Richard Stallman, guru do software livre, demite-se do MIT após defender Jeffrey Epstein

Richard Stallman, programador, ativista e defensor do software livre, demitiu-se do cargo de professor convidado do laboratório de inteligência artificial do Instituto de Tecnologia de Massachusetts (MIT), nos EUA.

A demissão acontece depois de serem tornadas públicas afirmações que fizera sobre as vítimas de Jeffrey Epstein, o investidor multimilionário acusado de abusos sexuais a menores e que se suicidou em agosto na prisão.

Em emails recentes enviados a grupos de docentes e alunos do MIT – divulgados por uma das destinatárias no site Medium – Stallman afirmava que uma das vítimas das redes de tráfego de Epstein participou em actos sexuais com outros homens de forma “inteiramente voluntária”.

O comentário era uma referência ao caso de uma mulher que diz ter sido obrigada por Epstein a prostituir-se aos 17 anos e a ter relações com vários homens, entre os quais Marvin Minsky, pioneiro da inteligência artificial e membro fundador do MIT Media Lab. Nos emails tornados públicos, Stallman dizia que a diferença entre participar em actos sexuais com 17 ou 18 anos era um detalhe “menor”.

O ativista é defensor de que a idade legal para consentimento de actos sexuais devia ser mais baixa nos EUA, onde varia entre os 16 e os 18 consoante o estado. “Acho que toda a gente com 14 ou mais anos deve poder participar em actos sexuais, embora não de forma indiscriminada. E há pessoas que estão prontas mais cedo”, escreveu o programador em 2003.

Desde o começo do ano que o investigador acompanhava as acusações contra o multimilionáiro no site pessoal. “Acho que o termo correcto contra Espein é ‘violador em série’”, escreveu em abril. “Chamar-lhe um ‘criminoso sexual’ é redutor, porque coloca-o com um grupo de tantas outras pessoas que podem ter cometido um grande espectro de actos de diferentes níveis de gravidade. Alguns que não são crimes.”

Na nota de demissão, partilhada no site pessoal de Stallman, o cientista diz que a forma como os emails foram expostos resultou numa série de “mal-entendidos e descaracterizações”. “Demito-me, com efeito imediato, do MIT CSAIL. Estou a fazê-lo devido a pressões do MIT”, lê-se na mensagem.

Selam Jie Gano, engenheira de robótica que publicou os emails de Stallman, justifica a sua decisão com base no facto de muitos alunos que participam nas aulas de Stallman terem 17 ou 18 anos.

Com 66 anos, Stallman é conhecido por ter criado o sistema operativo livre GNU, que viria, mais tarde, a dar origem ao Linux. Stallman vai também deixar o cargo como presidente da Fundação para o Software livre, organização que criou em 1985 para promover programas de computador que podem ser partilhados, analisados e modificados de forma livre.

O MIT tem sido alvo de fortes críticas por ter escondido as origens do dinheiro oriundo de doações feitas por Epstein. A polémica levou mesmo o diretor do Media Lab, Jo Ito, a demitir-se em agosto, depois de se verificar que marcava frequentemente as doações de Epstein como “anónimas” em registos internos.

ZAP //

PARTILHAR

RESPONDER

Há uma forma de reduzir erros na computação quântica (e já sabemos qual é)

Na computação quântica, assim como no trabalho em equipa, um pouco de diversidade pode ajudar a melhorar o resultado. Esta pode mesmo ser a chave para pôr fim aos erros na computação quântica. Ao contrário dos …

Coimbrões 0-5 FC Porto | Dragões goleiam e seguem em frente na Taça

O FC Porto venceu hoje o Coimbrões, por 5-0, em jogo da terceira eliminatória da Taça de Portugal que os «dragões» resolveram com três golos nos 12 minutos iniciais. Aproveitando a inexperiência e nervosismo da formação …

Produção de filmes em Hollywood é um inimigo silencioso do ambiente

Hollywood é casa para a maioria dos grandes filmes produzidos que estreiam nas salas de cinema espalhadas por todo o mundo. Contudo, consegue ser bastante prejudicial para o meio ambiente e, mais do que nunca, …

O escorbuto era uma doença comum entre piratas, mas pode estar de regresso

O número de casos de escorbuto no Reino Unido mais do que duplicou nos últimos anos. A desnutrição é um dos principais responsáveis pelo regresso desta doença. O escorbuto está em ascensão no Reino Unido e …

Dois veleiros robotizados vão medir alterações climáticas no Atlântico

Dois veleiros de navegação robotizada vão medir, durante os próximos quatro meses, a pegada das mudanças climáticas no oceano Atlântico e irão passar pela Madeira e Cabo Verde. A Plataforma Oceânica das Canárias (PLOCAN) libertou esta …

A educação científica está sob ataque legislativo nos Estados Unidos

São inúmeros os professores de ciências que trabalham diariamente nas escolas públicas dos Estados Unidos para garantir que os alunos estão equipados com o conhecimento teórico e prático necessário para enfrentar o futuro. No entanto, …

João Félix saiu lesionado com gravidade no jogo contra o Valência

João Félix, avançado português do Atlético de Madrid, saiu este sábado lesionado com "forte torção no tornozelo direito", ao minuto 78 do jogo contra o Valência, da nona jornada da Liga espanhola de futebol, disputado …

As traças ficaram mais escuras por causa da Revolução Industrial? Cientistas já sabem a resposta

No virar do século XIX, na Grã-Bretanha, traças de todo o país começaram a ficar gradualmente mais escuras em resposta à forte poluição provocada pela Revolução Industrial. A Revolução Industrial foi um período de grandes transformações …

Mais de mil médicos foram alvo de processos disciplinares. 45 foram condenados, nenhum foi expulso

Mais de 1.070 processos disciplinares a médicos foram abertos no ano passado pelos conselhos disciplinares da Ordem, tendo sido condenados 45, segundo dados este sábado divulgados. Segundo os dados da Ordem dos Médicos, os conselhos disciplinares …

Publicar no Instagram rende mais a Ronaldo do que jogar na Juve

As publicações pagas no Instagram rendem mais a Cristiano Ronaldo do que jogar na Juventus, revela um estudo do Buzz Bingo. O internacional português foi a personalidade mais bem paga neste rede social em 2018. De …