foram proibidos em 1957 em virtude de uma lei de repressão à feitiçaria. A sua atividade só voltou a ser legalizada mais de meio século depois.

Após meses de consultas por telefone, Gogo Molahlegi, de 66 anos, sentiu um grande alívio em agosto do ano passado, quando, após um severo confinamento, as autoridades permitiram novamente que os “sangomas” realizassem consultas presencialmente.

A curandeira, agora bisavó, afirma que prefere máscaras e desinfetantes às telas. Ela tira as sandálias antes de entrar numa salinha cheia de potes de ervas e garrafas de água sagrada do rio, e confessa que prefere receber pessoas de carne e osso. “Na minha idade…”, comenta Molahlegi à AFP.

A curandeira acende uma vela e dá uma baforada no tabaco – os gestos rituais que marcam o início de uma leitura. “Atirar ossos é uma coisa que não se pode mudar, não se pode fazer isso digitalmente…”.

// AFP

PARTILHAR

RESPONDER

Dois dos portugueses suspeitos de violarem jovens espanholas podem ficar em prisão preventiva

O Ministério Público (MP) espanhol pede que dois dos portugueses suspeitos de violarem duas jovens espanholas fiquem em prisão preventiva. Os quatro jovens dizem que as relações sexuais foram consentidas. O Ministério Público (MP) espanhol quer …

Trofense: todos os titulares portugueses, todos os suplentes brasileiros

Curiosidade à volta da equipa da Trofa, que não foi além do primeiro jogo na Taça da Liga. "É a equipa Roberto Leal". O Trofense conseguiu o regresso às competições profissionais de futebol e, por isso, …

Polícia encerra escritório do canal de televisão Al-Jazeera na Tunísia

A polícia encerrou esta segunda-feira o escritório em Tunes do Catar Al-Jazeera, depois de expulsar todos os jornalistas das suas instalações, disse o diretor do canal televisivo, Lotfi Hajji, à agência de notícias France-Presse (AFP). "Cerca …

Oito semanas é o intervalo "ideal" para aumentar eficácia da vacina da Pfizer

Estudo desenvolvido pelo Department of Health and Social Care (DHSC) comparou os resultados obtidos com um intervalo de 4 semanas (como é feito em Portugal) e um intervalo de 10 semanas. Os resultados sugerem que …

Afinal, receitas escritas à mão são válidas por mais um ano

Médicos já não podiam passar receitas escritas à mão desde 30 de junho, mas agora o Governo prolongou essa possibilidade até 30 de junho de 2022. De acordo com a TSF, o Governo decidiu prolongar até …

Groundforce garante pagamento atempado dos salários de julho

A Groundforce comunicou esta segunda-feira aos trabalhadores que, depois da garantia do Governo de que a TAP irá pagar os serviços de junho antes do processamento salarial, a empresa terá condições para o pagamento atempado …

Tunísia. Presidente demite primeiro-ministro e suspende parlamento

As autoridades tunisinas cercaram o parlamento esta segunda-feira, após o Presidente do país, Kais Saied, suspender o parlmanento e demitir o primeiro-ministro, Hichem Mechichi, devido aos protestos que decorrem no país, cujo o foco são …

Galp critica Governo. Relatório sobre margens na venda de combustíveis está “cheio de erros”

O presidente executivo da Galp criticou esta segunda-feira o relatório da Entidade Nacional para o Setor Energético (ENSE) que foi a base para o Governo avançar com um diploma para limitar as margens na comercialização …

Fim da missão de combate dos EUA no Iraque é anunciado esta segunda-feira

O Presidente dos Estados Unidos, Joe Biden, e o primeiro-ministro do Iraque, Mustafa al-Kadhimi, devem anunciar esta segunda-feira um acordo para pôr fim à missão de combate norte-americana no Iraque até ao final do ano. De …

Marcelo vai-se encontrar com Lula, Fernando Henrique, Temer e Bolsonaro

O chefe de Estado, Marcelo Rebelo de Sousa, vai encontrar-se com os antigos presidentes do Brasil Lula da Silva, Fernando Henrique Cardoso e Michel Temer, em São Paulo, e será recebido pelo Presidente brasileiro, Jair …