Rinocerontes ameaçados de extinção morrem durante transporte no Quénia

David J. Stang / Wikimedia

Diceros bicornis, o rinoceronte negro, está em vias de extinção

Oito rinocerontes-negros morreram depois de terem sido transferidos para o parque natural de Tsavo Leste, o maior do Quénia, informou o governo queniano esta sexta-feira.

O Serviço de Conservação da Vida Selvagem do Quénia, KWS,  abriu um inquérito para esclarecer a causa das mortes dos animais, cuja espécie está em vias de extinção.

A transferência de 11 rinocerontes-negros das reservas de Nairobi e do lago Nakuru foi feita no âmbito de um plano que contou com a participação do Fundo Mundial para a Natureza, WWF. O objectivo era criar espaços mais seguros para os animais, num habitat adequado.

O incidente, que foi classificado como “um desastre”, duplica o número de mortes de rinocerontes negros em operações semelhantes nos últimos 12 anos.

“Esta não é a primeira vez que o KWS transfere animais, pelo que merecemos saber a causa da morte deste animal precioso. Algo correu mal e queremos saber o quê“, disse Paula Kahumbu, diretora da ONG ambientalista Wildlife Direct, que exigiu do ministro de Turismo e Vida Selvagem, Najib Balala, uma investigação rápida do episódio.

“Isto é uma enorme tragédia ambiental, não apenas no Quénia, mas para os rinocerontes de todo o mundo”, lamentou Kahumbu.

Segundo o Ministério do Turismo, investigações preliminares sugerem que os rinocerontes possam ter sucumbido a “intoxicação por sal, como resultado da ingestão de água de alta salinidade na chegada ao novo ambiente”.

“Os altos níveis de sal levam à desidratação, que desencadeia o mecanismo de sede, resultando no consumo excessivo de água salina, o que agrava ainda mais o problema”, dizem os autores do estudo. Um relatório completo, porém, ainda deverá ser divulgado nos próximos dias.

Enquanto isso, Balala ordenou que o KWS suspenda imediatamente a translocação em curso, e anunciou que “medidas disciplinares serão definitivamente tomadas, se as conclusões apontarem para negligência ou conduta não profissional por parte de qualquer oficial do KWS”.

A translocação de animais em extinção implica sedar os animais a transferir, colocando-os a dormir durante a viagem. Os animais são depois reanimados após a chegada ao seu destino, num processo que envolve certos riscos.

A perda de tantos rinocerontes de uma só vez, porém, é algo sem precedentes. Entre 2005 e 2017, por exemplo, um total de 149 rinocerontes foram deslocados desta forma, também com um saldo de oito mortos.

A ONG Save the Rhinos estima que haja menos de 5.500 rinocerontes-negros no mundo, todos localizados em África. No Quénia, a sua população é de 750 exemplares, de acordo com o Worldwide Fund for Nature.

ZAP // Deutsche Welle / NPR

PARTILHAR

1 COMENTÁRIO

  1. É só gente estúpida também!.. Pra castigo de tamnha negligência, era pô-los a fazer inseminação artificial boca a boca, para nascerem oito novos Rinocerontes negros!

RESPONDER

Inscrição hebraica com 2.800 anos revela antigo nome bíblico

Uma equipa de arqueólogos encontrou um jarro com 2.8000 anos com a inscrição em hebraico "Benayo" no sítio arqueológico de Abel Beth Maacah, no norte de Israel, local várias vezes mencionado na Bíblia Hebraica.  De …

Braga vence FC Porto e conquista Taça da Liga. Sérgio coloca lugar à disposição

O Sporting de Braga venceu hoje o FC Porto por 1-0 e conquistou a Taça da Liga, com Ricardo Horta a marcar o golo decisivo aos 90+5, garantindo um troféu que os bracarenses já tinham …

Rara moeda de ouro com a cara de Eduardo VIII vendida por preço recorde

Uma rara moeda de ouro com o perfil do rei britânico Edward VIII foi vendida a um comprador particular pelo valor recorde de 1,3 milhões de dólares. A informação é avançada pela Royal British Mint, a …

Depois dos incêndios, Austrália está prestes a experimentar uma "bonança" de aranhas mortais

Depois dos incêndios florestais que assolaram o país, os australianos começaram a implorar por chuva. O bónus de aranhas mortais não estava incluído no pedido, mas os especialistas do Australian Reptile Park acreditam que é …

Governo admite retirar cidadãos nacionais de Wuhan

As autoridades portuguesas estão a cooperar com outros países europeus para reforçar o apoio aos cidadãos nacionais que se encontram em Wuhan, onde ocorreram os primeiros casos do novo coronavírus, admitindo a possibilidade de retirá-los …

Os cogumelos podem ser muito mais antigos do que pensávamos

Os cogumelos podem ser mais antigos do que pensávamos, concluíram cientistas que dataram vestígios de micélio (constituinte dos cogumelos) com 800 milhões de anos, divulgou esta quarta-feira a Universidade Livre de Bruxelas, na Bélgica. Estudos anteriores …

Comer iogurte natural pode ajudar a reduzir o risco de cancro da mama

Uma das causas mais apontadas para o cancro da mama é a inflamação causada por bactérias nocivas. Esta tese ainda não foi provada, mas é apoiada pelas evidências até agora disponíveis de que a inflamação …

Primeiro caso suspeito de infeção por coronavírus detetado em Portugal

Foi detetado o primeiro caso suspeito de infeção infeção pelo novo coronavírus , em Portugal, anunciou este sábado a Direção-Geral de Saúde. “Este doente, regressado hoje [este sábado] da China, onde esteve na cidade de Wuhan …

Slava Semeniuta transforma chuva em atmosfera néon

O artista e fotógrafo russo Slava Semeniuta, também conhecido como Visual Scientist, mistura elementos naturais e faz mágica com eles. Slava Semeniuta, também conhecido como Visual Scientist, retoca fotografias de poças de água para criar composições …

Empresa quer vender dispositivos que extraiem água potável do ar

A empresa israelita Watergen está a planear começar a vender uma versão para o consumidor do seu aparelho que extrai água potável do ar ainda este ano. A tecnologia do gerador atmosférico da empresa está em …