Richard Stallman, guru do software livre, demite-se do MIT após defender Jeffrey Epstein

Richard Stallman, programador, ativista e defensor do software livre, demitiu-se do cargo de professor convidado do laboratório de inteligência artificial do Instituto de Tecnologia de Massachusetts (MIT), nos EUA.

A demissão acontece depois de serem tornadas públicas afirmações que fizera sobre as vítimas de Jeffrey Epstein, o investidor multimilionário acusado de abusos sexuais a menores e que se suicidou em agosto na prisão.

Em emails recentes enviados a grupos de docentes e alunos do MIT – divulgados por uma das destinatárias no site Medium – Stallman afirmava que uma das vítimas das redes de tráfego de Epstein participou em actos sexuais com outros homens de forma “inteiramente voluntária”.

O comentário era uma referência ao caso de uma mulher que diz ter sido obrigada por Epstein a prostituir-se aos 17 anos e a ter relações com vários homens, entre os quais Marvin Minsky, pioneiro da inteligência artificial e membro fundador do MIT Media Lab. Nos emails tornados públicos, Stallman dizia que a diferença entre participar em actos sexuais com 17 ou 18 anos era um detalhe “menor”.

O ativista é defensor de que a idade legal para consentimento de actos sexuais devia ser mais baixa nos EUA, onde varia entre os 16 e os 18 consoante o estado. “Acho que toda a gente com 14 ou mais anos deve poder participar em actos sexuais, embora não de forma indiscriminada. E há pessoas que estão prontas mais cedo”, escreveu o programador em 2003.

Desde o começo do ano que o investigador acompanhava as acusações contra o multimilionáiro no site pessoal. “Acho que o termo correcto contra Espein é ‘violador em série’”, escreveu em abril. “Chamar-lhe um ‘criminoso sexual’ é redutor, porque coloca-o com um grupo de tantas outras pessoas que podem ter cometido um grande espectro de actos de diferentes níveis de gravidade. Alguns que não são crimes.”

Na nota de demissão, partilhada no site pessoal de Stallman, o cientista diz que a forma como os emails foram expostos resultou numa série de “mal-entendidos e descaracterizações”. “Demito-me, com efeito imediato, do MIT CSAIL. Estou a fazê-lo devido a pressões do MIT”, lê-se na mensagem.

Selam Jie Gano, engenheira de robótica que publicou os emails de Stallman, justifica a sua decisão com base no facto de muitos alunos que participam nas aulas de Stallman terem 17 ou 18 anos.

Com 66 anos, Stallman é conhecido por ter criado o sistema operativo livre GNU, que viria, mais tarde, a dar origem ao Linux. Stallman vai também deixar o cargo como presidente da Fundação para o Software livre, organização que criou em 1985 para promover programas de computador que podem ser partilhados, analisados e modificados de forma livre.

O MIT tem sido alvo de fortes críticas por ter escondido as origens do dinheiro oriundo de doações feitas por Epstein. A polémica levou mesmo o diretor do Media Lab, Jo Ito, a demitir-se em agosto, depois de se verificar que marcava frequentemente as doações de Epstein como “anónimas” em registos internos.

  ZAP //

PARTILHAR

RESPONDER

Otamendi e Vertonghen disputam a bola com Lewandowski

Benfica 0-4 Bayern | Primeiro a ilusão, depois o rolo bávaro

A ilusão durou 70 minutos. Ao longo de toda a partida, o Bayern foi melhor, criou inúmeros lances de golo, viu dois anulados, acertou no ferro, Vlachodimos fez defesas importantes, mas o Benfica deu luta, …

China quer punir pais de crianças mal-educadas

O regime chinês está a analisar um projeto de lei que prevê que os pais possam ser punidos se os seus filhos exibirem um mau comportamento ou cometerem crimes. De acordo com a agência Reuters, o …

Rui Moreira com Francisco Rodrigues dos Santos e Carlos Moedas

Rui Moreira promete manter a "identidade do Porto" e concluir os projetos que a pandemia atrasou

O presidente da Câmara Municipal do Porto tomou posse, esta quarta-feira, e comprometeu-se a "tudo fazer" para manter a identidade do Porto e a concluir os projetos que a pandemia atrasou. "Quero concluir os projetos que …

Já há um medicamento para tratar a covid-19 em casa (e vários países assinaram acordos de compra)

Países asiáticos já estão na luta pelo novo comprimido antiviral, cujo uso ainda nem sequer foi autorizado, contra a covid-19. Países da região asiática estão já a fazer encomendas da mais recente arma contra a covid-19: …

A Facebook vai implementar uma nova estratégia e o nome vai ser das primeiras coisas a mudar

As últimas semanas têm sido tumultuosas para a empresa de Mark Zuckerberg, que se viu confrontada com os testemunhos de antigos trabalhadores no Senado norte-americano. As notícias da última semana que resultaram do testemunho, no Senado …

Cadetes da Escola Naval investigados por alegados comportamentos abusivos

A Marinha está a investigar uma denúncia sobre alegados comportamentos abusivos entre cadetes da Escola Naval. "A Marinha informa que hoje, 19 de outubro, teve conhecimento de uma denúncia sobre alegados comportamentos abusivos praticados entre cadetes …

Índia. "Montanha de lixo" que garante sobrevivência de pobres será substituída por estação de tratamento

As "montanhas de lixo" das cidades da Índia em breve serão substituídas por estações de tratamento de detritos. A maior de todas — equivalente a um prédio de 18 andares — garante a sobrevivência de …

Candidatura de Nuno Melo acusa direção de não facultar cadernos eleitorais e de sanear senadores

A candidatura de Nuno Melo à liderança do CDS-PP acusou, esta quarta-feira, os opositores de não facultarem os cadernos eleitorais nem possibilitarem a fiscalização da eleição de delegados ao congresso, apontando também a substituição de …

Bolsonaro acusado de nove crimes pela comissão de inquérito sobre gestão da pandemia

O relatório apresentado, esta quarta-feira, na Comissão Parlamentar de Inquérito (CPI) do Senado brasileiro pede o indiciamento do Presidente por nove crimes durante a pandemia de covid-19. No texto, com mais de 1200 páginas, pede-se que …

Duas vendedoras num mercado japonês

Da noite para o dia, Japão tornou-se uma história "covidiana" de sucesso

Em meados de agosto, o Japão atingiu o pico de 6.000 casos diários de covid-19. Quase do dia para a noite, o país asiático observou, espantosa e inesperadamente, uma queda acentuada no número de infeções. …